PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO


Sábado, 23 de Junho de 2012
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2011/2012

 

1ª PARTE

 

 

IGREJA NOVA

 

A formação da Igreja Nova foi a vencedora desta série 1, da 2ª divisão distrital, com inteira justiça e merecimento, porque ao longo do curto campeonato foi a mais regular. Esta equipa, que foi inscrita já depois do sorteio de ter realizado, caiu na série 1 e até nem começou muito bem a época, ao cedro dois empates nos dois primeiros jogos em casa, com a Cerca e com o Jeromelo. A partir da 7ª jornada subiu ao 1º lugar para nunca mais o largar até ao final da competição. Nos 20 jogos disputados conquistou 15 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, com 58 golos marcados e apenas 6 sofridos, para um acumulado de 48 pontos. A sua principal arma foi ter um colectivo muito forte, quer em termos atacantes, foi o melhor ataque da série, quer em termos defensivos, também foi a melhor defesa. Entre a 5ª jornada e a 14ª conquistou 9 vitórias consecutivas e, nesse período, alargou o fosso pontual para os mais directos adversários de forma irreversível. A única equipa que não conseguiu derrotar foi o Jeromelo, com dois empates a zero nos jogos disputados. As derrotas averbadas, numa fase em que já tinha garantido o acesso à 1ª divisão distrital, forma contra o Frielas (1-0) e São Pedro (1-0). Contra o F. C. Ota venceu os dois jogos (0-2 em Ota) e (3-0 em casa).

 

SÃO PEDRO

 

O Futebol Clube de São Pedro entrou muito forte nesta competição. Depois de folgar na 1ª jornada conquistou 5 vitórias consecutivas e entre a 5ª e a 6ª jornada liderou esta série 1. Depois teve um período de jogos com resultados muito irregulares e caiu uns degraus, mas sem nunca perder de vista o 2º lugar, que dava acesso à divisão superior. Uma parte final de época, onde em 7 jogos conquistou 5 vitórias e dois empates, catapultou-a para o segundo lugar com bastante vantagem sobre os mais directos perseguidores. Em suma, graças a uma fase inicial e final muito positiva, a formação do concelho de Torres Vedras fez por merecer o prémio da subida de divisão. Nos 20 jogos disputados conquistou 13 vitórias, 3 empates e 4 derrotas, para um acumulado de 42 pontos. Marcaram 47 golos e sofreram 17. Em casa foram muito fortes, com nove vitórias em dez possíveis, apenas sendo derrotados pelo Pinheiro de Loures. Nos confrontos com o F. C. Ota ganhou em casa por 5-0 e empatou fora a uma bola.

 

 

PINHEIRO DE LOURES

 

À partida, em nossa opinião, esta equipa era a principal favorita à subida de divisão, tendo em conta o que fizeram na parte final da época 2010/2011, mas um mau início de campeonato, especialmente nos jogos em casa, atrasou-a nessa luta. Nas primeiras nove jornadas, quase metade do campeonato apenas conquistou duas vitórias, situação que veio-se a revelar fatal num atraso para o primeiro lugar impossível de recuperar. Seguiu-se um período muito bom, onde em nove jogos cedeu apenas dois empates, conquistando sete vitórias, o que a trouxe para a luta pelo segundo lugar. Nos últimos jogos baqueou frente à Igreja Nova e ao São Pedro e acabou no terceiro posto. Em 20 jogos conquistou 10 vitórias, 7 empates e 3 derrotas, com 37 pontos. Marcou 38 golos e sofreu 16. Foi a equipa desta série que conquistou mais empates, sete no total, a maioria cedidos na condição de formação visitada. Teve uma boa série de oito jogos consecutivos sem perder. Nos jogos com o F. C. Ota empatou ambos (2-2 em casa) e (1-1 nos Linhais).

Nota: No jogo interrompido antes do intervalo com a União Atalaia, a A.F. Lisboa atribuiu a vitória na secretaria para a formação do Pinheiro de Loures.

 

 

FRIELAS

 

Apenas duas equipas nesta série 1 jogaram em campo pelado, sendo o Frielas uma delas. Esse factor acabou por ser preponderante na boa época que realizaram, com sete vitórias conquistadas no seu reduto. Foi a única equipa a poder orgulhar-se de ter derrotado os dois primeiros classificados no seu campo. Teve também alguns resultados inesperados, como por exemplo a derrota em Fonte Grada e o empate em casa frente ao último classificado. Nos últimos três jogos conquistaram outras tantas vitórias que catapultaram a equipa do sétimo para o quarto lugar da tabela classificativa. Nos 20 jogos disputados venceram 11, empataram 1 e perderam 8, com 34 pontos acumulados. Foi a formação com menos empates registados nesta série 1. Marcaram 51 golos e sofreram 31. Participou num dos três jogos com mais golos marcados, quando derrotou a formação de Santa Cruz por sete bolas a uma. Ficou em 2º lugar na tabela das equipas com mais golos alcançados. Nos jogos com o F. C. Ota perdeu fora por duas bolas a uma e venceu no seu pelado por quatro bolas a duas.

 

 

JEROMELO

 

Depois de muitos anos a militar na 1ª divisão distrital, esta equipa caiu na 2ª divisão e partiu para este campeonato com legítimas aspirações à subida de categoria. Começaram bem, com duas vitórias consecutivas, mas depois seguiu-se uma série de cinco jogos sem vencer, o que a fez cair na classificação. Voltou a melhorar, entre o fim da 1ª volta e o começo da segunda, com cinco vitórias consecutivas, que a trouxeram para a luta pelo segundo lugar até ao final da competição. Nos últimos jogos, ao empatar na Cerca e perder em Ota, hipotecou essas hipóteses de subida. Em 20 jogos, conquistou 9 vitórias, 6 empates e 5 derrotas, com um total de 33 pontos. Marcaram 36 golos e sofreram 25. Nos jogos com o F. C. Ota, venceu em casa por 4-1 e perdeu em Ota por uma bola a zero.

 

 

LUZ E FANHÕES

 

A formação do Sport Luz e Fanhões assumiu desde o início a candidatura à subida de divisão, mas um péssimo início de campeonato acabou por refrear essas aspirações. Nas primeiras três jornadas folgou uma e perdeu nas outras duas. Depois foi melhorando e subindo degraus na tabela classificativa. Entre a 4ª jornada e a 10ª conquistaram cinco vitórias e dois empates na sua melhor fase em toda a época. Mantiveram a chama acesa pela luta da subida até serem derrotados consecutivamente pelo Igreja Nova e São Pedro, depois até ao final do campeonato lutaram pelo melhor lugar possível, podendo no final aspirar ao terceiro lugar, mas a derrota em casa com o Pinheiro de Loures afastou esse cenário. Em 20 jogos, venceram por 10 vezes, empataram 3 e perderam 7, num total de 33 pontos. Marcaram 41 golos e sofreram 32. Participou, também, num dos três jogos com mais golos alcançados, ao derrotar a União Atalaia por sete bolas a uma. Nos jogos com o F. C. Ota venceu-os ambos pela margem mínima: 1-2 em Ota e 1-0 em Fanhões.     



publicado por BLOGOTA às 08:33
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012
VIDEOS DO JOGO: OTA 1 - SÃO PEDRO 1

Boa intervenção do Daniel Duarte. 

GR do São Pedro agarra a bola após atraso do defesa. 

Miguel Rocha quase fez golo de canto directo. 

Nº 17, de livre directo, atirou ao poste direito da baliza do FC Ota. 

       João Bacalhau numa situação perigosa na área adversária.        



publicado por BLOGOTA às 17:53
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 17ª JORNADA


A série 1, da 2ª divisão distrital da Associação de Futebol de Lisboa, teve a realização da sua 17ª jornada, no passado domingo, com a obtenção de 17 golos nas cinco partidas realizadas, fazendo a média de 3,40 tentos por jogo. As equipas forasteiras foram mais concretizadoras, com 10 golos alcançados, contra 7 das formações visitadas. Registou-se um empate, duas vitórias caseiras e duas vitórias das formações visitantes.

A formação da União Recreativa e Desportiva da Atalaia folgou nesta ronda do campeonato.

O destaque da jornada, ao fim de 15 jogos invicta para o campeonato, vai para a primeira derrota da equipa da Igreja Nova. A visita ao pelado do Sport Clube Frielas foi bastante aziaga para a formação do concelho de Mafra. Apesar disso, a Igreja Nova mantem uma margem confortável, de 9 pontos, sobre o segundo classificado. O Frielas, com esta surpreendente vitória, subiu dois lugares na classificação, ocupando agora o 5º lugar, a 5 pontos do acesso à 1ª divisão distrital.

O Futebol Clube de Ota ficou mais longe do 2º lugar, ao receber e empatar a um golo, com o Futebol Clube São Pedro, que partia para esta jornada nesse lugar. Com este resultado a formação do concelho de Torres Vedras saiu da zona de promoção à divisão superior. O Futebol Clube de Ota manteve o 6º posto na classificação, agora a 6 pontos do 2º lugar.

O Pinheiro de Loures deslocou-se ao campo do Santa Cruz e venceu por três bolas a zero, subindo ao segundo posto da classificação. A equipa de Loures chega a esta fase avançada da competição em condições privilegiadas para subir à 1ª divisão distrital, depois de andar toda a época fora dos lugares de promoção de subida.

O Jeromelo, após ter sido derrotado na passada em jornada em São Pedro, regressou a casa para vencer, pela margem mínima o Luz e Fanhões. A formação do concelho de Mafra ficou agora a um ponto do acesso à divisão acima. O Luz e Fanhões, com esta derrota, desceu dois lugares na tabela classificativa, ocupando agora o 7º posto.

Na parte de baixo da classificação, a Cerca conquistou uma importante vitória frente à Fonte Grada, por quatro bolas a duas, e ultrapassou este adversário na tabela classificativa.

No próximo domingo, dia 29 de Janeiro, disputa-se a 18ª jornada, com os seguintes jogos agendados:

S. LUZ E FANHÕES (7º) – F. C. OTA (6º): Nesta partida entre duas equipas que já muito dificilmente chegarão ao 2º lugar, espera-se um encontro equilibrado, no qual, quem vencer dará um passo muito importante para deixar o seu opositor desta jornada definitivamente para trás.

IGREJA NOVA (1º) – SANTA CRUZ (10º): O líder Igreja Nova, depois de ter sofrido a primeira derrota na competição, deverá regressar às vitórias frente ao penúltimo classificado, que não terá, seguramente, argumentos para contrariar o maior poderio da formação do concelho de Mafra.

PINHEIRO LOURES (2º) – UNIÃO ATALAIA (11º): Agora que chegou ao 2º posto da classificação, a formação de Loures, certamente, não desperdiçará a oportunidade de se manter nesta posição quando receber o último classificado desta série que ainda não venceu qualquer jogo.

SÃO PEDRO (3º) – FRIELAS (5º): Separadas por 4 pontos, esta partida será decisiva para a formação de Frielas, à qual só a vitória interessa. Não será uma tarefa fácil, visto que o São Pedro é muito forte em casa e tudo fará para vencer para se manter na luta pela subida de divisão.

CERCA (8º) – JEROMELO (4º): Partida complicada para os atletas do Jeromelo, que terão de vencer para se manterem na disputa pelo acesso à 1ª divisão distrital.

A formação da FONTE GRADA (9º) folga nesta 18ª jornada.

 

FOTOS DO JOGO: 

           



publicado por BLOGOTA às 20:46
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 22 de Janeiro de 2012
FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO 1
CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

17ª JORNADA - ÉPOCA 2011/2012

Foto (da esquerda para a direita): João Bacalhau, Daniel Duarte, Diogo Ribeiro, Luis Carica, Nuno Luz, Jorge Faria, Miguel Rocha, Rui Ferreira, André Lopes, Gonçalo Ferreira e Yuriy Tkachov.  

Foto: Onze titular da formação do Futebol Clube de São Pedro, equipa do concelho de Torres Vedras, que à partida para esta jornada ocupava a segunda posição da tabela classificativa. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

88 DANIEL DUARTE
5 JORGE FARIA
27 DIOGO RIBEIRO
20 YURIY TKACHOV
13 LUIS CARICA
6 GONÇALO FERREIRA
9 MIGUEL ROCHA
10 RUI FERREIRA
15 NUNO LUZ
7 ANDRÉ LOPES
23 JOÃO BACALHAU (Cap)

 

Foto: Neste lance, aos 4 minutos de jogo, finalizado de cabeça, ao segundo poste pelo jogador nº 17, após cruzamento da esquerda, a equipa de São Pedro da Cadeira inaugurou o marcador. 

 

Substituições:

70' - Saiu o Nuno Luz e entrou o ALEXANDER DEUS (17).

82' - Saiu o Rui Ferreira e entrou o ÂNGELO MARQUES (4).

Suplentes não utilizados: Frederico Gomes, José Alberto, Edgar Filipe e Nuno Narciso.

Não convocados: Pedro Franco, Filipe Antunes, João Rodrigues, Sandro Ferreira, João Silva e Ricardo Quaresma.

Castigado: Miguel Lopes.

Disciplina:

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 25 minutos para o Luis Carica, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 14.

Cartão Amarelo aos 35 minutos para o André Lopes, por protestos.

Cartão Amarelo aos 40 minutos para o João Bacalhau, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 7.

Cartão Amarelo aos 44 minutos para o Gonçalo Ferreira, por ter cometido uma falta dura sobre o jogador nº 17.

Futebol Clube de São Pedro:

Cartão Amarelo aos 30 minutos para o jogador nº 16, por ter cometido uma falta perigosa sobre o Yuriy Tkachov.

Cartão Amarelo aos 46 minutos para o jogador nº 7, por ter cometido uma falta dura sobre o Luis Carica.

Cartão Amarelo aos 71 minutos para o jogador nº 20, por ter cometido uma falta sobre o Rui Ferreira.

Cartão Amarelo aos 85 minutos para o jogador nº 8, por ter cometido uma falta dura sobre o João Bacalhau.

Resultado ao intervalo: 0-1

 

Foto: Aos 15 minutos de jogo, o Nuno Luz, neste cabeceamento esteve muito perto de alcançar o golo do empate, valendo ao São Pedro uma grande defesa para canto do seu guarda redes. 

 

MARCHA DO MARCADOR:

0-1 aos 4 minutos pelo jogador nº 17. Transição rápida para o ataque da equipa visitante, numa jogada desenvolvida pelo lado esquerdo, com cruzamento para a área, onde ao primeiro poste houve um desvio para o segundo, aparecendo a finalizar de cabeça o jogador nº 17.

1-1 aos 49 minutos por JOÃO BACALHAU. Jogada de ataque desenvolvida pelo lado esquerdo, com o André Lopes a entrar na área, ultrapassando dois adversários, rematando de ângulo dificil para uma defesa incompleta do guarda redes adversário, na recarga o Diogo Ribeiro e um defesa adversário fizeram-se ao esférico e o mesmo sobrou para o Bacalhau que o empurrou para o fundo das redes do Futebol Clube São Pedro.

 

Foto: Aos 28 minutos, o André Lopes trabalhou bem na área, desenvencilhando-se de um adversário e ganhou posição para efectuar um remate forte que levou a bola a passar ao lado do poste esquerdo do São Pedro. 

 

CRÓNICA DO JOGO:

De regresso a casa, após a derrota com o 1º classificado desta série 1 da 2ª divisão distrital, a equipa sénior do Futebol Clube de Ota recebeu o 2ª classificado, Futebol Clube São Pedro, sob um sol radioso e um temperatura ambiente bem agradável.

Para este jogo, o técnico Nuno Jacinto teve muitas dificuldades para compor o onze titular, devido a muitas lesões que têm assolado o curto plantel e convocou dois juniores, nomeadamente o guarda redes Frederico Gomes, presença habitual na convocatória e o estreante, junto dos seniores, Ângelo Marques, habitualmente defesa central ou esquerdo.

Ainda antes do jogo se iniciar houve mais uma baixa a registar na convocatória, com a ausência do Ricardo Quaresma por motivos de doença.

Assim sendo, e tendo na convocatória três jogadores limitados em termos físicos, a equipa técnica teve que recorrer à improvisação para lançar um onze em campo, com os seguintes jogadores: Na baliza o Daniel Duarte. Na defesa, pela direita alinhou o Jorge Faria e pela esquerda o Luis Carica. Os centrais foram o Diogo Ribeiro e o Yuriy Tkachov. No meio campo alinharam o Gonçalo, o Miguel Rocha e o Rui Ferreira. No ataque, pela direita jogou o Nuno Luz e pela esquerda o André Lopes. No eixo do ataque posicionou-se o João Bacalhau.

O jogo iniciou-se praticamente com a equipa visitante a inaugurar o marcador, aos 4 minutos, pelo jogador nº 17, na primeira abordagem séria à baliza do Futebol Clube de Ota.

A equipa de Ota respondeu bem ao golo sofrido e aos 15 minutos, após um cruzamento da esquerda do André Lopes, o Nuno Luz cabeceou a bola ao segundo poste, para uma grande defesa do guarda redes do São Pedro, desviando a bola por cima da barra.

Aos 18 minutos, numa disputa de bola no interior da área, o João Bacalhau foi pontapeado por um adversário, quando tentava cortar o esférico, mas o árbitro mandou seguir o jogo, não assinalando a respectiva grande penalidade.

O jogo seguia equilibrado, bem disputado e competitivo, mas sem grandes oportunidades para marcar.

Aos 26 minutos, na sequência de um cruzamento da direita, o jogador nº 7 enviou a bola à barra da baliza do F. C. Ota.

Aos 28 minutos, o Rui Ferreira trabalhou muito bem na esquerda do ataque, deu a bola para o André Lopes, no interior da área, ganhar posição e desferir um potente remate que levou a bola a passar ao lado do poste esquerdo da baliza visitante.

Aos 33 minutos, na sequência de um canto batido do lado esquerdo, a defensiva do São Pedro atrapalhou-se, a bola ficou quase à disposição do Nuno Luz e o João Bacalhau, mas apareceu um pé de um defesa visitante a atrasar a bola para o seu guarda redes que a teve de agarrar, caso contrário entraria na baliza. O árbitro não descortinou o atraso do defesa para o seu guarda redes e o jogo seguiu sem a marcação do respectivo livre indirecto no interior da área do São Pedro.

Na resposta, no mesmo minuto, a equipa visitante lançou um contra ataque, com o jogador nº 16 isolado, no interior da área, a rematar contra a barra da baliza visitada.

Entretanto o intervalo chegou, sem mais situações de grande perigo junto a qualquer uma das balizas.

Ao intervalo, apesar das duas bolas na barra a favor da equipa visitante, o jogo estava equilibrado, com as oportunidades a serem repartidas pelas duas equipas, sendo que seria mais ajustado o empate no final dos quarenta e cinco minutos de jogo.

 

Foto: Nesta finalização, aos 4 minutos do segundo tempo, após cruzamento do lado esquerdo executado pelo André Lopes, o João Bacalhau repôs a igualdade no jogo. 

 

Na segunda parte do jogo, a equipa de Ota entrou muito bem, com excelente dinâmica atacante e conseguiu chegar à igualdade aos 4 minutos desta etapa complementar com um golo obtido pelo João Bacalhau, após uma excelente jogada individual do André Lopes pela esquerda do ataque otense.

Respondeu bem a equipa visitante ao golo sofrido e aos 53 minutos, num livre directo, descaído para o lado esquerdo, o jogador nº 17 enviou a bola ao poste direito da baliza à guarda do Daniel Duarte.

Com o jogo empatado, as duas equipas procuraram o golo da vitória mas sem descurarem muito a respectiva rectaguarda defensiva, em resultado disso não se registaram grandes oportunidades de golo durante alguns minutos neste segundo tempo.

Aos 70 minutos, o técnico Nuno Jacinto fez a primeira alteração na equipa com a saida do Nuno Luz por troca com o Alexander Deus, que assim regressou à equipa, após um longo período ausente no estrangeiro.

Aos 76 minutos, a equipa de São Pedro da Cadeira teve um grande oportunidade de golo quando, após um cruzamento da esquerda, o jogador nº 16 apareceu ao primeiro poste a desviar a bola, passando a mesma perto do poste direito da baliza do F. C. Ota.

Aos 79 minutos, o jogador nº 16 apanhou o esférico a jeito, fora da área em posição frontal à baliza e aplicou um forte remate que levou a bola a passar rente ao poste direito da baliza à guarda do Daniel Duarte.

Aos 82 minutos, a equipa técnica do F. C. Ota fez a segunda alteração no jogo, com a saida do Rui Ferreira por troca com o júnior Ângelo Marques, que assim se estreou na equipa principal do Futebol Clube de Ota.

O Ângelo foi ocupar um posição na zona internediária, mas pouco depois já estava na zona central da defesa porque o Yuriy saiu do terreno de jogo, durante alguns minutos, devido a lesão.

No tempo de compensação as duas equipas tiveram uma oportunidade para desfazer a igualdade, mas em ambas os guarda redes foram superiores aos avançados e mantiveram a igualdade até ao fim do jogo.

Aos 90+4 minutos, o jogador nº 7, no interior da área, descaido para o lado esquerdo, rematou forte para uma boa defesa do Daniel Duarte.

Na resposta, aos 90+5 minutos, o André Lopes acreditou num mau atraso de cabeça do defesa visitante para o seu guarda redes, valendo na circunstância a antecipação do guardião do São Pedro, numa saida arrojada, aos pés do André Lopes, que por muito pouco não o ultrapassou.

Em suma, assistimos a uma partida equilibrada, onde as duas equipas se bateram pelos três pontos em disputa. O resultado é justo pelo que ambas jogaram, mas a equipa visitante pode-se queixar mais da grande pontaria aos ferros da baliza adversária, nomeadamente em três ocasiões ao longo dos noventa minutos de jogo.

 

Foto: No último lance de perigo do jogo, aos 90+5 minutos, o André Lopes quase ultrapassava o guarda redes do São Pedro, mas este foi arrojado e saiu-se bem aos pés do avançado local. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para o jogo desta 17ª jornada, em Ota, foi composto pelo João Santos (árbitro principal), Miguel Silva e Joaquim Leitão (árbitros assistentes).

Assistimos a duas partes bem distintas na prestação deste trio de árbitros. Na primeira parte tiveram uma actuação pavorosa, com muita parcialidade na amostragem dos cartões amarelos contra os jogadores da equipa da casa. Em lances idênticos, no primeiro tempo, deixaram alguns amarelos por mostrar aos jogadores visitantes.

Mas pior que isso foram dois erros de ajuizamento de lances muito graves contra a equipa do F. C. São Pedro. Aos 18 minutos, o João Bacalhau foi pontapeado no interior da área por um defesa, quando disputavam a bola e o árbitro mandou seguir o lance. O auxiliar desse lado também não foi muito útil ao seu chefe de equipa, nada assinalando num lance demasiado óbvio para deixar passar em claro. Aos 33 minutos, numa situação de aperto na grande área, um defesa visitante atrasou a bola para o seu guarda redes que a teve de agarrar sob pena dela entrar na baliza. O árbitro não viu, o não se apercebeu e o mesmo auxiliar, de novo, de nada lhe valeu, porque ambos não viram o atraso deliberado. Neste caso, como temos o vídeo do lance, nem dizemos mais nada, é só visualizá-lo depois.

No segundo tempo o trio de árbitros melhorou consideravelmente e conseguiram dirigir uma etapa complementar sem grandes erros e também sem grandes problemas em termos disciplinares, embora tenha sido um jogo bem rasgadinho de parte a parte.

 

    


publicado por BLOGOTA às 19:11
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011
VIDEOS DO JOGO: SÃO PEDRO 5 - OTA 0

Nuno Narciso envia uma bola à barra. 

Canto contra o São Pedro. 

Livre perigoso contra o FC Ota. 

São Pedro falha este penalty. 

Golo invalidado porque era livre indirecto.      



publicado por BLOGOTA às 21:11
link do post | comentar | favorito
|

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 6ª JORNADA


A 6ª jornada da série1, da 2ª divisão distrital de Lisboa, foi disputada sob forte chuva e vento, nos diversos campos espalhados pelo distrito lisboeta. Nos cinco jogos disputados marcaram-se 25 golos, fazendo a média de 5 tentos por partida. As equipas da casa foram as grandes concretizadoras, com 21 golos alcançados, enquanto as forasteiras apenas facturaram por 4 ocasiões. Registaram-se 4 vitórias para as equipas visitadas e um empate. As formações visitantes foram as grandes derrotadas da jornada.

A formação da União Recreativa e Desportiva da Atalaia folgou nesta 6ª ronda.

O Futebol Clube de Ota deslocou-se ao terreno do líder e foi copiosamente derrotado, por cinco tentos sem resposta, mantendo-se, ainda assim no terceiro lugar da classificação. A formação de São Pedro segue invicta na competição, só com vitórias e apenas um golo sofrido em 450 minutos de jogo.

A Igreja Nova reforçou o 2º lugar, a um ponto do líder, depois de receber e bater o Frielas por duas bolas a zero.

O Pinheiro de Loures conquistou a primeira vitória em casa, com uma expressiva goleada á formação da Praia de Santa Cruz, por sete bolas a zero.

O único empate da jornada aconteceu em Fanhões, com o Luz Fanhões a receber o Jeromelo e a empatar a duas bolas.

A Cerca recebeu a Fonte Grada e venceu por cinco bolas a duas, conquistando, desta forma, a sua primeira vitória no campeonato.

A próxima jornada (7ª) disputa-se no domingo, dia 30 de Outubro, com os seguintes jogos agendados:

F. C. Ota (3º) – Luz Fanhões (7º): Depois de duas derrotas consecutivas, a equipa de Ota necessita, imperiosamente, de dar a volta a esta má fase, sob pena de, em caso de derrota, descer para a 7ª posição da tabela classificativa, por troca, precisamente, com o adversário desta jornada.

Atalaia (11º) – Pinheiro Loures (5º): A equipa do concelho de Alenquer regressa à competição, depois de folgar na passada jornada, com o firme propósito de alcançar a primeira vitória na prova, ou pelo menos o primeiro ponto, mas o adversário não é o mais acessível para esta ocasião.

Santa Cruz (10º) – Igreja Nova (2º): Com maior ou menor dificuldade, a equipa do concelho de Mafra arrecadará, certamente, os três pontos em jogo neste encontro.

Frielas (4º) – São Pedro (1º): O grande jogo da jornada disputa-se no pelado de Frielas, onde o São Pedro terá um teste de fogo á sua liderança invicta.

Jeromelo (6º) – Cerca (8º): A formação de Jeromelo, que não vence há quatro jogos consecutivos, deverá voltar às vitórias neste jogo.

Nesta 7ª jornada folga a equipa da Fonte Grada.

 

FOTOS DO JOGO:  

         



publicado por BLOGOTA às 13:00
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Outubro de 2011
FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO 5 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 0

CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

6ª JORNADA - ÉPOCA 2011/2012

Foto (da esquerda para a direita): Sandro, Daniel, Diogo, Bacalhau, Nuno Luz, Luis Carica, Edgar, João Rodrigues, Nuno Narciso, João Silva e Yuriy. Devido à forte chuva que se fez sentir em São Pedro da Cadeira, a foto foi tirada de um local resguardado, por isso os jogadores estão de costas. 

Foto: O onze titular do Futebol Clube São Pedro, de São Pedro da Cadeira, no concelho de Torres Vedras, equipa que lidera invicta esta série 1, da 2ª divisão distrital. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

88 DANIEL DUARTE
13 LUIS CARICA
27 DIOGO RIBEIRO
3 JOÃO SILVA
12 EDGAR FILIPE
4 JOÃO RODRIGUES
8 SANDRO FERREIRA (Cap)
20 YURIY TKACHOV
16 NUNO NARCISO
15 NUNO LUZ
23 JOÃO BACALHAU

 

Foto: Aos 21 minutos, a equipa de São Pedro, neste cabeceamento efectuado pelo jogador nº 14, alcançou o segundo golo do jogo, após um cruzamento efectuado desde o lado direito do ataque visitado. 

 

Substituições:

34' - Saiu o Nuno Narciso e entrou o RICARDO QUARESMA (19).

65' - Saiu o João Rodrigues e entrou o ALEXANDER DEUS (17).

Suplentes não utilizados: Filipe Antunes e Jorge Faria.

Não convocados: Rui Ferreira, Pedro Franco, Miguel Lopes, Miguel Rocha, André Lopes, Gonçalo Ferreira e José Alberto.

Disciplina:

Futebol Clube de São Pedro:

Cartão Amarelo aos 29 minutos para o jogador nº 14, por cometer uma falta dura sobre o João Rodrigues.

Cartão Amarelo aos 38 minutos para o jogador nº 7, por ter cometido uma falta sobre um adversário.

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 66 minutos para o Nuno Luz, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 6.

Cartão Amarelo aos 71 minutos para o Ricardo Quaresma, por ter cometido uma falta para grande penalidade.

Cartão Amarelo aos 76 minutos para o João Silva, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 20.

Cartão Amarelo aos 87 minutos para o Edgar Filipe, por ter cometido uma falta sobre um adversário.

Resultado ao intervalo: 2-0

 

Foto: Mais uma contrariedade para a equipa de Ota, quando aos 34 minutos o Nuno Narciso saiu lesionado, sendo suturado com três pontos na zona do sobrolho, depois de uma cotovelada de um adversário. 

 

MARCHA DO MARCADOR:

1-0 aos 15 minutos pelo jogador nº 10. A jogada foi desenvolvida pelo lado esquerdo do ataque visitante, com cruzamento para a área, onde o Daniel a tentou segurar, mas não conseguiu, provavelmente devido à chuva, ficando o esférico à mercê do jogador nº 10, que só teve de a empurrar para a baliza do F. C. Ota.

2-0 aos 21 minutos pelo jogador nº 14. A jogada, desta feita, foi desenvolvida pelo lado esquerdo, com cruzamento para a entrada da pequena área, onde jogador nº 14 saltou mais alto e cabeceou o esférico para o fundo da baliza visitante.

3-0 aos 47 minutos pelo jogador nº 7. O terceiro golo da equipa local foi obtido na execução de um canto directo, apontado do lado direito do ataque visitado, com a bola a bater no poste direito da baliza do F. C. Ota e a ressaltar para o interior da baliza.

4-0 aos 78 minutos pelo jogador nº 7. Este golo foi obtido após uma perfeita jogada de ataque da equipa de São Pedro, onde diversos jogadores trocaram o esférico, em progressão, até a bola chegar ao pé esquerdo do jogador nº 7, já no interior da área, para bater o Daniel Duarte.

5-0 aos 90+3 minutos pelo Luis Carica (na própria baliza). Jogada rápida de contra ataque, pelo lado direito, com o jogador do São Pedro a cruzar a bola tensa, batendo a mesma no Carica, ressaltando para o interior da sua própria baliza.

 

Foto: Aos 45 minutos de jogo, mesmo à beira do intervalo, o João Bacalhau cabeceou a bola para a baliza adversária, com o guarda redes local a defender com segurança. 

 

CRÓNICA DO JOGO:

Após 5 jornadas, onde as equipas disputaram jogos sobre temperaturas altas e muito sol, chegou e, em força, o outono, com muita chuva, muito vento e algum frio, concretamente no campo do Futebol Clube São Pedro, onde o Futebol Clube de Ota se deslocou para defrontar o líder desta série 1, da 2ª divisão distrital

Para este jogo muito importante, a equipa técnica teve à sua disposição apenas 15 jogadores e alguns deles em déficit físico. Na baliza alinhou o Daniel. Na defesa o Carica (direita) e Edgar (esquerda). Na zona central da defesa alinharam o Diogo Ribeiro e o João Silva. No meio campo jogaram o João Rodrigues, o Yuriy e o Sandro. No ataque, pela direita jogou o Nuno Luz, pela esquerda o Nuno Narciso e na frente o João Bacalhau.

Em 90 minutos de jogo, a equipa de Ota existiu durante os primeiros 15 minutos. De facto, a equipa visitante entrou muito bem no jogo, e foi dela, na sequência de um livre directo, a melhor ocasião de golo desse primeiro período de jogo. Aos 4 minutos, nesse livre directo, descaido para o lado direito do ataque, o Nuno Narciso enviou a bola ao travessão da baliza do São Pedro.

Ainda dentro desse período, a equipa de Ota ganhou um canto e bateu-se muito bem contra a equipa local.

Aos 15 minutos de jogo, na primeira jogada de ataque da equipa visitada, num lance que parecia controlado pelo Daniel Duarte, a bola fugiu-lhe, devido à chuva, e a equipa local inaugurou o marcador.

Este golo, aos 15 minutos de jogo, «matou» a equipa de Ota, que nunca mais, em todo o jogo, conseguiu ligar uma jogada de ataque, com cabeça, tronco e membros.

Aos 19 minutos, o jogador nº 13, no interior da área do F. C. Ota, rematou longe do alvo, em mais uma boa oportunidade para marcar.

O segundo golo, para a equipa local, surgiu aos 21 minutos, numa finalização de cabeça do jogador nº 14.

Aos 25 minutos, após um cruzamento da direita, o jogador nº 14, de novo de cabeça, enviou a bola por cima da barra da baliza do F. C. Ota.

Aos 34 minutos, aconteceu mais uma contrariedade para a equipa de Ota, com a saida por lesão do Nuno Narciso, entrando para o seu lugar o Ricardo Quaresma. Com esta alteração o Luis Carica derivou para o lado esquerdo, o Edgar subiu para médio e o Quaresma ocupou a posição de defesa direito.

A parte final da primeira parte foi dominada pela equipa local, que teve mais uma ou duas situações para ampliar a vantagem.

No último minuto da primeira parte, o Bacalhau acorreu a uma bola aérea e cabeceou com perigo para a baliza adversária, correspondendo o guarda redes local com uma defesa segura.

O resultado ao intervalo aceitava-se perfeitamente, especialmente porque a equipa de Ota desapareceu do jogo após ter sofrido o primeiro golo.

 

Foto: O árbitro assistente, do lado dos bancos de suplentes, cometeu um deslize verbal na segunda parte, chamando boneco a um jogador do F. C. Ota. O árbitro ouviu e apresentou o pedido de desculpas ao jogador em causa, enquanto o árbitro assistente não teve a humildade suficiente para reconhecer o seu excesso verbal. Se fosse ao contrário, lá puxavam eles o vermelho e o jogador seria expulso, assim sendo, o jogador engole em seco e siga para bingo. 

 

No segundo tempo, a equipa de Ota entrou praticamente a sofrer o terceiro golo, num inacreditável canto directo, apontado do lado direito, pelo jogador nº 7. De facto, durante o jogo o vento soprou muito forte, e isso terá traido o Daniel neste canto que deu o terceiro golo para a equipa visitada.

Com este golo, logo no inicio do segundo tempo, se a equipa de Ota vinha com intenções de dar a volta ao jogo e ao marcador, elas cairam logo por terra  e o jogo ficou definitivamente decidido a favor da equipa da casa.

A segunda parte deste jogo foi de sentido único, com a equipa local a dominar e a de Ota a tentar não sofrer mais golos.

Aos 62 minutos, registamos uma grande oportunidade de golo para a equipa de São Pedro, com o jogador nº 20 a desperdiçá-la, com um remate ao lado, depois do Daniel sacudir uma bola para a frente da baliza.

Aos 65 minutos saiu do jogo o João Rodrigues, entrando para o seu lugar o Alexander Deus.

O Alex veio dar alguma vivacidade ao ataque visitante, mas a realidade é que a equipa de Ota apenas fez um remate neste segundo tempo, através de um pontapé do Ricardo Quaresma, sem grande perigo para a baliza do São Pedro.

Aos 71 minutos, o Ricardo Quaresma rasteirou um adversário no interior da área e o árbitro assinalou a grande penalidade. Na marcação do castigo máximo, o jogador visitado enviou a bola à barra da baliza do F. C. Ota.

Aos 78 minutos, numa bela jogada de ataque, a equipa de São Pedro chegou ao quatro a zero, apontado pelo jogador nº 7.

Aos 86 minutos, a equipa local voltou a colocar a bola no interior da baliza adversária, mas como era um livre indirecto, e a bola foi enviada de forma directa para a baliza, o árbitro invalidou o lance.

No período de descontos, aos 90+3 minutos, a equipa local fechou a contagem, num auto-golo do Carica.

Em suma, a equipa de Ota fez uma péssima exibição, depois dos bons quinze minutos iniciais e acabou por sofrer 5 golos, alguns deles em lances caricatos, nomeadamente o primeiro, o terceiro e o quinto. Mas a verdade é que em termos atacantes, ao longo dos noventa minutos de jogo, a equipa de Ota fez apenas 4 remates à baliza adevrsária, e assim foi complicado de oferecer mais resistência a este clube.

 

Foto: Aos 78 minutos, nesta finalização, a culminar uma extraordinária jogada de ataque, a equipa do Futebol Clube São Pedro fez o quarto golo, da autoria do jogador nº 7. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para o jogo desta 6ª jornada, em São Pedro da Cadeira, foi composto pelo Tito Mendonça (árbitro principal), Ricardo Luz e David Afonso (árbitros assistentes).

A equipa de arbitragem não teve qualquer influência na derrota da equipa de Ota, embora tenham apitado de forma algo bizarra ao longo dos noventa minutos de jogo, com algumas decisões infelizes.

A mais infeliz das decisões, ou melhor o erro mais grosseiro, aconteceu aos 86 minutos quando a equipa de São Pedro marcou golo na sequência de um livre. O livre era indirecto, mas como o árbitro não levantou o braço, só o fez quando a bola já tinha sido batida pelo jogador de São Pedro, o jogador local enviou, com êxito, a bola para o fundo das redes do F. C. Ota, mas viu o árbitro invalidar-lhe o golo.

Em relação à atitude verbal desatrosa do Ricardo Luz para com um jogador da equipa de Ota, já reportado anteriormente, nada mais temos a acrescentar a não ser aconselhá-lo a ir tirar um curso de boas maneiras, ficava-lhe bem, certamente.

Em termos disciplinares, ainda estamos para descobrir como um jogador vai para o hospital com o sobrolho aberto, devido a uma cotovelada, e o prevericador manteve-se em jogo, sem sequer ver uma simples cartolina amarela. 

     


publicado por BLOGOTA às 19:40
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2009/2010

 

1ª PARTE

 

 

GRUPO DESPORTIVO RECREATIVO CULTURAL CASALINHENSE

 

A equipa de Casalinhos de Alfaiata foi a mais regular de toda a competição, sabendo dar a machadada certa, na altura exacta, para ascender ao 1º lugar da classificação e de lá nunca mais sair até ao final da época. A formação de Torres Vedras andou sempre na parte alta da tabela classificativa, acabando a 1ª volta em 3º lugar, a dois pontos do primeiro. Na segunda volta, depois de beneficiar da derrota dos Arneiros em Ota, foi ao campo deste clube vencer e passar, definitivamente, para o 1º lugar da classificação. Nos jogos com a equipa de Ota, empatou fora, a uma bola, e ganhou em sua casa, por 3-1. Perdeu apenas três jogos e foi no seu reduto que foi uma formação muito forte, fazendo deste factor um aliado fundamental para a subida à 1ª divisão distrital.

 

 

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DESPORTIVA RECREATIVA ARNEIROS

 

A equipa de Arneiros, pela quarta temporada consecutiva, arriscou-se a morrer a beira da praia, ou seja, todos os anos esta formação è uma séria candidata à subida de divisão, mas tem ficado sempre às portas da subida, falhando o objectivo por pouco. Esta época, a formação de Torres Vedras, após um inicio de campeonato irregular, onde nas primeiras cinco jornadas tinha apenas uma vitória, realizou uma série impressionante de 11 vitórias consecutivas, que começou com uma vitória, em casa, sobre o F. C. Ota e, terminou, precisamente em Ota, com uma derrota por 3-0. Apesar desta derrota, a equipa de Arneiros, foi para o jogo com o Casalinhense com uma vantagem de 2 pontos, mas acabou perdendo o jogo no seu próprio terreno, caindo irremediavelmente, a quatro jornadas do fim, para a 2ª posição. Na poule de apuramento de subida, a equipa de Arneiros, garantiu a subida à 1ª divisão distrital.

 

 

FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO

 

A equipa de São Pedro da Cadeira, uma das mais favoritas à subida de divisão, acabou, muito cedo, por ficar arredada dessa luta. Apesar disso, foi uma equipa regular, que andou sempre entre o sexto e terceiro lugar, acabando, na última jornada, por colocar-se no último lugar do pódio, desta série 1. Sinceramente, não nos pareceu ser uma equipa com capacidade para subir de divisão, porque nas duas partidas em que defrontou o F. C. Ota, não foi além de dois empates, em São Pedro (0-0) e em Ota (2-2). Foi a segunda equipa com mais golos marcados (53), logo atrás da formação de Arneiros que concretizou 60 golos.

 

 

ASSOCIAÇÃO CULTURAL RECREATIVA DESPORTIVA FURADOURO

 

A formação do Furadouro, a exemplo da equipa otense, realizou uma excelente segunda volta, contrastando com uma primeira menos conseguida. Ainda assim, as clivagens entre as duas voltas foram menos impressionantes, que as da equipa de Ota. A equipa do concelho de Torres Vedras terminou a 1ª volta em 9º lugar e depois na 2ª volta ficou em quarto lugar, graças a uma ponta final de campeonato muito bem conseguida, onde o factor casa foi determinante para esta excelente classificação. Nos jogos com o F. C. Ota, empatou fora a duas bolas, com o seu golo do empate a ser conseguido já em período de compensações e, venceu em casa por 3-1.

 

 

CERCA FUTEBOL CLUBE

 

A Cerca, a exemplo de épocas anteriores, começou muito bem a competição, militando sempre nos lugares da frente, até terminar a 1ª volta do campeonato no segundo posto. Na entrada para a 2ª volta, a equipa do concelho de Torres Vedras tropeçou e acumulou quatro derrotas consecutivas que a atiraram para fora da luta pela subida de divisão. Na parte final da época equilibrou-se e ainda conseguiu ficar no quinto posto, depois de ter andado, algum tempo pelo sétimo lugar. Nas partidas efectuadas com o F. C. Ota, empatou em casa, a duas bolas e, perdeu em Ota, por duas bolas a uma.

 

 

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE

 

Outra equipa que andou sempre a espreitar os lugares da subida de divisão, mas que na altura certa, nomeadamente no jogo com o Arneiros, falhou e acabou por ficar no sexto lugar. Um lugar que no fundo è o mais certo para esta equipa, visto que no final da 1ª volta, também ocupava esta posição. Foi a terceira equipa menos goleada da competição, com 30 golos sofridos, logo atrás dos 28 sofridos pelo Casalinhense e Arneiros. Se foi um facto que esta equipa defendia bem, a verdade è que no ataque foi o terceiro pior da competição, com 29 golos marcados, apenas ultrapassado pelos piores ataques dos dois últimos classificados. Nos jogos com a equipa de Ota, venceu no seu terreno por 2-1, e perdeu nos Linhais, por 2-0.



publicado por BLOGOTA às 19:43
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010
VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA 2 - SÃO PEDRO 2

Canto contra o São Pedro, bem resolvido pelos seus jogadores.

Falta, não assinalada, do nº 5 sobre o Caldeira, no interior da área.

Guarda redes do São Pedro sacudiu a bola para longe da sua baliza.

Daniel falhou o soco na bola e o jogador nº 6 não conseguiu fazer o golo.

Jogador nº 6 falhou uma grande oportunidade de golo.

 



publicado por BLOGOTA às 20:01
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 15ª JORNADA

2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
15ª Jornada - Resultados – 24/01/2010
CAMPELENSE 1 PEDRA 1
FURADOURO 3 CHEGANÇAS 1
SOBREIRENSE 2 CERCA 1
CASALINHENSE 1 MURTEIRENSE 0
F. C. OTA 2 SÃO PEDRO 2
ARNEIROS 5 ATALAIA 1

 


2ª Divisão Distrital - A. F. Lisboa - Série 1
Classificação – 24/01/2010
Pos. Clube J. V. E. D. G.M. G.S. Pontos
ARNEIROS 15 11 2 2 40 18 35
CASALINHENSE 15 10 3 2 31 17 33
SOBREIRENSE 15 8 2 5 24 20 26
SÃO PEDRO  15 6 6 3 36 22 24
CAMPELENSE 15 6 5 4 27 21 23
FURADOURO 15 6 5 4 25 22 23
CERCA 15 6 4 5 30 22 22
MURTEIRENSE 15 4 4 7 20 27 16
CHEGANÇAS 15 3 5 7 26 32 14
10º F. C. OTA 15 2 7 6 20 25 13
11º PEDRA 15 3 2 10 18 43 11
12º ATALAIA 15 2 1 12 9 36 7

 


Realizou-se, este domingo, a 15ª jornada, da série 1, da 2ª divisão distrital de Lisboa, na qual se marcaram 20 golos, menos dois que na jornada anterior, passando a média para 3,33 golos por jogo. As equipas visitadas marcaram 14 golos, enquanto as visitantes fizeram-no por 6 vezes. Registaram-se dois empates e quatro vitórias para as equipas visitadas.

Se na passada semana as equipas visitantes foram as grandes dominadoras, desta vez as que jogaram em casa dominaram as suas partidas. Não houve qualquer vitória para as equipas forasteiras.

O Futebol Clube de Ota, sem perder há quatro jogos, voltou ao seu pelado e empatou, a duas bolas, com o São Pedro, mantendo-se no décimo lugar. Por sua vez, a equipa de São Pedro da Cadeira desceu para o quarto lugar.

A Sociedade Recreativa de Cheganças averbou a quinta derrota consecutiva, ao deslocar-se ao Furadouro, perdendo por três bolas a uma. Ainda assim, a equipa de Triana mantêm-se na nona posição. O Furadouro, que segue sem perder há seis jogos, subiu ao sexto lugar.

A União Recreativa Desportiva da Atalaia, deslocou-se ao campo do Arneiros, 1º classificado, e foi goleada por 5-1. O Arneiros afirma-se como o mais claro candidato à luta pela subida de divisão, enquanto a equipa do concelho de Alenquer afunda-se, cada vez mais, na tabela classificativa.

O Casalinhense segue na peugada do 1º classificado, com dois pontos de desvantagem, após vencer, em casa, o Murteirense, pela margem mínima. Ambas as equipas mantiveram o seu posto na classificação.

O Sobreirense subiu ao 3º lugar, após receber e vencer a formação da Cerca, a qual após quatro derrotas consecutivas, desceu para o sétimo lugar.

A Pedra foi ao terreno do Campelense, empatar a uma bola, naquele que terá sido o resultado mais inesperado da jornada. Apesar deste empate caseiro, a equipa de Campelos ultrapassou a Cerca e colocou-se na quinta posição.

A 16ª jornada joga-se no próximo domingo, dia 31 de Janeiro, com os seguintes jogos:

O Futebol Clube de Ota (10º) desloca-se à Atalaia (12º), onde se realiza mais um derby do concelho de Alenquer. A última vitória da equipa da Atalaia foi precisamente contra a de Ota, no jogo da primeira volta. Desde essa altura, e já lá vão 10 jogos, a equipa do alto concelho apenas conquistou um ponto. A equipa de Ota costuma ganhar no pelado do seu opositor, no entanto, como se trata de um derby, todo o cuidado e concentração será pouco, se quisermos trazer os três pontos para casa.

A S. R. Cheganças (9º) terá uma oportunidade de ouro para conquistar a primeira vitória na condição de visitada, ao receber a Pedra (11º), no seu pelado. Na 1ª volta, a formação de Cheganças, venceu por três bolas a zero.

O Arneiros (1º) volta a jogar em casa, desta feita contra o Campelense (5º) e não deverá deixar fugir os três pontos em disputa. Na 1ª volta, registou-se um empate a uma bola.

O Casalinhense (2º) desloca-se ao campo do São Pedro (4º), numa partida aguardada com alguma expectativa, porque poderá ser a última oportunidade para a equipa de São Pedro da Cadeira, chegar ao segundo lugar, que dá acesso à luta pela subida de divisão. Na 1ª volta, o Casalinhense, venceu por 2-1.

O Sobreirense (3º) desloca-se até ao pelado da Associação Murteirense (8º), onde o espera um encontro complicado, que terá de vencer, se quiser manter aspirações à luta pelo acesso à 1ª divisão distrital. Na 1ª volta, a equipa de Sobreiro Curvo, venceu por 3-0.

Finalmente, a Cerca (7º) que tem vindo em queda livre na classificação, recebe o Furadouro (6º) que tem vindo a subir, esperando-se, por isso, uma partida equilibrada. Na 1ª volta, a formação do Furadouro, perdeu, em casa, por uma bola a zero.

 

Todas as imagens do encontro entre o F. C. Ota e o São Pedro (15ª jornada), em: http://picasaweb.google.com/ptblogota/20100124FCOta2SaoPedro2#

 



publicado por BLOGOTA às 20:46
link do post | comentar | favorito
|

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

VIDEOS DO JOGO: OTA 1 - S...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - ...

VIDEOS DO JOGO: SÃO PEDRO...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO 5...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 2 - ...

VIDEOS DO JOGO: SÃO PEDRO...

FUTEBOL CLUBE SÃO PEDRO 0...

DESPORTO NA REGIÃO

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
Google
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim