PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 9ª JORNADA

2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
9ª Jornada - Resultados – 29/11/2009
CERCA 1 MURTEIRENSE 0
CHEGANÇAS 2 SÃO PEDRO 2
PEDRA 3 ATALAIA 2
FURADOURO 0 ARNEIROS 4
SOBREIRENSE 2 F. C. OTA 1
CAMPELENSE 0 CASALINHENSE 3

 


2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
Classificação – 29/11/2009
Pos. Clube J. V. E. D. G.M. G.S. Pontos
CERCA  9 5 3 1 19 11 18
ARNEIROS 9 5 2 2 20 12 17
CASALINHENSE 9 5 2 2 16 10 17
SOBREIRENSE 9 5 2 2 15 11 17
SÃO PEDRO  9 4 3 2 26 14 15
MURTEIRENSE 9 4 1 4 15 14 13
CAMPELENSE 9 3 3 3 17 14 12
CHEGANÇAS 9 2 5 2 20 17 11
FURADOURO 9 3 2 4 14 16 11
10º PEDRA 9 2 1 6 12 33 7
11º ATALAIA 9 2 0 7 5 20 6
12º F. C. OTA 9 0 4 5 8 14 4

 


Na 9ª jornada, da série 1, da 2ª divisão distrital, da A. F. de Lisboa, marcaram-se 20 golos, menos quatro que na jornada anterior, passando a média para 3,33 golos por jogo. As equipas visitadas marcaram 8 golos, enquanto as visitantes fizeram-no por 12 vezes. Houve apenas um empate, para não variar com a equipa de Cheganças envolvida, nas seis partidas disputas, três vitórias para as equipas visitadas e duas para as visitantes.

O Futebol Clube de Ota voltou às derrotas, contra o Sobreirense, num jogo com um resultado final muito enganador, dada a superioridade da formação otense. Com esta derrota, a equipa de Ota, voltou ao último lugar da classificação, enquanto o Sobreirense manteve-se no quarto posto, a apenas um ponto da liderança.

A Sociedade Recreativa de Cheganças averbou mais um empate, o quinto neste campeonato e já não vence há 4 jogos consecutivos. Nesta jornada empataram com o São Pedro, que assim desceu do segundo para o quinto lugar.

A União Recreativa e Desportiva da Atalaia deslocou-se ao terreno do último classificado e perdeu por três bolas a duas, sendo ultrapassado, precisamente, pelo Furadouro na classificação geral.

O líder Cerca, recebeu e venceu pela margem mínima a formação do Murteirense, que ainda assim se manteve no sexto lugar.

O Casalinhense subiu ao terceiro lugar, a um ponto do líder, após ter ido até ao terreno do Campelense vencer por três bolas a zero.

O Arneiros subiu ao segundo posto, também a um ponto do comandante desta série 1, depois de ter ido golear o Furadouro, por quatro bolas a zero.

No próximo domingo disputa-se a 10ª jornada, penúltima da 1ª volta do campeonato, com o Futebol Clube de Ota (12º) a receber no seu pelado o Furadouro (9º). Será mais um encontro, no qual a nossa equipa tudo irá fazer para conquistar os três pontos e, se jogar ao mesmo nível do efectuado em Sobreiro Curvo, não temos dúvidas que a primeira vitória na competição será alcançada no próximo fim de semana.

A S. R. de Cheganças (8º) desloca-se até ao pelado da U. R. D. de Atalaia (11º). Trata-se do terceiro derby, do concelho de Alenquer, nesta temporada 2009/2010. As duas formações vêem de resultados menos conseguidos e, como se trata de um derby, tudo pode acontecer, embora nos pareça que a equipa de Cheganças possa ter mais argumentos para vencer esta partida.

A Cerca (1º) visita o terreno do São Pedro (5º), com as duas equipas separadas por três pontos. Pensamos que o factor casa poderá ser determinante para a vitória da equipa de São Pedro da Cadeira, embora não seja de descurar, o facto da Cerca já não perder há cinco jogos consecutivos (1 empate e 4 vitórias).

O Arneiros (2º) recebe no seu campo a Pedra (10º) e sem grandes dificuldades deverá amealhar os três pontos em disputa.

O Casalinhense (3º) recebe no seu sintético o Sobreirense (4º), com ambas as equipas em igualdade pontual. Será certamente um jogo equilibrado, no qual provavelmente prevalecerá a divisão dos pontos em jogo.

A Associação Murteirense (6º) volta a jogar fora de casa, frente ao Campelense (7º). A equipa de Campelos volta a jogar em casa, após ter sido derrotada pelo Casalinhense, assim sendo, veremos como reagirá à primeira derrota no seu terreno.

 

Todas as imagens do encontro entre o Sobreirense e o F. C. Ota (9ª jornada) em: http://picasaweb.google.com/ptblogota/20091129Sobreirense2FCOta1#

 



publicado por BLOGOTA às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Domingo, 29 de Novembro de 2009
GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE 2 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 1

CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA

9ª JORNADA - ÉPOCA 2009-2010

Foto (da esquerda para a direita): Nuno Fernandes, Grilo, Quaresma, Fonte, Zé Alberto, J. M. Bacalhau, Márcio, Djaló, Caldeira, Flávio e Souza.

Foto: Onze titular do Grupo Desportivo Sobreirense.

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

1 FLÁVIO FERREIRA
19 RICARDO QUARESMA
26 MÁRIO DJALÓ
15 BRUNO CALDEIRA
25 NUNO FERNANDES
22 PEDRO GRILO
9 REGINALDO SOUZA (Cap)
7 MÁRCIO CARVALHO
23 JOÃO MANUEL BACALHAU
14 JOSÉ ALBERTO
24 JOÃO FONTE

 

Foto: Neste lance, aos 38 minutos, a equipa da casa chegou ao golo, mas o árbitro auxiliar, do lado da bancada, anulou-o por fora de jogo de um avançado local.

 

Substituições:

57' - Saiu o João Fonte e entrou o HÉLDER MONTEIRO (6).

84' - Saiu o Márcio Carvalho e entrou o RICARDO FACHADA (18).

Suplentes não utilizados: Filipe Antunes e Jorge Ribeiro.

Não convocados: Rui Correia, Tó Nando, Luis Gonçalves, Paulo Filipe.

Lesionados: António Faria, Sérgio Paulino, Sandro Ferreira, Peres, Paulo Parafuso e João Rodrigues.

Castigados: Nuno Narciso e João Pedro Bacalhau.

Disciplina:

Grupo Desportivo Sobreirense:

Cartão Amarelo aos 80 minutos para o Nº 15, por ter cometido uma falta dura sobre um jogador de Ota.

Cartão Amarelo aos 90 minutos para o Nº 11, por ter cometido uma falta perigosa sobre o Hélder Monteiro.

Cartão Vermelho Directo aos 70 minutos para o Nº 10, por ter agredido com um murro, o Ricardo Quaresma.

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 53 minutos para o Ricardo Quaresma, por ter cometido uma falta à entrada da nossa grande área.

Resultado ao intervalo: 0-0

Foto: Logo no reatamento do jogo, aos 30 segundos, o João Manuel Bacalhau apanhou uma bola a jeito e rematou-a mesmo ao canto superior direito do guardião local, que correspondeu com uma grande defesa, desviando-a, in-extremis, para canto.

 

MARCHA DO MARCADOR:

1-0 aos 54 minutos pelo Nº 4. Livre em zona frontal à baliza do F. C. Ota, com a bola ser colocada a um metro da linha de grande área. O jogador nº 4 bateu forte e rasteiro, a meio do percurso a bola ressaltou nos pés do Souza e acabou por enganar o Flávio, entrando no seu lado direito, enquanto ele, se havia lançado para o esquerdo.

1-1 aos 89 minutos por JOSÉ ALBERTO. Lance de insistência do ataque visitante, a bola foi cruzada do lado esquerdo, pelo Nuno Fernandes, na grande área a defesa local não foi lesta e rápida a aliviar a bola, acabando esta por sobrar para o pé direito do José Alberto, que não perdoou e fez o golo do empate.

2-1 aos 90+5 minutos pelo Nº 4 (penalty). Na sequência de um lançamento de linha lateral, do lado esquerdo do ataque local, a bola foi metida na área, onde um jogador local deu cabeça para trás, a bola acabou por ser desviada com os braços pelo Grilo, que se encontrava atrás deste jogador e saltou com os braços no ar. Na marcação da grande penalidade, o jogador nº 4 não acusou a pressão e bateu muito bem a bola para o fundo da baliza do F. C. Ota.

Foto: Numa altura em que chuvia intensamente, um jogador local apareceu isolado na área, cruzou, mas ao primeiro poste, o Flávio defendeu com segurança.

 

CRÓNICA DO JOGO:

A equipa sénior do F. C. Ota deslocou-se, este domingo, a Sobreiro Curvo e averbou mais uma derrota, no entanto realizou uma exibição muito boa e justificou plenamente um outro resultado, nomeadamente a vitória.

Para este encontro, o técnico David Sopa, teve à sua disposição 15 jogadores. O plantel continua a ser assolado por lesões e castigos, o que impossibilitou a convocação de 18 jogadores.

A equipa entrou a jogar em 4x3x3, com o Flávio na baliza, na defesa jogaram o Quaresma (direita), o Nuno Fernandes (esquerda), o Djaló e o Caldeira (centrais). O duplo pivot de meio campo foi composto pelo Grilo e o Souza, enquanto o «playmaker» foi o Márcio. No ataque jogaram o J. M. Bacalhau (direita), o José Alberto (esquerda) e o João Fonte (ponta de lança).

A partida foi disputada com alguma chuva, em certas alturas foi mesmo muito forte, algum vento, nomeadamente na primeira parte, a favor da equipa visitada e sob uma temperatura muito baixa.

A primeira grande situação de golo aconteceu aos 9 minutos, quando num rápido contra ataque, o João Fonte isolou-se, descaído para o lado direito, e rematou fora do alcance do guarda redes, que havia saido dos postes para fechar o ângulo, mas a bola saiu ligeiramente ao lado do poste direito do Sobreirense.

A equipa local respondeu aos 16 minutos, quando numa rápida transição para o ataque, a bola surgiu nos pés do isolado, jogador nº 7, que rematou ao lado do poste esquerdo do F. C. Ota.

O jogo prosseguiu em toada equilibrada e só aos 26 minutos, num remate de fora da área, o jogador nº 10 do Sobreirense, causou algum perigo para a baliza à guarda do Flávio Ferreira.

Aos 38 minutos, a equipa do Sobreirense viu um golo ser anulado por, eventual, fora de jogo de um seu avançado. O lance nasceu de um livre sobre a meia direita, a bola foi colocada no coração da área e o árbitro auxiliar levantou de imediato a bandeirola, no entanto o lance prosseguiu, por desatenção do árbitro e o Grilo, ao tentar cortar de cabeça, quase fazia o golo na sua baliza, valendo na circunstância o Flávio a fazer uma grande defesa, logo depois surgiu a recarga que deu golo e só depois è que o árbitro reparou que o seu auxiliar tinha a bandeira no ar, já há alguns segundos, e assinalou o fora de jogo.

O nulo ao intervalo era o resultado que mais se ajustava ao desenrolar dos acontecimentos, dadas as escassas oportunidades de golo criadas por ambas as equipas.

Foto: Aos 25 minutos, do segundo tempo, o jogador nº 10 foi expulso, com cartão vermelho directo, após ter agredido, com um murro na face, o Ricardo Quaresma.

 

Na etapa complementar, a equipa de Ota, entrou disposta a vencer o jogo e logo aos 30 segundos, o João Manuel Bacalhau apanhou a bola a jeito, no interior da grande área e rematou bem colocado, junto ao ângulo superior direito, correspondendo o guarda redes local com uma grande intervenção, a desviar a bola para canto.

Aos 53 minutos, a nossa defesa cometeu um deslize e quando um avançado local se preparava para entrar na área, em posição frontal, foi rasteirado pelo Quaresma. Desse livre, nasceu o primeiro golo da equipa local, a qual foi bafejada pela sorte, porque o remate do jogador nº 4 sofreu um desvio no calcanhar do Souza, enganando o Flávio que se lançou para o lado oposto ao daquele, onde a bola acabou por entrar.

Na resposta a esta infelicidade a equipa de Ota esteve perto do empate, logo no minuto seguinte, quando o Grilo arrancou um grande remate do meio da rua, que levou a bola a passar muito próxima da barra da baliza do Sobreirense.

Aos 57 minutos saiu do terreno de jogo o João Fonte, por troca com o Hélder Monteiro, que também foi jogar para a posição de ponta de lança.

Esta alteração foi fundamental para a melhoria qualitativa da nossa exibição. O Hélder entrou em campo disposto a partir a loiça toda e fê-lo de forma exemplar, motivando o seus colegas a acompanhá-lo numa exibição soberba até quase ao final do encontro.

Aos 59 minutos, o José Alberto dominou uma bola na grande área, mas adiantou-a ligeiramente, acabando a mesma nos braços do guardião local, que se arrojou aos pés do Zé e segurou o esférico.

Aos 63 minutos, na sequência de um canto marcado pelo Nuno Fernandes no lado direito, a bola quase que entrava directamente na baliza, valendo a intervenção a soco do guardião local, a afastar o esférico das imediações da baliza.

Aos 64 minutos, na sequência de um livre directo, o Quaresma rematou, com a bola a sair rente ao poste esquerdo da baliza do Sobreirense.

Aos 70 minutos, a equipa local ficou a jogar com menos um elemento, após expulsão do jogador nº 10, por ter agredido a soco o Ricardo Quaresma.

Com esta vantagem numérica, a pressão da equipa de Ota acentuou-se ainda mais, e logo no minuto seguinte, na sequência de um canto batido da direita, o Hélder finalizou de cabeça, para uma intervenção segura do guarda redes local.

Aos 72 minutos, novamente o Hélder, numa grande jogada individual do lado esquerdo da grande área, concluida com um remate cruzado, que levou a bola a sair ao lado do poste esquerdo.

Os últimos minutos de jogo foram passados com a equipa de Ota a tentar, por todos os meios, chegar ao golo, enquanto a equipa local já ia fazendo por passar o tempo, tentando segurar os três pontos em jogo.

Aos 84 minutos saiu o Márcio e entrou o Ricardo Fachada, numa altura em que a equipa já jogava em 4x2x4, o nº 18 de Ota foi-se colocar na direita do ataque.

Aos 89 minutos, na sequência de uma jogada de insistência do ataque visitante, a bola apareceu a saltitar à frente do José Alberto, à entrada da pequena área e, este não se fez rogado e atirou a contar para o empate, que na altura já era mais que merecido, aliás se justiça houvesse, em futebol, este teria que ser o golo da vitória, dada a superioridade da equipa de Ota, demonstrada principalmente no segundo tempo.

No final o árbitro deu cinco minutos de compensações e no último dos cinco, num lance muito infeliz do Grilo, a bola bateu-lhe nos braços, depois de este saltar com os mesmos no ar, o juiz da partida assinalou grande penalidade e a equipa do Sobreirense chegou à vantagem, numa altura em que eles próprios estavam mais que satisfeitos, com o empate registado, até esse fatídico momento.

Em jeito de conclusão, a nossa equipa perdeu, mas fez uma exibição muito boa, qua justificava perfeitamente a vitória nesta partida. A equipa local marcou dois golos de bola parada, em dois erros primários da nossa defensiva, e pouco mais fez. A equipa de Ota dominou todo o segundo tempo, criou inúmeras oportunidades para marcar, mas mais uma vez, a sorte e a capacidade concretizadora estiveram longe daquilo que se pretende para o nosso clube.

Foto: José Alberto, após ter marcado o golo do empate, a ser felicitado pelos seus colegas de equipa.

 

ARBITRAGEM:

O encontro entre o Sobreirense e o Futebol Clube de Ota foi apitado pelo Hélder Lourenço. A auxiliá-lo estiveram o Rodrigo Luis e o David Duarte.

O trio de arbitragem realizou uma boa partida, com um ou outro ajuizamento menos acertado, mas sem terem tido influência directa no resultado final.

Nos lances mais problemáticos decidiram acertadamente, nomeadamente nos duas faltas bem assinaladas, das quais resultaram os dois golos do Sobreirense. No primeiro a falta do Quaresma è evidente, assim como o cartão amarelo mostrado na sequência do lance. Na grande penalidade, a mão do Grilo è tão evidente, quanto desnecessária e o árbitro viu e assinalou a infracção.

No golo anulado ao Sobreirense, ainda na primeira parte, por fora de jogo, damos ao benefício da dúvida ao auxiliar Rodrigo Luis que se encontrava bem posicionado e não teve dúvias em assinalar a infracção.

A expulsão do jogador nº 10 do Sobreirense também não deixa dúvidas quanto à decisão acertada do árbitro.

Agora, caricato...caricato, foi mesmo a decisão de terminar o jogo quando, após um canto, marcado na direita, pelo Nuno Fernandes a bola sobrevoava a pequena área e o Hélder Lourenço apitou para o final do jogo. Nunca tinha visto um decisão deste tipo...e se desse golo? Estava o «baile armado». Porque que è que os árbitros se metem a jeito, neste tipo de situações. Das duas uma, ou acabava o jogo antes do Nuno Fernandes bater o pontapé de canto, ou deixava o lance sair das imediações da baliza para o fazer.

     



publicado por BLOGOTA às 18:29
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 28 de Novembro de 2009
CAMPEONATO DISTRITAL DE INFANTIS (IIª Divisão)

VS

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - C. R. D. ARRUDENSE 2

Parque de Jogos dos Linhais - Ota

Série 1 - 7ª Jornada

(Resultado ao intervalo: 1-2)

Foto (da esquerda para a direita): Arrais, Pedroso, Rafael, Bairreira, Maxi, Afonso, Sandro, Botas, Pedro, Gonçalo e Bernardo.

 

Incidências do Jogo:

De regresso a casa, a nossa equipa de Infantis, em futebol de onze, voltou a perder, o que aconteceu pela primeira vez na condição de visitada, frente ao Arrudense.

O jogo começou equilibrado, muito disputado a meio campo, mas a meio da primeira parte a equipa forasteira, após uma boa jogada de ataque pela direita, chegou ao golo através do jogador nº 9.

O mesmo jogador, pouco depois, ampliou a vantagem para a sua equipa, após ter ganho em velocidade aos nossos defesas, batendo o desemparado João que não teve hipóteses de segurar esta bola.

Antes do intervalo, a nossa equipa, reduziu a desvantagem através de um golo obtido pelo Gonçalo Pinto, concluindo uma jogada de insistência do ataque local.

Na segunda parte a nossa equipa tudo tentou fazer para, pelo menos, chegar à igualdade, mas as tentativas esbarraram quase sempre no bom posicionamento defensivo da equipa visitante.

Na parte final do desafio desfrutamos de duas soberanas oportunidades para empatar, a primeira protagonizada pelo Pedro Vieira, que viu a barra devolver o esférico, após um seu remate e pouco depois o Afonso Pereira apareceu em boa posição para finalizar, mas o seu remate foi defendido com segurança pelo guardião do Arrudense.

Em resumo e tendo em conta a boa segunda parte da equipa de Ota, consideramos esta derrota muito injusta, e, inclusivé achamos que a vitória assentava melhor a formação otense.

Na próxima jornada (8ª), primeira da segunda volta, a equipa de Ota recebe o Bucelenses, pelas 15 horas, do próximo sábado. Na 1ª volta, a equipa de Bucelas, venceu por três bolas a zero.

Foto: Festejos dos jogadores de Ota, após o golo obtido pelo Gonçalo Pinto.

 

VIDEO DO JOGO:

João Arrais bateu o livre e o Pedro Vieira atirou a bola à barra do Arrudense.



publicado por BLOGOTA às 19:19
link do post | comentar | favorito
|

CAMPEONATO DISTRITAL DE ESCOLAS (Futebol de 7)

VS

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA 3 - CLUBE FUTEBOL SANTA IRIA 5

Parque de Jogos dos Linhais - Ota

Escolas E3 (10 anos) - Série 2 - 5ª Jornada

(Resultado ao intervalo: 1-3)

Foto: Os sete titulares, na partida desta manhã, contra a equipa de Santa Iria.

 

Incidências do Jogo:

Numa manhã marcada pelo muito frio e denso nevoeiro em Ota, a nossa equipa de Escolas E3 entrou desconcentrada no jogo contra a formação de Santa Iria e sofreu um golo, logo no primeiro minuto.

A meio dos primeiros vinte e cinco minutos de jogo, a equipa de Ota, chegou à igualdade por intermédio do Duarte Almeida, que concluiu uma boa jogada do Héber pela direita, passando ainda o esférico por uma assistência perfeita do Diogo Torcato.

Quando tudo indicava que a partida iria igualada para o intervalo, a equipa forasteira marcou dois golos de rajada e foi para as cabines com uma vantagem confortável.

A segunda parte deste desafio foi muito animada, com a equipa de Ota, logo no reatamento a atirar uma bola ao poste, depois foi a vez da formação de Santa Iria enviar uma bola ao ferro da nossa baliza.

Entretanto, a equipa de Ota reduziu a desvantagem através de um grande remate de fora da área do Diogo Torcato e pouco depois conseguiu mesmo chegar à igualdade, após o Tomás Silva ter ganho a bola a um defesa visitante, isolar-se, fintar o guarda redes e concluir com simplicidade.

Na parte final da partida a equipa forasteira voltou a adiantar-se no marcador após a marcação de um canto na esquerda do ataque e pouco depois, num remate de fora da área, conseguiu ampliar a vantagem para dois golos de diferença.

Ainda antes do apito final, a equipa de Ota, beneficiou de uma grande penalidade, marcada pelo Duarte Almeida e defendida pelo guarda redes, na recarga o mesmo jogador atirou ao lado do poste esquerdo da baliza do Santa Iria.

Em termos gerais e dada a equivalência que existiu entre as duas equipas, nomeadamente nas oportunidades de golo, pensamos que o empate final seria o resultado mais aceitável para este encontro.

Na próxima ronda, a equipa de Escolas E3, do F. C. Ota desloca-se a Alverca, onde, no próximo sábado, pelas 10h., defronta a equipa local.

Foto: Lance do terceiro golo da equipa de Ota, marcado pelo Tomás Silva, depois de ultrapassar um defesa e o guarda redes do Santa Iria.

 

VIDEO DO JOGO:

Grande penalidade contra o Santa Iria, não convertida pelo Duarte Almeida.



publicado por BLOGOTA às 18:13
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009
QUASE SEMPRE A PEDALAR

Domingo, 22 de Novembro de 2009

Percurso: Ota – Charneca de Ota – Monte Redondo – Casais Vale Coelho – Aveiras de Cima – Ota

Distância percorrida: 35 kms (aprox.)

 

Após duas semanas sem treinos, devido a vários factores, regressamos, no passado domingo, ás lides «betetistas», com quatro elementos presentes, a saber: Rui Branco, João Antão, Licínio Deodato e Afonso Costa.

Estes quatro elementos, confirmados na equipa de Ota, para as 24 horas de BTT em Alenquer, têm o prazer de informar o recrutamento de outros dois atletas para a nossa equipa, nesse evento. Trata-se, nada mais, nada menos que o Pedro Pereira, antigo atleta «pró», que actualmente roda com mais calma, mas como quem sabe não esquece, o seu treino do domingo passado foi efectuado com os «prós» actuais, que foram à Praia de Santa Cruz em bicicletas de estrada e do Luis Filipe Pancadares, outro antigo «pró», que agora também reduziu os andamentos, mas que irá participar, no dia 6 de Dezembro na Maratona de Canha – Montijo.

Entretanto, os quatro já referidos anteriormente, seguiram em direcção à Estrada da Manga, e daí foram para o Monte Redondo, não sem antes dar um volta pela Barragem da Chã Alta, que actualmente se encontra quase seca.

Os caminhos que percorremos encontravam-se algo enlameados e com algumas poças de água, não nos esqueçamos que no sábado choveu a potes.

A primeira hora de treino, sempre em caminhos e trilhos de terra batida, foi feita em bom ritmo, quer no andamento imposto, quer no som pesado que o telemóvel do Afonso emitia e que ao longo das duas horas e meia de treino efectuado nos acompanhou sempre com uma escolha musical muito aceitável.

Percorremos caminhos que já há algum tempo não fazíamos, nomeadamente pela zona da Vidigueira, Salgueiral e fomos dar aos depósitos de combustíveis da CLC, em Aveiras de Cima.

A partir desse local fizemos apenas estrada pavimentadas, por entre os Casais Vale Coelho, Casais das Inglesas, Aveiras de Cima, tomando depois o caminho de casa, através da estrada municipal que liga Ota ao concelho de Azambuja.

Perto do Vale das Pedras decidimos voltar a entrar por caminhos de terra batida, seguindo em direcção à Serra da Aldeia, onde fomos confrontados com um corte de estrada pública. Entre estes dois locais, numa estrada pública há mais de trinta anos (tenho trinta e oito e já lá passava aos oito anos de idade), com a descarga de diversos montes de entulho e, inclusivamente julgo que lá foram também depositadas lamas de ETAR, que impedem a trânsito de qualquer veículo e/ou peões.

Inacreditável, nos tempos que correm ainda existirem uns tipos armados ao D. Afonso Henriques, que tentam conquistar terrenos de forma ilícita, impedindo as pessoas de passar em caminhos públicos. Já é tempo de acabar com estes conquistadores do século 21, que ocupam espaços que não lhes pertencem.

Entretanto lá conseguimos uma alternativa para passar aquele disparate feito por alguém que não estava no seu perfeito juízo e, seguimos em direcção ao Forno Tijolo, dai para as Arroteias e terminamos o nosso treino, por volta das 11h. 30m., no Parque de Jogos de Linhais, onde jogavam os iniciados do nosso clube.

Para a semana, se não chover e ainda existirem caminhos para passar, lá faremos mais um treino de preparação em BTT.



publicado por BLOGOTA às 19:47
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009
6º TROFÉU ORI-BTT EM OTA

 

Nos próximos dias 12 e 13 de Dezembro irá decorrer, em Ota, uma prova de orientação em BTT, pontuável para a Taça de Portugal de Orientação em BTT 2009/2010.

Esta prova, para além de contar com a participação dos atletas federados, será também aberta a todas as pessoas, com percursos adaptados a vários graus de dificuldade, podendo a participação ser efectuada nas categorias individuais, em pares ou em grupo.

Neste sentido o «Trio de Ataque» composto pelo Rui Branco, João Antão e Licínio Deodato, já garantiram a presença nesta prova, em representação da Freguesia de Ota, uma das entidades patrocinadoras deste evento. Estamos ainda em conversações para que a nossa equipa seja reforçada com mais um ou outro elemento, nomeadamente o Afonso Costa e o Alexandre Esteves.

Se não conheces a orientação em BTT, aproveita esta oportunidade para experimentares um dos desportos com maior taxa de crescimento nos últimos anos. A Orientação em BTT tem sido uma prática desportiva com grande nível de adesão nas últimas épocas.

A organização deste evento pertence ao CPOC (Clube Português de Orientação e Corrida), com o apoio, entre outros, da Câmara Municipal de Alenquer, Junta de Freguesia de Ota e Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota.

O centro nevrálgico do evento será nas instalações do C. S. R. D. de Ota, onde terá acesso a: Estacionamento para viaturas; Recolha de chaves e sacos de bagagem; Primeiro socorros, Lavagem de bicicletas, Oficina para pequenas reparações, Banhos quentes e a possibilidade de pernoitar em solo duro (apenas nas noites de sexta-feira e sábado).

No dia 12 de Dezembro, o secretariado abre ás 10 horas e as primeiras partidas estã marcadas para o meio-dia. No dia seguinte, o secretariado abre às 9 horas, prevendo-se as primeiras partidas para as 9h. 30m.

O tempo máximo para realizar a prova será de 3 horas no sábado e 4 horas no domingo, após o qual será servido um almoço, no centro do evento, apenas no domingo, seguido da entrega de prémios aos vencedores e participantes.

Para mais informações sobre este grande evento desportivo, em Ota, consulte a página www.cpoc.pt e peça informações em alenquer@cpoc.pt, ou geral@cpoc.pt



publicado por BLOGOTA às 18:38
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009
CAMPEONATO DISTRITAL DE INICIADOS (IIª Divisão)

VS

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - C. R. D. ARRUDENSE 2

Parque de Jogos dos Linhais - Ota

Série 3 - 7ª Jornada

(Resultado ao intervalo: 0-1)

 

 

Incidências do Jogo:

Realizou-se, este domingo, pelas 10 30 da manhã mais uma jornada para a equipa de iniciados do FCO. Depois da primeira vitória nesta competição na passada semana, era com expectativa que jogadores e adeptos aguardavam este jogo contra o Arruda. Depois do início atrasado em, quase, 15 minutos, por culpa dos árbitros, as duas equipas procuraram em primeiro lugar perceber o real valor uma da outra, levando a um futebol jogado devagar e sem correr riscos. Cedo se percebeu também, que a equipa da Arruda era mais experiente e sempre que podia, ganhava faltas em zonas avançadas do terreno, pois em jogo jogado, nenhuma das equipas conseguia destaque. Numa dessas faltas, a bola é colocada dentro da área, sem que nenhum dos nossos jogadores conseguisse afastar, a bola sobra para o segundo poste, onde estavam vários jogadores do Arruda. Um deles conseguiu rematar e inaugurar o marcador, numa jogada em que a nossa defesa foi lenta a afastar o perigo. O regresso para a segunda parte, não fez mudar o futebol, ficando logo claro, que apenas um rasgo individual ou a sorte podia alterar o marcador. Os nossos jogadores foram pressionando e empurrando o Arruda para a sua área, mas jogadas de perigo não existiam. As defesas estavam a ganhar a luta com os avançados, até que chegou o momento do jogo. Numa jogada de insistência da equipa da arruda junto à linha de fundo dentro da área, o nosso central fez uma carga de ombro mais brusca, o que levou o avançado da arruda a cair por terra. Eu estava a 3 ou 4 metros da jogada e em nenhum momento tive duvidas que era dentro da área, (outros 3 ou 4 metros dentro da área seguramente) nem me espantaria nada que fosse marcado penalty, mas o melhor estava para vir. A Sra. Arbitra, (podia ser outra coisa qualquer que obrigasse a ter um apito na boca mas no caso estava a fazer de Arbitra) conseguiu marcar falta contra a arruda dentro da área, depois pensou melhor e com a ajuda do seu colega resolveu marcar falta contra o FCO fora da área. Já estava colocado o jogador do arruda para marcar a falta e a Sra. Que por acaso tinha um apito na boca, resolveu finalmente marcar penalty. Deu pena olhar para aqueles que supostamente devem ser o garante do normal desenrolar de uma actividade desportiva, quererem ser eles os protagonistas, ainda para mais num jogo com miúdos de 12 e 13 anos. Eu pergunto, o que será que eles sentem depois de um jogo, em que repetidamente erram nos seus julgamentos? Têm eles consciência dos erros básicos que comentem? Ou será que são escolhidos por terem um QI tão pequeno, que nem lhes permite pensar no que fazem tão mal e assim nunca sentem remorsos???

Depois do penalty o FCO ainda conseguiu chegar ao golo, através do Renato Gonçalves, numa jogada que me parece também ilegal. Até ao final os nossos jogadores tudo fizeram para chegar à igualdade, mas o tempo e as forças já eram poucas.

A equipa da Arruda pareceu-me um pouco mais adulta que a nossa e em muitos momentos do jogo controlou com alguma facilidade os nossos jogadores.

O FCO continua a melhorar e tenho a certeza que estes miúdos ainda vão ganhar muitos jogos este ano. Está mais equipa a cada jogo e para uma equipa de jovens jogadores, já tem alguma capacidade de sofrimento dentro de campo e isso vai fazer a diferença.

Na próxima jornada, 1ª da segunda volta, a equipa de Ota desloca-se até Vialonga, onde defronta a equipa local, pelas 10h. 30m.



publicado por BLOGOTA às 19:22
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009
VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA - G. D. R. C. CASALINHENSE

Grande defesa do Flávio, a um livre directo marcado pelo Nº 2.

Remate do Grilo, desviado por um adversário para canto.

Remate do J. M. Bacalhau, com a bola a passar rente à barra.

Golo mal anulado à equipa de Ota. Na altura fazia o 1-0. 

 1-1 Golo do empate para o F. C. Ota, marcado pelo J. M. Bacalhau.

 



publicado por BLOGOTA às 19:59
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 8ª JORNADA

2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
8ª Jornada - Resultados – 22/11/2009
CERCA 2 CAMPELENSE 1
MURTEIRENSE 2 CHEGANÇAS 1
SÃO PEDRO 7 PEDRA 3
ATALAIA 0 FURADOURO 1
ARNEIROS 4 SOBREIRENSE 1
F. C. OTA 1 CASALINHENSE 1

 


 

2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
Classificação – 22/11/2009
Pos. Clube J. V. E. D. G.M. G.S. Pontos
CERCA  8 4 3 1 18 11 15
SÃO PEDRO  8 4 2 2 24 12 14
ARNEIROS 8 4 2 2 16 12 14
SOBREIRENSE 8 4 2 2 13 10 14
CASALINHENSE 8 4 2 2 13 10 14
MURTEIRENSE 8 4 1 3 15 13 13
CAMPELENSE 8 3 3 2 17 11 12
FURADOURO 8 3 2 3 14 12 11
CHEGANÇAS 8 2 4 2 18 15 10
10º ATALAIA 8 2 0 6 3 17 6
11º F. C. OTA 8 0 4 4 7 12 4
12º PEDRA 8 1 1 6 9 31 4
 


Na 8ª jornada, da série 1, da 2ª divisão distrital, da A. F. de Lisboa, marcaram-se 24 golos, precisamente os mesmos que jornada anterior, mantendo a média de 4 golos por jogo. As equipas visitadas marcaram 16 golos, enquanto as visitantes fizeram-no por 8 vezes. Todas as equipas marcaram, pelo menos, um golo, com excepção da Atalaia, que ficou em branco. Houve apenas um empate nas seis partidas disputas, quatro vitórias para as equipas visitadas e uma para as visitantes.

Numa série, em que o equilíbrio pontual è a nota dominante, temos a realçar a subida da Cerca ao primeiro posto da classificação. Após a oitava jornada, todas as equipas alteraram a sua posição na tabela classificativa, com excepção da Atalaia, que se manteve na décima posição. A diferença entre o primeiro e o sétimo classificado è de apenas três pontos.

O Futebol Clube de Ota continua voltou a não vencer mas, pelo menos, desta vez não perdeu, conquistando um ponto, frente ao Casalinhense, que o fez subir uma posição na tabela, por sua vez, o Casalinhense desceu do segundo para o quinto lugar.

A Sociedade Recreativa de Cheganças vai em três jogos consecutivos sem vencer e desceu para a nona posição, após ter sido derrotada pela Associação Murteirense que subiu ao sexto posto.

A União Recreativa e Desportiva da Atalaia vai numa série de três derrotas consecutivas, sem marcar qualquer golo e, ontem perdeu, em casa, com o Furadouro pela margem mínima, fazendo com que esta equipa subisse para o oitavo lugar.

A Cerca assumiu a liderança, desta série 1, após ter recebido e vencido a equipa do Campelense, que assim desceu para o sétimo lugar.

Em alta está a equipa de São Pedro que já vai na terceira vitória consecutiva, subindo assim ao segundo posto da classificação, após vencer a formação da Pedra, por sete bolas a três. Com este resultado, a equipa da Pedra, passou a segurar a lanterna vermelha.

A formação de Arneiros também está a atravessar uma excelente fase, com três vitórias consecutivas, subindo assim ao terceiro lugar. Ontem, venceu claramente o anterior líder desta série, o Sobreirense, por quatro bolas a uma.

Na próxima jornada, nona para o campeonato, o Futebol Clube de Ota (11º) desloca-se ao relvado sintético do Sobreirense (4º), onde, pela nona vez, vai tentar alcançar a primeira vitória nesta competição.

A S. R. Cheganças (9º) recebe, no seu pelado, onde ainda não venceu esta época, a formação de São Pedro (2º), que vem para este jogo com 9 pontos acumulados nas últimas três jornadas.

A U. R. D. Atalaia (10º) desloca-se até ao terreno da Pedra (12º), onde vai tentar alcançar os três pontos, para não se deixar ultrapassar na classificação, pela formação de Torres Vedras.

A Cerca (1º) joga novamente em casa, desta feita contra a Associação Murteirense (6º) e vai tentar vencer, para se manter no topo da classificação.

O Arneiros (3º) tem uma difícil deslocação até ao sintético do Furadouro (8º), onde vai tentar manter a série de bons resultados obtidos nas últimas jornadas.

Finalmente, o Campelense (7º) recebe o Casalinhense (5º), num encontro que se prevê bastante equilibrado, com resultado imprevisível.

 

Todas as imagens do encontro entre o F. C. Ota e o Casalinhense (8ª jornada) em: http://picasaweb.google.com/ptblogota/20091122FCOta1Casalinhense1#

  



publicado por BLOGOTA às 20:47
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 22 de Novembro de 2009
FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - G. D. R. C. CASALINHENSE 1

CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA

8ª JORNADA - ÉPOCA 2009-2010

Foto (da esquerda para a direita): Sandro, Flávio, Souza, Caldeira, Djaló, J. M. Bacalhau, Fonte, Fernandes, Rodrigues, Grilo e Quaresma.

Foto: Onze inicial do Grupo Desportivo Recreativo Cultural Casalinhense.

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

1 FLÁVIO FERREIRA
19 RICARDO QUARESMA
9 REGINALDO SOUZA
15 BRUNO CALDEIRA
26 MÁRIO DJALÓ
22 PEDRO GRILO
8 SANDRO FERREIRA (Cap)
2 JOÃO RODRIGUES
24 JOÃO FONTE
25 NUNO FERNANDES
23 JOÃO MANUEL BACALHAU

 

Foto: Antes do pontapé de saida, respeitou-se um minuto de silêncio, em memória do falecido dirigente do F. C. Ota, Armando Beijinha, o qual terminou com uma enorme salva de palmas.

 

Substituições:

45' - Ao intervalo saiu o João Rodrigues e entrou o HÉLDER MONTEIRO (6).

67' - Saiu o Nuno Fernandes e entrou o JOSÉ ALBERTO (14).

67' - Saiu o Ricardo Quaresma e entrou o LUIS GONÇALVES (11).

Suplentes não utilizados: Paulo Filipe.

Não convocados: Filipe Antunes, Rui Correia, Tó Nando, Márcio Carvalho e Ricardo Fachada.

Lesionados: António Faria, Sérgio Paulino, Jorge Ribeiro, Peres, Paulo Parafuso.

Castigados: Nuno Narciso e João Pedro Bacalhau.

Disciplina:

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 72 minutos para o Reginaldo Souza, por ter cometido uma falta dura sobre o jogador nº 8.

Cartão Amarelo aos 81 minutos para o Sandro Ferreira, por ter protestado contra uma decisão do árbitro auxiliar do lado dos bancos de suplentes.

Grupo Desportivo Recreativo Cultural Casalinhense:

Cartão Amarelo aos 59 minutos para o Nº 79, por ter cometido uma falta dura sobre o Hélder Monteiro.

Cartão Amarelo aos 69 minutos para o Nº 10, por ter protestado contra uma decisão do árbitro.

Cartão Amarelo aos 43 minutos para o Nº 24, por ter protestado de forma exagerada, contra uma decisão da equipa de arbitragem.

Cartão Vermelho Directo aos 52 minutos para o Nº 99 (Guarda Redes suplente do Casalinhense), por se ter excedido nos protestos contra o árbitro da partida.

Resultado ao intervalo: 0-0

Foto: Pedro Grilo, numa disputa de bola a meio campo, saltou mais alto que o seu adversário e cortou o lance de cabeça, sob o olhar atento do Djaló.

 

MARCHA DO MARCADOR:

0-1 aos 63 minutos pelo Nº 8. A equipa do Casalinhense recuperou a bola em zona alta e numa rápida troca de bola, o jogador Nº 8 apareceu cara - a - cara com o Flávio, descaido para o lado esquerdo do ataque e com o pé direito introduziu a bola na nossa baliza.

1-1 aos 90+2 minutos por JOÃO MANUEL BACALHAU. Livre directo sob a meia direita, apontado para a zona da pequena área pelo Sandro Ferreira, o guarda redes saiu-se para agarrar a bola, mas o João Manuel Bacalhau antecipou-se e desviou-a ligeiramente do seu alcance, entretanto o Nº 1 do Casalinhense ainda tocou na bola, contra um seu colega, e esta encaminhou-se para o fundo da baliza.

 

Foto: O jogador Nº 8 do Casalinhense acabava de fazer o golo e preparava-se para receber os abraços dos seus colegas de equipa. 

 

CRÓNICA DO JOGO:

Após dois jogos seguidos fora de casa e três derrotas consecutivas, a nossa equipa regressou ao seu pelado, conquistando um importante ponto, contra uma das equipas que tem liderado esta série 1, da 2ª divisão distrital de Lisboa.

Para este encontro, o técnico David Sopa, que teve de acompanhar a sua equipa na bancada, após ter sido expulso na jornada anterior, teve apenas à sua disposição quinze jogadores.

Neste momento o plantel tem 5 lesionados, 2 castigados e outros 5 jogadores estavam indisponíveis para esta partida.

Assim sendo, o Flávio regressou à baliza, tendo à sua frente um quarteto defensivo composto na direita pelo Quaresma, na esquerda com o Mário Djaló e na zona central da defesa pelo Souza e Caldeira.

A equipa alinhou com quatro médios, na zona central da intermediária jogaram o Grilo e o João Rodrigues, na direita o Sandro e na esquerda o Nuno Fernandes.

Os dois pontas de lança de serviço foram o João Fonte e o João Manuel Bacalhau.

A primeira grande oportunidade de golo, surgiu logo aos 3 minutos, para o Casalinhense, quando o jogador nº 14 se isolou e fez um chapéu ao Flávio, com a bola a sair ao lado do poste direito.

Entretanto o jogo caiu numa toada de pontapé para cá, pontapé para lá, sem grandes motivos de interesse para o pouco público presente, esta tarde, no Parque de Jogos dos Linhais.

Aos 18 minutos, o jogador nº 8, entrou na área, pela direita e rematou cruzado, com a bola a bater na rede lateral da baliza do F. C. Ota.

Só aos 24 minutos de jogo é que a equipa de Ota chegou com perigo à baliza adversária, numa jogada conduzida pelo João Fonte, na esquerda do ataque local a bola foi colocada para a zona da pequena área, onde, o Nuno Fernandes chegou ligeiramente atrasado e o guarda redes recolheu a bola com segurança.

Aos 36 minutos, num livre directo, em zona frontal à nossa baliza, o jogador nº 2, bateu de forma exemplar a falta, com a bola a encaminhar-se para o ângulo superior esquerdo da baliza à guarda do Flávio, que correspondeu, voando para o esférico, conseguindo desviá-lo para canto.

Aos 38 minutos, na sequência de um canto batido na direita pelo Nuno Fernandes, a bola sobrevoou a área e ao segundo poste estava o Souza a colocar o esférico na entrada da grande área, onde apareceu o João Manuel Bacalhau a rematar forte com a bola a passar pouco por cima da barra da baliza do Casalinhense.

O nulo ao intervalo ajustava-se ao desenrolar dos acontecimentos, nomeadamente ás escassas oportunidades claras de golo criadas por ambas as formações.  

Foto: O João Fonte preparava-se para arrancar para uma bola e viu-se impedido de o fazer, em condições, pela farta cabeleira do central do Casalinhense. Impôem-se uma pergunta: Poderá este lance ser considerado faltoso?

 

Ao intervalo, a equipa técnica de Ota, deixou nas cabines o João Rodrigues e lançou o Hélder Monteiro em campo. Com esta alteração o Sandro passou para a zona central do meio campo e o Hélder foi jogar a médio direito.

Começou melhor, esta etapa complementar, a equipa forasteira e, logo aos 47 minutos, após um cruzamento da direita, o jogador nº 8 apareceu em boa posição para cabecear a bola, mas fê-lo de forma fraca, com a bola a seguir para a mãos do bem posicionado Flávio Ferreira.

Aos 52 minutos, numa boa jogada de ataque da equipa do Casalinhense, o jogador nº 10 entrou na grande área, descaído para o lado direito, rematando forte, correspondendo o Flávio com mais uma boa intervenção, junto ao seu poste esquerdo, desviando a bola para canto.

Aos 54 minutos, na sequência de um canto batido na direita, a bola foi cair ao segundo poste, onde o jogador nº 23 deu de cabeça para a zona frontal da baliza, onde apareceu o jogador nº 8 a cabecear por cima da barra, desperdiçando a mais clara oportunidade de golo para a equipa visitante.

Aos 60 minutos, a equipa de Ota sacudiu um pouco a pressão adversária e ganhou um livre à entrada da grande área, descaido para o lado direito. Na marcação do mesmo, o João Fonte bateu em jeito, com a bola a bater na barra e a cair, eventualmente, no interior da baliza adversária. Ainda assim a bola ressaltou no chão e na recarga o João Manuel Bacalhau saltou mais alto que o seu adversário e fez o golo de cabeça. O árbitro auxiliar do lado dos bancos de suplentes anulou-o por, supostamente, o nosso ponta de lança ter feito falta, na altura do cabeceamento sobre o seu adversário.

De facto, como veremos depois em video, a decisão foi errada e prejudicou claramente a marcha do marcador deste jogo.

Na resposta a este lance, a equipa do Casalinhense, chegou à vantagem aos 63 minutos, num lance bem finalizado pelo jogador nº 8.

A perder, o técnico David Sopa, não hesitou e fez sair do terreno de jogo o Quaresma e o Nuno Fernandes, por troca com o Luis Gonçalves e o José Alberto.

A equipa passou a jogar em 3x3x4, com Caldeira, Souza e Djaló na defesa, Grilo, Sandro e Luis Gonçalves no meio campo e Hélder, José Alberto, J. M. Bacalhau e João Fonte numa frente de ataque bem aberta.

Aos 68 minutos, ainda com a nossa equipa a adaptar-se ao novo sistema táctico, o jogador nº 10 apareceu em boa posição para marcar, acabando o seu remate forte, por levar a bola a raspar na barra da baliza do F. C. Ota.

Os últimos vinte minutos de jogo foram de intenso domínio da equipa de Ota, encostando o seu adversário ás cordas, acabando por ver premiado esse esforço já no período de compensações dado pelo árbitro.

Aos 82 minutos, na sequência de um livre marcado pelo Sandro, a bola chegou ao segundo poste, onde o Hélder apareceu a rematar fraco, para uma defesa segura do guarda redes do Casalinhense.

Finalmente, quando já poucos acreditavam, a equipa conseguiu chegar à igualdade, num lance de bola parada, no qual a defensiva forasteira não foi lesta a afastar a bola da zona de perigo, acabando por sofrer o golo do empate.

Em resumo, achamos que o resultado é justo para o que ambas as equipas produziram no decurso dos noventa minutos, embora saibamos que marcamos dois golos limpos e só foi contabilizado um.

 

Foto: Grande oportunidade de golo para o Casalinhense, aos 54 minutos, desperdiçado pelo jogador nº 8 que cabeceou a bola por cima da barra do F. C. Ota. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para a partida deste domingo, foi composto pelo Ruben Quadros (árbitro principal), Rui Correia e Hugo Proença (árbitros assistentes).

Se excluíssemos o minuto 15 do segundo tempo, diríamos que a prestação destes três jovens tinha roçado a perfeição.

De facto a infeliz decisão de anular um golo limpo à equipa de Ota, que na altura colocava a equipa em vantagem, foi determinante para o desfecho final do jogo.

Tirando esse lance, só temos a apontar o facto de já na parte final do segundo tempo ter ficado por mostrar o segundo amarelo ao jogador nº 10 do Casalinhense, após ter cometido uma falta dura sobre o Hélder Monteiro.

Em tudo o resto, quer disciplinarmente, quer tecnicamente estiveram muito bem. 

 



publicado por BLOGOTA às 18:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

ATÉ SEMPRE...

RAINHA DAS VINDIMAS 2012 ...

EQUIPA TÉCNICA DOS TRAQUI...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

CLÁSSICA CICLISMO - ALVER...

CLÁSSICA CICLISMO: ALVERC...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

SORTEIO – JUVENIS E INICI...

1º DESAFIO BTT ADN – A DO...

EQUIPA TÉCNICA DOS INFANT...

TROFÉU BTT OURÉM – RAID T...

EQUIPA TÉCNICA DOS INICIA...

CICLISMO - CONTRA RELÓGIO...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUVENI...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUNIOR...

SORTEIO – JUNIORES – F. C...

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN – F...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

MARATONA BTT DE OTA

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN AUT...

CLÁSSICA SUBIDA À TORRE -...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

CIRCUITO DE CICLISMO DA A...

18º CIRCUITO BTT NORTE AL...

MARATONA BTT DE OTA - DOR...

PASSEIO ANUAL DA 3ª IDADE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

VIDEOS DO CIRCUITO DE CIC...

CIRCUITO DE CICLISMO DE M...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

3 HORAS RESISTÊNCIA BTT A...

PROGRAMA DA FESTA DE OTA ...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

2ª DIVISÃO DISTRITAL - A....

CIRCUITO DE CICLISMO DE S...

TREINOS DE CAPTAÇÃO - F. ...

OH MEU DEUS TRAIL BIKE SE...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
Google
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim