PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO


Domingo, 24 de Junho de 2012
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2011/2012

 

2ª PARTE

 

 

F. C. OTA

 

Após um excelente início de época, com três vitórias e um empate nas primeiras quatro jornadas, comandando a série 1 nesta fase, seguiram-se três derrotas consecutivas que relegaram a equipa para fora dos dois primeiros lugares da classificação. Neste período a equipa registou as suas únicas derrotas em casa, esta época, frente à Igreja Nova e ao Luz e Fanhões. Pelo meio a equipa sofreu a derrota mais pesada da época, cinco a zero, contra o São Pedro. Depois seguiram-se duas vitórias, mais duas derrotas e mais duas vitórias. Na fase crucial da época, nomeadamente durante o mês de Janeiro, a formação precisava de vencer para se chegar aos lugares de subida, mas apenas conquistou dois empates em quatro jogos. Nos últimos jogos voltou a estar bem, conquistando três vitórias consecutivas, o que fez com que a equipa ficasse em 5º lugar com o mesmo número de pontos do Jeromelo e o Luz Fanhões. Em 20 jogos, conquistaram 10 vitórias, 3 empates e 7 derrotas, para um acumulado de 33 pontos. Marcaram 35 golos e sofreram 33.

 

 

CERCA

 

Uma das grandes desilusões da época foi a formação da Cerca, isto porque em anos anteriores sempre nos habituou a melhores performances na competição. Logo de inicio deixou a ideia que a época não seria famosa, porque nas cinco primeiras jornadas apenas conquistou um ponto, e que ponto, no terreno da Igreja Nova. Depois pautou o resto da época pela enorme irregularidade em termos de resultados. Ainda assim, das quatro equipas que cavaram um fosso enorme para a sete da frente, foi a mais consistente e acabou com 5 pontos de avanço sobre o seu mais directo perseguidor. Em 20 jogos, conquistou 5 vitórias, 4 empates e 11 derrotas, para 19 pontos acumulados. Marcaram 40 golos e sofreram 58. Esteve envolvida num dos três jogos com mais golos marcados, na vitória por 6-2 contra a Praia de Santa Cruz. Foi a quinta equipa mais goleadora de entre as onze que compunham esta série 1. Nas partidas com o F. C. Ota perdeu ambas, em casa por 2-4 e em Ota por 3-2.

 

 

FONTE GRADA

 

A formação da Fonte Grada, com um plantel muito jovem e aguerrido, até começou bem a competição, com uma vitória em casa e um empate em Pinheiro de Loures. Depois, até ao final da 1ª volta, registou sete derrotas e apenas uma vitória. Na 2ª volta fez o mesmo número de pontos da primeira, com destaque para uma vitória em casa frente ao São Pedro totalmente inesperada dada a diferença pontual entre ambas as formações do concelho de Torres Vedras. Ainda tentou ultrapassar a Cerca na classificação, mas uma derrota em casa contra este adversário, a cinco jornadas do fim, deixou-a com escassas hipóteses de alcançar esse objectivo. Nos 20 jogos disputados conquistou 4 vitórias, 2 empates e 14 derrotas, com 14 pontos registados. Marcaram 22 golos e sofreram 65. Nos jogos com o F. C. Ota perdeu ambos, em Ota por 4-0 e em casa por 1-2.

 

 

PRAIA DE SANTA CRUZ

 

Esta formação surgiu de surpresa nesta época e desde cedo se percebeu que iria sentir muitas dificuldades para fugir ao último lugar desta série 1. Nas primeiras quatro jornadas não registou qualquer ponto. A primeira vitória surgiu à 5ª jornada contra a União Atalaia e foi esse facto que a trouxe sempre fora do último posto desta tabela classificativa. A outra vitória na competição aconteceu à 11ª jornada frente à Fonte Grada. Na 2ª volta do campeonato, o melhor que fez foi conquistar três empates, dois deles nas últimas duas jornadas. Nos 20 jogos feitos, registou apenas 2 vitórias, 4 empates e 14 derrotas, com 10 pontos conquistados. Marcaram 22 golos e sofreram 66. Foi a piro defesa do campeonato. Marcou presença em dois dos três jogos com mais golos nesta edição da competição, ao ser derrotada por 7-1 pelo Frielas e 6-2 pela Cerca. Utilizou o campo da Cerca na condição de equipa visitada em toda a época. Nos encontros com o F. C. Ota perdeu ambos, em casa por 0-1 e nos Linhais por 5-1.

 

 

UNIÃO ATALAIA

 

A outra formação do concelho de Alenquer foi a grande desilusão desta série 1 do campeonato distrital da 2ª divisão de Lisboa. Em 20 jogos disputados, a equipa da Atalaia não conseguiu conquistar qualquer vitória. O melhor que fez, em toda a competição foi empatar em seis jogos, sendo que cinco deles foram no seu pelado. Curiosamente, o único ponto conquistado fora do seu reduto foi em Frielas, no outro campo pelado desta série 1. À partida, tendo em consideração o plantel à disposição do clube, não seria de esperar um tão mau campeonato, mas à medida que as jornadas foram passando essa situação foi-se tornando irremediável. Em 20 jogos, tiveram 0 vitórias, 6 empates e 14 derrotas, com 6 pontos acumulados. Marcaram 15 golos e sofreram 56. Foi o pior ataque da competição e participou num dos três jogos com mais golos, ao ser derrotada por 7-1 pelo Luz e Fanhões. Contra o F. C. Ota perdeu os dois jogos, em Ota por 3-1 e na Atalaia por 0-2.   



publicado por BLOGOTA às 08:33
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 23 de Junho de 2012
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2011/2012

 

1ª PARTE

 

 

IGREJA NOVA

 

A formação da Igreja Nova foi a vencedora desta série 1, da 2ª divisão distrital, com inteira justiça e merecimento, porque ao longo do curto campeonato foi a mais regular. Esta equipa, que foi inscrita já depois do sorteio de ter realizado, caiu na série 1 e até nem começou muito bem a época, ao cedro dois empates nos dois primeiros jogos em casa, com a Cerca e com o Jeromelo. A partir da 7ª jornada subiu ao 1º lugar para nunca mais o largar até ao final da competição. Nos 20 jogos disputados conquistou 15 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, com 58 golos marcados e apenas 6 sofridos, para um acumulado de 48 pontos. A sua principal arma foi ter um colectivo muito forte, quer em termos atacantes, foi o melhor ataque da série, quer em termos defensivos, também foi a melhor defesa. Entre a 5ª jornada e a 14ª conquistou 9 vitórias consecutivas e, nesse período, alargou o fosso pontual para os mais directos adversários de forma irreversível. A única equipa que não conseguiu derrotar foi o Jeromelo, com dois empates a zero nos jogos disputados. As derrotas averbadas, numa fase em que já tinha garantido o acesso à 1ª divisão distrital, forma contra o Frielas (1-0) e São Pedro (1-0). Contra o F. C. Ota venceu os dois jogos (0-2 em Ota) e (3-0 em casa).

 

SÃO PEDRO

 

O Futebol Clube de São Pedro entrou muito forte nesta competição. Depois de folgar na 1ª jornada conquistou 5 vitórias consecutivas e entre a 5ª e a 6ª jornada liderou esta série 1. Depois teve um período de jogos com resultados muito irregulares e caiu uns degraus, mas sem nunca perder de vista o 2º lugar, que dava acesso à divisão superior. Uma parte final de época, onde em 7 jogos conquistou 5 vitórias e dois empates, catapultou-a para o segundo lugar com bastante vantagem sobre os mais directos perseguidores. Em suma, graças a uma fase inicial e final muito positiva, a formação do concelho de Torres Vedras fez por merecer o prémio da subida de divisão. Nos 20 jogos disputados conquistou 13 vitórias, 3 empates e 4 derrotas, para um acumulado de 42 pontos. Marcaram 47 golos e sofreram 17. Em casa foram muito fortes, com nove vitórias em dez possíveis, apenas sendo derrotados pelo Pinheiro de Loures. Nos confrontos com o F. C. Ota ganhou em casa por 5-0 e empatou fora a uma bola.

 

 

PINHEIRO DE LOURES

 

À partida, em nossa opinião, esta equipa era a principal favorita à subida de divisão, tendo em conta o que fizeram na parte final da época 2010/2011, mas um mau início de campeonato, especialmente nos jogos em casa, atrasou-a nessa luta. Nas primeiras nove jornadas, quase metade do campeonato apenas conquistou duas vitórias, situação que veio-se a revelar fatal num atraso para o primeiro lugar impossível de recuperar. Seguiu-se um período muito bom, onde em nove jogos cedeu apenas dois empates, conquistando sete vitórias, o que a trouxe para a luta pelo segundo lugar. Nos últimos jogos baqueou frente à Igreja Nova e ao São Pedro e acabou no terceiro posto. Em 20 jogos conquistou 10 vitórias, 7 empates e 3 derrotas, com 37 pontos. Marcou 38 golos e sofreu 16. Foi a equipa desta série que conquistou mais empates, sete no total, a maioria cedidos na condição de formação visitada. Teve uma boa série de oito jogos consecutivos sem perder. Nos jogos com o F. C. Ota empatou ambos (2-2 em casa) e (1-1 nos Linhais).

Nota: No jogo interrompido antes do intervalo com a União Atalaia, a A.F. Lisboa atribuiu a vitória na secretaria para a formação do Pinheiro de Loures.

 

 

FRIELAS

 

Apenas duas equipas nesta série 1 jogaram em campo pelado, sendo o Frielas uma delas. Esse factor acabou por ser preponderante na boa época que realizaram, com sete vitórias conquistadas no seu reduto. Foi a única equipa a poder orgulhar-se de ter derrotado os dois primeiros classificados no seu campo. Teve também alguns resultados inesperados, como por exemplo a derrota em Fonte Grada e o empate em casa frente ao último classificado. Nos últimos três jogos conquistaram outras tantas vitórias que catapultaram a equipa do sétimo para o quarto lugar da tabela classificativa. Nos 20 jogos disputados venceram 11, empataram 1 e perderam 8, com 34 pontos acumulados. Foi a formação com menos empates registados nesta série 1. Marcaram 51 golos e sofreram 31. Participou num dos três jogos com mais golos marcados, quando derrotou a formação de Santa Cruz por sete bolas a uma. Ficou em 2º lugar na tabela das equipas com mais golos alcançados. Nos jogos com o F. C. Ota perdeu fora por duas bolas a uma e venceu no seu pelado por quatro bolas a duas.

 

 

JEROMELO

 

Depois de muitos anos a militar na 1ª divisão distrital, esta equipa caiu na 2ª divisão e partiu para este campeonato com legítimas aspirações à subida de categoria. Começaram bem, com duas vitórias consecutivas, mas depois seguiu-se uma série de cinco jogos sem vencer, o que a fez cair na classificação. Voltou a melhorar, entre o fim da 1ª volta e o começo da segunda, com cinco vitórias consecutivas, que a trouxeram para a luta pelo segundo lugar até ao final da competição. Nos últimos jogos, ao empatar na Cerca e perder em Ota, hipotecou essas hipóteses de subida. Em 20 jogos, conquistou 9 vitórias, 6 empates e 5 derrotas, com um total de 33 pontos. Marcaram 36 golos e sofreram 25. Nos jogos com o F. C. Ota, venceu em casa por 4-1 e perdeu em Ota por uma bola a zero.

 

 

LUZ E FANHÕES

 

A formação do Sport Luz e Fanhões assumiu desde o início a candidatura à subida de divisão, mas um péssimo início de campeonato acabou por refrear essas aspirações. Nas primeiras três jornadas folgou uma e perdeu nas outras duas. Depois foi melhorando e subindo degraus na tabela classificativa. Entre a 4ª jornada e a 10ª conquistaram cinco vitórias e dois empates na sua melhor fase em toda a época. Mantiveram a chama acesa pela luta da subida até serem derrotados consecutivamente pelo Igreja Nova e São Pedro, depois até ao final do campeonato lutaram pelo melhor lugar possível, podendo no final aspirar ao terceiro lugar, mas a derrota em casa com o Pinheiro de Loures afastou esse cenário. Em 20 jogos, venceram por 10 vezes, empataram 3 e perderam 7, num total de 33 pontos. Marcaram 41 golos e sofreram 32. Participou, também, num dos três jogos com mais golos alcançados, ao derrotar a União Atalaia por sete bolas a uma. Nos jogos com o F. C. Ota venceu-os ambos pela margem mínima: 1-2 em Ota e 1-0 em Fanhões.     



publicado por BLOGOTA às 08:33
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24 de Maio de 2011
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2010/2011

 

2ª PARTE

 

  

LUZ FANHÕES

 

A equipa de Fanhões começou muito mal este campeonato, com quatro derrotas consecutivas, sendo que a primeira foi decidida na secretaria devido à falta de policiamento na 1ª jornada quando receberam a Cerca. Depois, gradualmente, foram subindo na tabela classificativa até se fixarem no meio da mesma, num lugar que nos pareceu adequado à qualidade do plantel. Terminaram no 8º lugar, com 9 vitórias, 3 empates e 13 derrotas, para um total de 30 pontos. Marcaram 25 golos, sendo a formação com o menor número de golos marcados na competição, e sofreram 35. Nos jogos com a equipa de Ota venceram em Cheganças por 1-2 e perderam em casa por 0-1.

 

 

CERCA

 

A formação da Cerca fez um campeonato muito irregular, nomeadamente nos jogos em casa, onde cedeu muitos pontos inesperados. Andou sempre na parte baixa da tabela classificativa, sem conseguir dar o salto para a metade de cima, com excepção das primeiras cinco jornadas em que conseguiu obter 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota, depois foi sempre a cair. Para ficar me 9º lugar, obteve 7 vitórias, 5 empates e 13 derrotas, para um acumulado de 26 pontos. Marcaram 40 golos e sofreram 50. Com o F. C. Ota empataram em casa a uma bola e venceram em Cheganças por 3-5.

 

 

ATALAIA

 

A outra formação do concelho de Alenquer terminou o campeonato nos lugares habituais, em comparação com épocas anteriores, com o aspecto positivo de pela primeira vez, em cinco épocas, ser a melhor equipa deste município na 2ª divisão distrital de Lisboa. A sua melhor fase da época foi entre a jornada 7 e a 9, onde conquistou três vitórias consecutivas, isto depois de uma derrota pesadíssima em Alcainça. Conquistou 7 vitórias, 3 empates e 15 derrotas, com 24 pontos no total. Marcaram 33 golos e sofreram 57. Nos jogos com a equipa de Ota, empatou em casa a um golo e perdeu em Cheganças, por três bolas a uma.

 

 

F. C. OTA

 

Esta época fica para a história do clube como a pior de sempre em termos de classificação final. Curiosamente, a equipa foi melhor a jogar fora do seu reduto, onde conquistou 14 pontos, do que a jogar em casa, onde acumulou apenas 7 pontos. Muito desta má época explica-se pelo facto de perdermos inúmeros jogos em Cheganças, onde deveríamos ter conquistado mais vitórias. Em termos gerais a falta de eficácia, nos jogos em Cheganças, destronou-nos de uma posição entre o 7º e o 8º lugar, que seria o lugar mais justo para a nossa equipa. No final somamos 5 vitórias, 6 empates e 14 derrotas, para um acumulado de 21 pontos. A equipa marcou 32 golos e sofreu 51.

 

 

FURADOURO

 

A equipa do Furadouro, que a exemplo da de Ota, tinha feito uma excelente 2ª volta de campeonato na época 2009/2010, também desiludiu forte e feio os seus adeptos esta temporada. Foi sempre uma equipa que militou nos últimos lugares da tabela, chegando mesmo a perder um jogo na secretaria, contra a Cerca, por utilização indevida de um jogador castigado, depois de empatar no terreno de jogo, o que revelou também bastante falta de organização. No final conquistou 5 vitórias, 4 empates e 16 derrotas, para um total de 19 pontos. Marcaram 26 golos e sofreram 54. Nos jogos com a equipa de Ota registaram-se dois empates, o primeiro no Furadouro a duas bolas e o segundo em Cheganças a uma bola.

 

 

FONTE GRADA

 

A formação da Fonte Grada, construída sobre uma fornada de juniores que subiram a seniores esta época, pagou o preço da inexperiência e alguma desorganização táctica, e ficou em último lugar nesta série 1 da 2ª divisão distrital de Lisboa. Conquistaram apenas duas vitórias, contra o A dos Cunhados e Furadouro, mas prometem não baixar os braços e na próxima época ai estarão para lutar por um melhor lugar na tabela classificativa. 8 pontos foi o máximo que conseguiram conquistar, com 2 vitórias, 2 empates e 21 derrotas. Marcaram 26 golos e sofreram 94. Nas partidas com o F. C. Ota, perderam ambas por duas bolas a uma.

 

 

MALVEIRA “B”

 

A Malveira “B” foi uma equipa que entrou nesta competição já depois do sorteio se ter realizado, porque os seus dirigentes entenderam que tinham capacidade e jogadores para formarem duas equipas seniores, uma na 3ª divisão nacional e a outra na 2ª distrital. No final da época, tiveram que desistir do campeonato da 2ª distrital no final da 1ª volta e a equipa principal desceu da 3ª nacional para os distritais. Como se costuma dizer: “Foram mais olhos que barriga”. Assim sendo, e como concluiu a 1ª volta do campeonato, a A. F. Lisboa entendeu não anular os resultados desta equipa, que terminou com 13 jogos realizados, 6 vitórias, 1 empate e 6 derrotas, com 19 pontos. Marcaram 25 golos e sofreram 30. No jogo que efectuaram com a equipa de Ota venceram por uma bola a zero, no relvado natural da Malveira.    



publicado por BLOGOTA às 10:08
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Maio de 2011
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2010/2011

 

1ª PARTE

 

 

MTBA

 

A equipa de Sintra foi a grande vencedora desta série 1, embora não tenha sido a grande dominadora no decurso da época. O MTBA começou muito bem a época, com quatro vitórias consecutivas, depois começou a cair na tabela até chegar ao 4º lugar, por alturas do final da 1ª volta do campeonato. Na 2ª volta, graças a um desempenho sublime, com apenas três empates cedidos, subiu ao primeiro posto, a poucas jornadas do fim, e por lá se manteve até à última jornada. A equipa de Sintra garantiu a subida de divisão, com 17 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, 58 golos marcados, sendo a equipa mais concretizadora da série, 18 sofridos, sendo aqui também a que menos tentos sofreu ao longo dos 25 jogos realizados, obtendo 57 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota empatou, em casa, a uma bola e venceu em Cheganças, por um a zero.

 

 

SOBREIRENSE

 

A equipa de Sobreiro Curvo, Torres Vedras, formou um plantel com o claro propósito de subir de divisão e, apesar das dificuldades sentidas na 2ª volta, cumpriu esse objectivo. De facto, o Sobreirense foi a melhor equipa na 1ª volta do campeonato, tendo tido cerca de 10 pontos de avanço sobre o 2º classificado, mas depois, com uma 2ª volta de campeonato menos positiva começou a perder a folga que tinha na tabela classificativa até cair mesmo para o 2º lugar, que também dá acesso à subida de divisão. Os números da equipa foram de 17 vitórias, 4 empates e 4 derrotas. Marcaram 57 golos e sofreram 22, para um acumulado de 55 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota venceu em Cheganças por 1-2 e em sua casa por 2-0.

 

 

ASSOCIAÇÃO MURTEIRENSE

 

A formação do concelho do Cadaval foi a grande surpresa desta série 1, com uma temporada a todos os títulos notável, sobretudo porque a poucos dias do encerramento das inscrições ainda não tinha equipa formada. A equipa da Murteira conseguiu reunir um bom lote de jogadores, com destaque para o ponta de lança que foi o melhor marcador desta série 1. Para consumar a subida de divisão faltou pouco, mas fica a imagem de uma época muito regular, sempre na parte de cima da tabela classificativa e a espreitar os dois lugares da subida. No final a equipa conquistou 15 vitórias, 6 empates e 4 derrotas. Marcaram 47 golos e sofreram 28, fazendo 51 pontos. Com o Futebol Clube de Ota venceram os dois jogos, 1-0 na Murteira e 2-3 em Cheganças.

 

 

A DOS CUNHADOS

 

A equipa de A dos Cunhados partiu para esta campanha com o firme propósito de subir de divisão. Para isso reforçou o plantel com atletas que lhes davam garantias de cumprir esse objectivo, mas uma sucessão de maus resultados ao longo da época, em jogos onde seria expectável a conquista dos três pontos, hipotecou essas hipóteses de ascensão à 1ª divisão distrital. Ainda assim, a equipa do concelho de Torres Vedras terminou o campeonato num honroso quarto lugar, com 14 vitórias, 3 empates e 8 derrotas. Marcaram 53 golos, revelando um bom índice concretizador e sofreram 31, para um total de 45 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota conquistaram os seis pontos em disputa, com uma vitória em casa por 4-0 e fora por 1-3.

 

 

ALCAINÇA

 

A equipa do concelho de Mafra realizou um bom campeonato, sempre na parte de cima da tabela classificativa, chegando a acalentar esperanças, na parte final da competição, de chegar aos primeiros lugares. Foi uma equipa muito forte a jogar em casa, onde conquistou muitas vitórias. Fora de casa foi menos forte e por isso terá ficado fora da luta pela subida de divisão. O Alcainça conquistou 13 vitórias, 6 empates e 6 derrotas, somando 45 pontos. Marcaram 56 golos, a terceira equipa mais concretizadora da competição, e sofreram 40. Contra a equipa de Ota ganharam os dois jogos pela margem mínima, 1-0 em casa, e 2-3 em Cheganças.

 

 

FRIELAS

 

A equipa do concelho de Loures foi algo irregular ao longo do percurso, porque se tivesse tido outra regularidade poderia ter lutado pela subida até à última jornada do campeonato. Fez uma melhor 2ª volta, com uma série de vitórias consecutivas, que a catapultaram para os primeiros lugares, mas nas últimas jornadas perdeu dois jogos que a fizeram descer para a sexta posição. Esta formação tinha uma excelente frente de ataque, contrastando com uma defesa menos segura. Terminaram com 43 pontos, fruto de 12 vitórias, 7 empates e 6 derrotas. Marcaram 55 golos e sofreram 35. Nos jogos com a equipa de Ota empataram a três bolas em Frielas e vieram goleá-la a Cheganças por cinco bolas a zero.

 

 

PINHEIRO DE LOURES

 

O Pinheiro de Loures utilizou dois plantéis distintos ao longo da época. Numa 1ª fase as derrotas acumularam-se e o último posto parecia ser o destino final para esta equipa de Loures. Numa 2ª fase, com a aquisição de numerosos reforços, com uma qualidade superior, a equipa começou a ganhar jogos consecutivamente até se fixar na sétima posição. Foi uma das melhores equipas da 2ª volta do campeonato. Terminou com 35 pontos, graças a 11 vitórias, 2 empates e 12 derrotas. Marcaram 52 golos e sofreram 42. Foi a equipa que conquistou o resultado mais desnivelado da competição, 11-0 ao Malveira “B”. Contra a equipa de Ota perderam em casa por 3-5 e ganharam em Cheganças por 0-3.     



publicado por BLOGOTA às 18:55
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 8 de Janeiro de 2011
2ª DIVISÃO DISTRITAL DE LISBOA - SÉRIE 1 - ACTUALIZAÇÃO

A série 1, da 2ª divisão distrital da Associação de Futebol de Lisboa, onde está integrado o Futebol Clube de Ota sofreu algumas alterações em relação ao normal desenvolvimento desta competição.

A formação da Malveira "B" desistiu de competir neste campeonato, isto após ter sido integrada nesta série já depois do sorteio realizado em Agosto, com a concordância dos restantes clubes inseridos nesta série.

No último jogo da 1ª volta da campeonato, esta equipa B da Malveira deslocou-se ao campo do Pinheiro de Loures, onde foi derrotada por 11-0. Neste jogo a formação da Malveira apresentou-se em campo com apenas 8 atletas, terminando a partida antes dos noventa minutos regulamentares porque dois desses oito atletas ausentaram-se do terreno de jogo, com o árbitro a ser obrigado a dar o encontro por concluído antes de cumprir o tempo legal.

Trata-se de uma situação caricata e lamentável porque obriga a um escalonamento classificativo que, em nossa opinião, terá que passar pela anulação de todos os jogos realizados por esta equipa durante a 1ª volta do campeonato. Para além disso, não podemos deixar de criticar severamente os dirigentes deste clube que proferiram afirmações no inicio da época, onde afirmavam que tinham muitos jogadores e pretendiam rodá-los numa equipa B e que inclusivamente iriam lutar pela subida de divisão. Afinal tudo não passou de uma grande falta de profissionalismo e respeito pelos restantes clubes desta série 1, que foram benevolentes e permitiram a inscrição desta equipa já depois do sorteio realizado, com a beneplacência da Associação de Futebol de Lisboa, que também não está isenta de responsabilidades nesta palhaçada.

Por isto e por outros motivos é que a associação lisboeta tem vindo a perder clubes de ano para ano, não se prevendo uma melhoria da situação no futuro próximo.

Com esta desistência, a nossa equipa sénior ficará sem competir oficialmente entre o dia 13 de Fevereiro (18ª jornada) e o dia 13 de Março (20ª jornada). Na jornada 19 (27 de Fevereiro), iremos forçosamente folgar devido a esta palhaçada «patrocinada» pela A. F. de Lisboa.

Noutro patamar, mas também com influência na classificação geral desta série 1, temos a informar que a formação do Furadouro foi castigada com uma derrota por 3-0 frente à Cerca, em partida da 6ª jornada, por ter alinhado com um jogador castigado na partida anterior, que por acaso foi contra o Futebol Clube de Ota. No campo, o resultado cifrou-se num empate a uma bola, sendo que com este resultado apurado na secretaria a formação da Cerca somou mais dois pontos, enquanto a do Furadouro perdeu 1 ponto.

Devido a todas estas alterações, em seguida publicamos a classificação actualizada, retirando da mesma todos os resultados obtidos pela equipa da Malveira "B".

 

     



publicado por BLOGOTA às 19:34
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 5 de Junho de 2010
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2009/2010

 

2ª PARTE

 

 

SPORT CLUBE UNIÃO CAMPELENSE

 

A equipa de Campelos fez dos jogos em casa a sua principal força. Num campo onde a pressão dos espectadores sobre a equipa de arbitragem se fez notar como em mais nenhum outro, para além da motivação dos jogadores visitados, essa situação fez toda a diferença. Talvez por isso, o Campelense, foi a terceira melhor equipa da competição, a jogar em casa. Nos jogos fora a equipa não consegue manter o mesmo rendimento e acabou por fazer poucos pontos nessa condição, o que a fez cair para o sétimo lugar da geral. Nas partidas com o F. C. Ota, confirmou-se mesmo a tendência acima referida, ou seja, ganhou em casa, por 3-1 e, perdeu em Ota, por 3-2.

 

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA

 

Em relação à equipa de Ota, já pouco mais há para dizer, a não ser reforçar o facto evidente de termos feito uma 1ª volta para esquecer, contrapondo com uma segunda volta ao nível dos dois primeiros classificados. Foi nos jogos em casa que conseguimos amealhar a esmagadora maioria dos pontos, tendo apenas perdido por duas vezes, contra o Cheganças (1ª jornada) e Atalaia (5ª jornada). Nos jogos fora fomos menos eficazes e só conseguimos vencer por duas vezes, precisamente em Cheganças e na Atalaia, vingando desta forma as derrotas consentidas em Ota. No final das contas ficamos com um golo positivo entre os marcados (36) e os sofridos (35). Fomos ainda, o primeiro classificado, das equipas que utilizaram campos pelados.

 

 

ASSOCIAÇÃO MURTEIRENSE

 

A equipa da Murteira, do concelho do Cadaval, entrou nesta competição disposta a lutar pela subida de divisão, mas cedo se percebeu que ia ficar muito aquém desse objectivo. Tiveram, ainda assim, uma entrada positiva no campeonato, mas no final da 1ª volta já ocupavam o sétimo lugar. Na 2ª volta a prestação da equipa piorou significativamente e acabou mesmo por terminar em nono lugar, depois de ser ultrapassada pela equipa do Furadouro e Ota. Nos jogos com a equipa de Ota empatou ambos, a uma bola na condição de visitante e, como visitada, a duas bolas no seu pelado.

 

 

SOCIEDADE RECREATIVA DE CHEGANÇAS

 

Apesar do excelente começo de campeonato, apenas uma derrota nas primeiras sete jornadas, a equipa de Cheganças veio em decréscimo de produção até cair no final na antepenúltima posição da geral classificativa. O seu calcanhar de aquiles foi os jogos em casa, onde apenas conseguiu duas vitórias, precisamente contra os dois últimos classificados. Um pouco contra natura, a formação da freguesia de Triana, fez mais pontos fora de casa (12), do que no seu pelado (11) e isso fez toda a diferença quanto a alcançar um melhor lugar na classificação final. Nos jogos com o F. C. Ota confirmou isso mesmo, ao ganhar em Ota por 2-3 e perder em casa por 2-4.

 

 

UNIÃO RECREATIVA E DESPORTIVA DE ATALAIA

 

A formação do alto concelho alenquerense livrou-se do último lugar na última jornada, graças ao empate com a Cerca e à vitória do F. C. Ota sobre a Pedra, aliado ainda ao facto de ter uma melhor diferença de golos que o seu adversário directo. No entanto a equipa da Atalaia, após a recuperação do F. C. Ota, andou sempre, nomeadamente na 2ª volta, pelo último posto da classificação. Foi a formação menos concretizadora do campeonato, com apenas 15 golos marcados e a segunda pior defesa, com 47 golos sofridos. Nas partidas com o F. C. Ota, conquistou a sua única vitória fora de portas, ao vencer nos Linhais por uma bola a zero, mas acabou derrotada em casa, por duas bolas a uma.

 

 

CENTRO SOCIAL DESPORTIVO CULTURAL PEDRA

 

A formação da Pedra realizou uma primeira volta aceitável, conquistando 10 pontos, graças a três vitórias em casa. O pior aconteceu mesmo na segunda volta, onde a equipa apenas conquistou um ponto no terreno do Campelense. Acabou por ficar em último lugar, graças a uma ponta final do campeonato desastrosa, onde inclusivamente perdeu no terreno do, à data, último classificado. Nos jogos com a equipa de Ota venceu em casa por duas bolas a zero, e perdeu em Ota por 4-1. Foi a equipa mais goleada da competição, com 71 golos sofridos.



publicado por BLOGOTA às 20:07
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2009/2010

 

1ª PARTE

 

 

GRUPO DESPORTIVO RECREATIVO CULTURAL CASALINHENSE

 

A equipa de Casalinhos de Alfaiata foi a mais regular de toda a competição, sabendo dar a machadada certa, na altura exacta, para ascender ao 1º lugar da classificação e de lá nunca mais sair até ao final da época. A formação de Torres Vedras andou sempre na parte alta da tabela classificativa, acabando a 1ª volta em 3º lugar, a dois pontos do primeiro. Na segunda volta, depois de beneficiar da derrota dos Arneiros em Ota, foi ao campo deste clube vencer e passar, definitivamente, para o 1º lugar da classificação. Nos jogos com a equipa de Ota, empatou fora, a uma bola, e ganhou em sua casa, por 3-1. Perdeu apenas três jogos e foi no seu reduto que foi uma formação muito forte, fazendo deste factor um aliado fundamental para a subida à 1ª divisão distrital.

 

 

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DESPORTIVA RECREATIVA ARNEIROS

 

A equipa de Arneiros, pela quarta temporada consecutiva, arriscou-se a morrer a beira da praia, ou seja, todos os anos esta formação è uma séria candidata à subida de divisão, mas tem ficado sempre às portas da subida, falhando o objectivo por pouco. Esta época, a formação de Torres Vedras, após um inicio de campeonato irregular, onde nas primeiras cinco jornadas tinha apenas uma vitória, realizou uma série impressionante de 11 vitórias consecutivas, que começou com uma vitória, em casa, sobre o F. C. Ota e, terminou, precisamente em Ota, com uma derrota por 3-0. Apesar desta derrota, a equipa de Arneiros, foi para o jogo com o Casalinhense com uma vantagem de 2 pontos, mas acabou perdendo o jogo no seu próprio terreno, caindo irremediavelmente, a quatro jornadas do fim, para a 2ª posição. Na poule de apuramento de subida, a equipa de Arneiros, garantiu a subida à 1ª divisão distrital.

 

 

FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO

 

A equipa de São Pedro da Cadeira, uma das mais favoritas à subida de divisão, acabou, muito cedo, por ficar arredada dessa luta. Apesar disso, foi uma equipa regular, que andou sempre entre o sexto e terceiro lugar, acabando, na última jornada, por colocar-se no último lugar do pódio, desta série 1. Sinceramente, não nos pareceu ser uma equipa com capacidade para subir de divisão, porque nas duas partidas em que defrontou o F. C. Ota, não foi além de dois empates, em São Pedro (0-0) e em Ota (2-2). Foi a segunda equipa com mais golos marcados (53), logo atrás da formação de Arneiros que concretizou 60 golos.

 

 

ASSOCIAÇÃO CULTURAL RECREATIVA DESPORTIVA FURADOURO

 

A formação do Furadouro, a exemplo da equipa otense, realizou uma excelente segunda volta, contrastando com uma primeira menos conseguida. Ainda assim, as clivagens entre as duas voltas foram menos impressionantes, que as da equipa de Ota. A equipa do concelho de Torres Vedras terminou a 1ª volta em 9º lugar e depois na 2ª volta ficou em quarto lugar, graças a uma ponta final de campeonato muito bem conseguida, onde o factor casa foi determinante para esta excelente classificação. Nos jogos com o F. C. Ota, empatou fora a duas bolas, com o seu golo do empate a ser conseguido já em período de compensações e, venceu em casa por 3-1.

 

 

CERCA FUTEBOL CLUBE

 

A Cerca, a exemplo de épocas anteriores, começou muito bem a competição, militando sempre nos lugares da frente, até terminar a 1ª volta do campeonato no segundo posto. Na entrada para a 2ª volta, a equipa do concelho de Torres Vedras tropeçou e acumulou quatro derrotas consecutivas que a atiraram para fora da luta pela subida de divisão. Na parte final da época equilibrou-se e ainda conseguiu ficar no quinto posto, depois de ter andado, algum tempo pelo sétimo lugar. Nas partidas efectuadas com o F. C. Ota, empatou em casa, a duas bolas e, perdeu em Ota, por duas bolas a uma.

 

 

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE

 

Outra equipa que andou sempre a espreitar os lugares da subida de divisão, mas que na altura certa, nomeadamente no jogo com o Arneiros, falhou e acabou por ficar no sexto lugar. Um lugar que no fundo è o mais certo para esta equipa, visto que no final da 1ª volta, também ocupava esta posição. Foi a terceira equipa menos goleada da competição, com 30 golos sofridos, logo atrás dos 28 sofridos pelo Casalinhense e Arneiros. Se foi um facto que esta equipa defendia bem, a verdade è que no ataque foi o terceiro pior da competição, com 29 golos marcados, apenas ultrapassado pelos piores ataques dos dois últimos classificados. Nos jogos com a equipa de Ota, venceu no seu terreno por 2-1, e perdeu nos Linhais, por 2-0.



publicado por BLOGOTA às 19:43
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Março de 2010
ADIAMENTO DAS 24 HORAS DE BTT EM ALENQUER

1.      Caros amigos.

Conforme é do vosso conhecimento, o concelho de Alenquer, foi assolado nos últimos dias por enormes quantidades de chuva, o que provocou em inúmeros locais fortes inundações.
Infelizmente, o local do nosso circuito foi um deles e, várias zonas de passagem estão ainda neste momento inundadas.
Como tal, a direcção do CSPMA, viu-se na obrigação de proceder ao adiamento das 24 Horas BTT Alenquer, de forma, a que as condições mínimas para a prática do BTT estejam reunidas, quer a nível de segurança e satisfação dos participantes quer a nível de qualidade do percurso e espectáculo oferecido aos espectadores.
Assim, pedimos desculpas a todos os participantes já inscritos, a todos os que ainda se iriam inscrever e também a todos os nossos patrocinadores e demais pessoas e entidades envolvidas neste evento.
Podem crer meus amigos, que esta foi uma decisão muito difícil de tomar, dado que todo o empenho e dedicação que vinha sendo desenvolvido por todos os intervenientes na realização desta prova merecia outro desfecho mas, a natureza assim o não permitiu.
Por isso, decidimos que a nova data das 24 Horas BTT será nos dias 22 e 23 de Maio próximo, logo a seguir à nossa Feira da Ascensão.
Todos os participantes com a inscrição paga, caso não desejem participar na nova data escolhida, será devolvida a quantia paga.
A todos, as nossas sinceras desculpas, esperando que compreendam a nossa decisão e que continuem a apostar na nossa prova.
Muito obrigado.
CSPMA - Helder Batista

 

A organização das 24 horas de BTT em Alenquer publicou este anúncio, no fórum BTT, adiando a prova marcada paro fim-de-semana de 27 e 28 de Março, para 22 e 23 de Maio do corrente ano.

Em primeiro lugar, e a título meramente pessoal, lamento que a organização tenha sido obrigada a tomar esta posição, no entanto, creio que era a única alternativa que restava, quando a pouco mais de quinze dias do evento, apenas estavam inscritos cerca de 50 participantes.

Para além do facto anteriormente relatado, as inundações que aconteceram em Alenquer, nos dias 5 e 6 de Março, alagando e destruindo parte do percurso delineado para este evento, fizeram a organização tomar esta decisão que, mais uma vez afirmo, era a única alternativa que restava, perante o desinteresse generalizado dos eventuais participantes na prova.

Em termos pessoais, e atendendo ao Inverno rigorosíssimo que temos vindo a atravessar, penso que este adiamento veio mesmo calhar, dado que o plano de treinos para este evento, há muito que não vinha a ser cumprido.

O adiamento para os dias 22 e 23 de Maio traz, por certo, inconvenientes e virtudes, mas penso que sem uma melhor e mais agressiva, no bom sentido, promoção da prova, a organização não terá o número de participantes que justifique tão grande investimento para uma prova desta natureza. Penso que tudo o que seja abaixo dos 300/400 participantes, mesmo que divididos por diversas equipas, não justifica a realização do evento.

Uma das virtudes desta alteração, prende-se com o facto de já estarmos em horário de Verão, com os dias claros até às 21 horas. A temperatura deverá ser amena, enquanto a água acumulada nos trilhos, este Inverno, ter-se-á evaporado.

Os inconvenientes da nova data prevista para a realização das 24 horas de BTT em Alenquer, em minha opinião, são principalmente dois: 1º Nesse domingo, em Manteigas, realiza-se o Campeonato Nacional de Maratonas (XCM), onde estarão presentes os melhores betetistas nacionais, entre eles, os da equipa de Ota. Em 2º lugar, trata-se do primeiro fim-de-semana do Rock In Rio 2010, o que parecendo que não, também deverá levar para longe do nosso concelho algumas pessoas que, directa ou indirectamente, poderiam estar ligadas ao evento.

Assim sendo, cumpre à organização melhorar substancialmente a promoção do evento, eventualmente baixar o valor das inscrições e, se possível, alterar o percurso delineado, que em minha opinião é bom, para um que passe dentro da nossa vila de Alenquer, no sentido de dar mais espectacularidade à prova.

Força pessoal da organização, em particular ao Hélder, que é quem tem dado a cara, porque vocês já foram capazes de organizar uma prova de BTT de bom nível, e decerto que também conseguirão levar este evento a bom porto.



publicado por BLOGOTA às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010
ANÁLISE INTERCALAR - SENIORES - F. C. OTA - 2009/2010

Aproveitando a paragem de duas semanas, que o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, da A. F. Lisboa teve para os festejos de Natal e Ano Novo, fazemos uma análise aos dados estatísticos recolhidos até à 12ª jornada, disputada no passado dia 20 de Dezembro.

Em relação aos minutos de utilização do plantel sénior do F. C. Ota temos a dizer que já foram utilizados em competição os 27 jogadores inscritos, com especial destaque para o Reginaldo Souza que jogou todos os minutos destas 12 jornadas.

O brasileiro do plantel tem alternado entre defesa central e médio centro, com maior preponderância para a utilização no eixo da defesa. A sua época tem sido caracterizada pela regularidade exibicional.

O Ricardo Quaresma, o Nuno Fernandes e o Pedro Grilo também jogaram todos os jogos do campeonato, sem contudo terem completado, em alguns deles, os noventa minutos.

O Sandro Ferreira, apesar de ter falhado três jogos, aparece bem colocado, na quarta posição, entre os jogadores com mais minutos de utilização.

Em contraponto, aparecem o Jorge Ribeiro, com apenas 12 minutos jogados, precisamente na única vitória para o campeonato, frente ao Cheganças, o João Pedro Bacalhau, com 25 minutos de jogo, na partida em Campelos, na qual acabou expulso e o Peres, com 47 minutos de utilização, divididos pelas duas primeiras jornadas, após as quais se lesionou com gravidade.

Destaque ainda para o José Alberto, que se posiciona em décimo, entre os mais utilizados, falhando apenas um jogo, mas apenas por duas vezes completou os noventa minutos de jogo.

 

Em relação aos pontos obtidos em cada partida, atribuídos pelo BLOGOTA e, que vão de 1 a 10, temos a informar que o líder destacado desta classificação é o Reginaldo Souza, com 66 pontos, muito graças à excelente época que tem vindo a protagonizar, aliado, está claro, ao facto de ser o jogador com mais minutos de utilização.

No seu encalce segue o Ricardo Quaresma, com 61 pontos, e que também está a realizar uma época muito positiva, quer seja utilizado à direita da defesa ou à esquerda.

Em terceiro lugar aparece o Nuno Fernandes, com 58 pontos, uma boa aquisição para a época em curso e que tem pautado as suas exibições pela regularidade. Normalmente é utilizado na esquerda, quer a defesa quer a médio/extremo.

Destaque ainda para o Pedro Grilo, na quarta posição, com 56 pontos, e que nas últimas jornadas tem vindo a subir de forma na posição de trinco da equipa sénior de Ota e, ainda, o jovem José Alberto, com 50 pontos, que na posição de extremo direito, já marcou dois golos e caracteriza a suas exibições pela garra e empenho que sempre demonstra no interior das quatro linhas.

No fundo desta tabela encontra-se o João Pedro Bacalhau, com apenas 1 pontos, devido ao facto de ter entrado no jogo com o Campelense, derrota por 3-1, e ter sido expulso ao fim de 25 minutos. O Jorge Ribeiro e o Tó Nando também não aparecem muito bem classificados nesta tabela, o primeiro em virtude de ter sido apenas utilizado durante 12 minutos, embora o tenha sido na única vitória da equipa e o segundo pelo facto dos seus noventa minutos terem sido efectuados na 1º jornada frente ao Cheganças, na derrota por 2-3.

 

Em termos disciplinares, aplicamos a seguinte regra: Por cada cartão amarelo o jogador acumula 1 ponto, se for expulso por acumulação de amarelos, soma mais três pontos e no caso de ser expulso por vermelho directo atribui-se 5 pontos.

Nesta tabela, e para não variar, também temos o Reginaldo Souza em primeiro lugar, o que neste caso específico até nem é uma boa notícia, com 6 pontos, resultantes da amostragem de seis cartolinas amarelas.

Até à data, leia-se 12ª jornada, registaram-se três expulsões com a amostragem do vermelho directo e, por isso, o João Pedro Bacalhau, o Nuno Narciso e o guarda-redes Rui Correia, acumularam 5 pontos. O outro jogador expulso, no caso em São Pedro da Cadeira, por acumulação de amarelos, foi o Bruno Caldeira somando 4 pontos, precisamente os mesmos do Ricardo Quaresma que já viu quatro cartolinas amarelas.

O destaque em termos disciplinares vai para os jogadores mais utilizados e que ainda não foram admoestados pelos árbitros. Estão neste patamar os seguintes atletas: Márcio Carvalho, João Manuel Bacalhau e José Alberto.

 



publicado por BLOGOTA às 19:39
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 3 de Janeiro de 2010
RELVADO SINTÉTICO EM OTA! - SIM OU NÃO???

O BLOGOTA está em condições de adiantar, de fonte segura, que a implantação de um relvado sintético, no Parque de Jogos dos Linhais, em Ota, será uma realidade a curto prazo.

Aliás, não é nenhuma inconfidência, o que estamos a divulgar, até porque durante a campanha eleitoral, para os órgãos autárquicos do município, o agora Presidente da Câmara, Sr. Jorge Riso, numa entrevista dada ao jornal Nova Verdade, garantia, em caso de ser eleito, que o campo de futebol do F. C. Ota seria prioritário, em relação aos restantes, na colocação do sintético, nomeadamente, devido aos escalões de formação existentes no clube.

Passadas as eleições, para os diversos órgãos autárquicos, e eleitos os novos representantes do povo, temos a certeza, até porque os autarcas alenquerenses já reuniram com os de Ota e com a direcção do clube e, tudo aponta para a concretização do sonho de ver um relvado sintético no nosso parque desportivo.

No entanto, há sempre um mas, nestas coisas da política, a implantação desta benfeitoria na nossa freguesia depende da aprovação do orçamento da Câmara Municipal para o próximo ano e para o efeito os eleitos do PS não conseguem, por si só, fazer prevalecer a sua vontade, ou seja, para a aprovação do documento será necessário a aprovação ou, em alternativa, a abstenção das restantes forças políticas que compõem o executivo da CMA, nomeadamente o eleito da CDU e os três autarcas da CPNT.

O orçamento da Câmara para o ano 2010 será só discutido, em sessão de câmara, no próximo mês de Janeiro, até lá aguardemos com ansiedade qual será a posição das restantes forças políticas, que terão de ter em atenção o facto da freguesia de Ota estar a ser prejudicada, em investimento público, desde há muitos anos. Relembramos que o Novo Aeroporto de Lisboa fugiu para o Campo de Tiro de Alcochete e que as prometidas compensações não passaram de uma miragem, já para não falar que nos últimos anos, os investimentos de grande dimensão feitos em Ota foram, todos, relativos ao lixo (Recolte, Resioeste e Aterro Resíduos Industrias Banais da CME). Está na hora do investimento virar para infra-estruturas que, de facto, possam contribuir para um melhor bem-estar da população, nomeadamente na vertente desportiva.

 



publicado por BLOGOTA às 18:08
link do post | comentar | favorito
|

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

2ª DIVISÃO DISTRITAL DE L...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

ADIAMENTO DAS 24 HORAS DE...

ANÁLISE INTERCALAR - SENI...

RELVADO SINTÉTICO EM OTA!...

4 ANOS

APRESENTAÇÃO F. C. OTA - ...

APRESENTAÇÃO F. C. OTA - ...

SORTEIO DA 2ª DIVISÃO DIS...

ANTEVISÃO - LIGA SAGRES -...

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DO ...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CAR...

2009

AS QUESTÕES DE 2008

RESULTADOS DA 2ª ELIMINAT...

RESULTADOS DA 1ª ELIMINAT...

INTERESSANTE TRANSFERÊNCI...

BLOG(n)OTA(s)

BLOG(n)OTA(s)

RESULTADOS DA PRÉ - ELIMI...

BLOG(n)OTA(s)

COMENTÁRIOS DE «Deus e o ...

COMENTÁRIOS DE «Deus e o ...

COMENTÁRIOS DE «Deus e o ...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
Google
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim