PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO


Sábado, 24 de Março de 2012
CAMPEONATO DISTRITAL DE INFANTIS (2ª Divisão)

VS 

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA 7 - GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE 1 

Parque de Jogos dos Linhais - Ota 

Infantis - Futebol 11 - Série 1 - 21ª Jornada

(Resultado ao intervalo: 5-0)

 

Foto (da esquerda para a direita): Duarte Almeida, Héber Gomes, José Carlos, Diogo Torcato, João Pedro, Bruno Machado, António Cunha, João Nuno, Nuno Ricardo, Jorge Seixas e Daniel Dias. 

 

Incidências do Jogo: 

Os infantis do Futebol Clube de Ota, depois de conquistarem uma importante vitória em Bucelas na passada jornada, tinham aqui a hipótese de conquistar a segunda vitória consecutiva porque defrontavam o último classificado desta série 1, o Grupo Desportivo Sobreirense.

Para esta partida, que começou com um quarto de hora de atraso em relação ao horário marcado devido ao atraso dos árbitros, o técnico Rui Tanganha lançou o seguinte onze inicial: Héber Gomes, Bruno Machado, João Gomes Pedro, Jorge Seixas, Diogo Torcato, João Nuno, Duarte Almeida (capitão), José Carlos, Nuno Ricardo, António Cunha e Daniel Dias.

O jogo começou e aos 30 segundos a equipa de Ota já vencia por uma bola a zero. O Daniel Dias inaugurou o marcador com uma entrada de rompante na área e um remate bem colocado.

Aos 5 minutos de jogo surgiu o segundo golo, de novo apontado pelo Daniel Dias, numa bola ganha na área, com um remate por alto sem hipótese de defesa para o guarda redes adversário.

Seguiu-se um período, no qual o Daniel Dias teve mais duas flagrantes oportunidades para marcar, mas que por infelicidade viu a bola passar rente ao poste em ambas as situações.

Aos 13 minutos, na sequência de um canto muito bem treinado pela equipa de Ota e que resultou em pleno, o Duarte Almeida ampliou para três a zero, com um golo de cabeça à entrada da pequena área. O canto, na direita do ataque otense, foi batido pelo José Carlos.

Aos 16 minutos, noutra situação clara de golo, o Daniel Dias voltou a enviar o esférico rente ao poste direito da baliza do Sobreirense.

Aos 17 minutos, o Daniel Dias voltou a bater a defensiva contrária em velocidade e fez o quarto golo do jogo, o terceiro da sua conta pessoal.

Aos 19 minutos, à entrada da grande área, o António Cunha apanhou o esférico a jeito e aplicou um forte pontapé fazendo o quinto golo do jogo.

Até ao intervalo a equipa de Ota continuou a dominar e a desperdiçar oportunidades de golo.

Nesta primeira parte assistimos a uma partida de sentido único, nomeadamente o do ataque visitado, com enorme superioridade física, técnica e táctica sobre o adversário. O resultado de cinco a zero ao intervalo pecou por ter sido escasso, caso se registasse um parcial no final dos trinta minutos de jogo de oito a zero seria o mais ajustado ao desenrolar da partida.  

 

Foto: Lance que originou o quatro a zero para os infantis do F. C. Ota, apontado pelo Daniel Dias, aos 17 minutos da primeira parte. Este foi o terceiro golo do Daniel Dias neste jogo frente ao Sobreirense. 

Foto: Aos 19 minutos de jogo, a equipa de infantis do Futebol Clube de Ota, alcançou o quinto golo, neste forte pontapé, á entrada da área, do António Cunha, sem hipótese de defesa para o guardião do Sobreirense. 

 

Para o segundo tempo, o técnico da equipa de Ota procedeu a algumas alterações no onze, colocando em campo jogadores menos utilizados e com isso o jogo perdeu alguma fluidez atacante. Ainda assim, a equipa de Ota nunca perdeu o domínio da partida e continuou em busca de ampliar o resultado.

Aos 8 minutos do segundo tempo surgiu o sexto golo, apontado no interior da área pelo Duarte Almeida, colocando o esférico fora do alcance do guarda redes do Sobreirense.

No minuto seguinte, o Duarte Almeida entrou na área com a bola dominada e rematou-a contra a barra da baliza adversária.

Aos 13 minutos foi a vez do Ivo Rodrigues enviar uma bola contra a barra da baliza do Sobreirense e na recarga o guarda redes fez uma grande defesa a um remate do Gonçalo Carvalho.

Aos 18 minutos aconteceu o sétimo golo, da autoria do Duarte Almeida, num remate colocado ao ângulo superior direito da baliza do Sobreirense. Com este golo, o Duarte fez o seu terceiro da partida e igualou o registo do Daniel Dias que na primeira parte também havia marcado três.

Entretanto, a equipa do Sobreirense, aos 21 minutos, num rápido contra ataque fez o golo de honra, apontado pelo jogador nº 9.

O jogo neste segundo tempo manteve a mesma tendência atacante da equipa da casa, mas com um menor grau de eficiência na concretização. A equipa forasteira, neste segundo tempo, conseguiu ligar três ou quatro contra ataques e num deles finalizou com êxito. Em suma, vitória justa, por números que poderiam ter sido bem mais expressivos caso a pontaria tivesse mais afinada.

Os resultados desta 21ª jornada foram os seguintes: Ota 7 - Sobreirense 1; Casalinhense 1 - Arrudense 1; Cadaval 1 - Vilafranquense 1; Ericeirense 0 - Vialonga 3; Monte Agraço 1 - Bragadense 0; Carregado 2 - Alenquer 2 e Torreense "B" 2 - Bucelenses 0.

A classificação ficou assim ordenada: 1º Vialonga (54 Pontos); 2º Carregado (50 Pts); 3º Arrudense (44 Pts); 4º Casalinhense (43 Pts); 5º Alenquer (42 Pts); 6º Torreense "B" (39 Pts); 7º Vilafranquense (32 Pts); 8º Ericeirense (25 Pts); 9º F. C. Ota (25 Pts); 10º Bragadense (18 Pts); 11º Cadaval (17 Pts); 12º Monte Agraço (15 Pts); 13º Bucelenses (11 Pts) e 14º Sobreirense (5 Pts).

Na próxima jornada (22ª), dia 31 de Março, pelas 14 horas, o Futebol Clube de Ota volta a jogar em casa, desta feita contra o Casalinhense. 

 

Foto: Aos 18 minutos da segunda parte, nesta finalização muito bem executada pelo Duarte Almeida, surgiu o sétimo e último golo dos infantis do Futebol Clube de Ota. 

 

VIDEO DO JOGO 

3-0 para o FC Ota, apontado pelo Duarte Almeida.   



publicado por BLOGOTA às 19:47
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 3 de Dezembro de 2011
CAMPEONATO DISTRITAL DE INFANTIS (2ª Divisão)

VS 

 

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE 0 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 6 

Campo Luis P. Sarreira - Sobreiro Curvo/Torres Vedras 

Infantis - Futebol 11 - Série 1 - 8ª Jornada

(Resultado ao intervalo: 0-3)

 

Incidências do Jogo:

Os infantis do Futebol Clube de Ota partiam para este jogo com três derrotas consecutivas como formação visitante, e com apenas 1 golo marcado e 14 sofridos. O adversário desta tarde era o último classificado da série e tendo em conta a boa exibição da equipa na passada jornada seria de esperar uma vitória nesta deslocação ao concelho de Torres Vedras.

As expectativas foram ultrapassadas e a nossa formação infantil superou a exibição da passada jornada, concretizando uma ainda melhor em Sobreiro Curvo.

De facto, a primeira parte deste jogo foi de tal forma dominada pela nossa equipa, que a formação adversária não efectuou qualquer remate á baliza do F. C. Ota.

As oportunidades de golo para a equipa de Ota sucederam-se em catadupa, com os três golos do primeiro tempo a serem obtidos pelo Bernardo Figueiredo, Duarte Almeida e José Carlos.

No segundo tempo o domínio acentuada da equipa visitante manteve-se, embora o adversário já tenha criado perigo junto da nossa baliza em duas ou três ocasiões.

Os três golos da segunda parte foram marcados pelo Duarte Almeida, Ivo Rodrigues e, de novo, o Duarte Almeida, que assim fez um hat-trick neste jogo, assumindo-se definitivamente como o melhor marcador desta equipa.

A vitória final foi absolutamente justa e os números ainda podiam ser mais castigadores para a formação da casa, porque para além de diversas oportunidades claras de golo desperdiçadas, os jogadores da equipa de Ota ainda enviaram uma bola á barra e outra ao poste.

Os resultados desta 8ª jornada foram os seguintes: Arrudense 3 - Casalinhense 0; Vilafranquense 1 - Cadaval 0; Vialonga 5 - Ericeirense 2; Bragadense 1 - Monte Agraço 2; Alenquer 0 - Carregado 4; Bucelenses 1 - Torreense 1 e Sobreirense 0 - Ota 6.

A classificação, após esta ronda, ficou assim ordenada: 1º Vialonga (22 Pontos); 2º Carregado (21 Pts); 3º Casalinhense (19 Pts); 4º Arrudense (18 Pts); 5º Torreense "B" (16 Pts); 6º Alenquer (14 Pts); 7º Vilafranquense (12 Pts); 8º F. C. Ota (12 Pts); 9º Ericeirense (7 Pts); 10º Monte Agraço (7 Pts); 11º Bucelenses (5 Pts); 12º Cadaval (4 Pts); 13º Bragadense (2 Pts) e 14º Sobreirense (2 Pts).

Na próxima jornada (9ª), a equipa de Ota volta a deslocar-se ao concelho de Torres Vedras, onde pelas 15 horas joga em Casalinhos de Alfaiata, contra o Casalinhense.   



publicado por BLOGOTA às 19:16
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Maio de 2011
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2010/2011

 

1ª PARTE

 

 

MTBA

 

A equipa de Sintra foi a grande vencedora desta série 1, embora não tenha sido a grande dominadora no decurso da época. O MTBA começou muito bem a época, com quatro vitórias consecutivas, depois começou a cair na tabela até chegar ao 4º lugar, por alturas do final da 1ª volta do campeonato. Na 2ª volta, graças a um desempenho sublime, com apenas três empates cedidos, subiu ao primeiro posto, a poucas jornadas do fim, e por lá se manteve até à última jornada. A equipa de Sintra garantiu a subida de divisão, com 17 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, 58 golos marcados, sendo a equipa mais concretizadora da série, 18 sofridos, sendo aqui também a que menos tentos sofreu ao longo dos 25 jogos realizados, obtendo 57 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota empatou, em casa, a uma bola e venceu em Cheganças, por um a zero.

 

 

SOBREIRENSE

 

A equipa de Sobreiro Curvo, Torres Vedras, formou um plantel com o claro propósito de subir de divisão e, apesar das dificuldades sentidas na 2ª volta, cumpriu esse objectivo. De facto, o Sobreirense foi a melhor equipa na 1ª volta do campeonato, tendo tido cerca de 10 pontos de avanço sobre o 2º classificado, mas depois, com uma 2ª volta de campeonato menos positiva começou a perder a folga que tinha na tabela classificativa até cair mesmo para o 2º lugar, que também dá acesso à subida de divisão. Os números da equipa foram de 17 vitórias, 4 empates e 4 derrotas. Marcaram 57 golos e sofreram 22, para um acumulado de 55 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota venceu em Cheganças por 1-2 e em sua casa por 2-0.

 

 

ASSOCIAÇÃO MURTEIRENSE

 

A formação do concelho do Cadaval foi a grande surpresa desta série 1, com uma temporada a todos os títulos notável, sobretudo porque a poucos dias do encerramento das inscrições ainda não tinha equipa formada. A equipa da Murteira conseguiu reunir um bom lote de jogadores, com destaque para o ponta de lança que foi o melhor marcador desta série 1. Para consumar a subida de divisão faltou pouco, mas fica a imagem de uma época muito regular, sempre na parte de cima da tabela classificativa e a espreitar os dois lugares da subida. No final a equipa conquistou 15 vitórias, 6 empates e 4 derrotas. Marcaram 47 golos e sofreram 28, fazendo 51 pontos. Com o Futebol Clube de Ota venceram os dois jogos, 1-0 na Murteira e 2-3 em Cheganças.

 

 

A DOS CUNHADOS

 

A equipa de A dos Cunhados partiu para esta campanha com o firme propósito de subir de divisão. Para isso reforçou o plantel com atletas que lhes davam garantias de cumprir esse objectivo, mas uma sucessão de maus resultados ao longo da época, em jogos onde seria expectável a conquista dos três pontos, hipotecou essas hipóteses de ascensão à 1ª divisão distrital. Ainda assim, a equipa do concelho de Torres Vedras terminou o campeonato num honroso quarto lugar, com 14 vitórias, 3 empates e 8 derrotas. Marcaram 53 golos, revelando um bom índice concretizador e sofreram 31, para um total de 45 pontos. Nos jogos com a equipa de Ota conquistaram os seis pontos em disputa, com uma vitória em casa por 4-0 e fora por 1-3.

 

 

ALCAINÇA

 

A equipa do concelho de Mafra realizou um bom campeonato, sempre na parte de cima da tabela classificativa, chegando a acalentar esperanças, na parte final da competição, de chegar aos primeiros lugares. Foi uma equipa muito forte a jogar em casa, onde conquistou muitas vitórias. Fora de casa foi menos forte e por isso terá ficado fora da luta pela subida de divisão. O Alcainça conquistou 13 vitórias, 6 empates e 6 derrotas, somando 45 pontos. Marcaram 56 golos, a terceira equipa mais concretizadora da competição, e sofreram 40. Contra a equipa de Ota ganharam os dois jogos pela margem mínima, 1-0 em casa, e 2-3 em Cheganças.

 

 

FRIELAS

 

A equipa do concelho de Loures foi algo irregular ao longo do percurso, porque se tivesse tido outra regularidade poderia ter lutado pela subida até à última jornada do campeonato. Fez uma melhor 2ª volta, com uma série de vitórias consecutivas, que a catapultaram para os primeiros lugares, mas nas últimas jornadas perdeu dois jogos que a fizeram descer para a sexta posição. Esta formação tinha uma excelente frente de ataque, contrastando com uma defesa menos segura. Terminaram com 43 pontos, fruto de 12 vitórias, 7 empates e 6 derrotas. Marcaram 55 golos e sofreram 35. Nos jogos com a equipa de Ota empataram a três bolas em Frielas e vieram goleá-la a Cheganças por cinco bolas a zero.

 

 

PINHEIRO DE LOURES

 

O Pinheiro de Loures utilizou dois plantéis distintos ao longo da época. Numa 1ª fase as derrotas acumularam-se e o último posto parecia ser o destino final para esta equipa de Loures. Numa 2ª fase, com a aquisição de numerosos reforços, com uma qualidade superior, a equipa começou a ganhar jogos consecutivamente até se fixar na sétima posição. Foi uma das melhores equipas da 2ª volta do campeonato. Terminou com 35 pontos, graças a 11 vitórias, 2 empates e 12 derrotas. Marcaram 52 golos e sofreram 42. Foi a equipa que conquistou o resultado mais desnivelado da competição, 11-0 ao Malveira “B”. Contra a equipa de Ota perderam em casa por 3-5 e ganharam em Cheganças por 0-3.     



publicado por BLOGOTA às 18:55
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Março de 2011
VIDEOS DO JOGO: SOBREIRENSE 2 - F. C. OTA 0

3 jogadores de Ota muito perto de inaugurarem o marcador.  

Grilo de livre directo, para defesa segura do GR.  

Livre directo do nº 8 do Sobreirense, por cima da barra.  

Jogador do Sobreirense corta a bola com a mão.  

2-0 para o Sobreirense, obtido pelo jogador nº 14. 



publicado por BLOGOTA às 12:50
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Março de 2011
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 22ª JORNADA

 


Este domingo, dia 27 de Março, realizou-se a 22ª jornada da série 1, da 2ª divisão distrital de Lisboa, onde se marcaram 17 golos em seis jogos, fazendo a média de 2,83 golos por partida. As equipas visitadas fizeram 10 tentos, enquanto as visitantes marcaram 7 golos. Não se registaram empates e houve 3 vitórias para as formações visitadas e outras tantas para as visitantes.

Com 4 jornadas por disputar, os quatro primeiros da classificação estão a disputar palmo a palmo a subida à 1ª divisão distrital.

A vantagem vai para a equipa do Sobreirense, que ontem venceu o Futebol Clube de Ota, numa partida muito equilibrada, e tem 3 pontos de vantagem sobre o segundo classificado. A equipa de Sobreiro Curvo ainda vai folgar numa das últimas jornadas desta competição. A equipa de Ota fez um bom jogo, não merecia sair a perder neste jogo, mas a sorte não quer nada com a equipa e, por isso, continuamos no penúltimo lugar da tabela classificativa.

A outra equipa do concelho de Alenquer, a União Recreativa e Desportiva de Atalaia, está a fazer uma ponta final de campeonato muito boa e, este domingo, foi vencer, pela margem mínima, ao terreno do Luz Fanhões, subindo assim ao nono posto da classificação.

O MTBA deslocou-se ao sempre complicado campo do A dos Cunhados e venceu por duas bolas a zero, afastando-se na classificação do terceiro classificado, mantendo a desvantagem de 3 pontos para o segundo. A equipa de Sintra fará os quatro jogos até ao final do campeonato, enquanto o Sobreirense fará três, porque folga na 25ª jornada.

O Frielas, que ainda não perdeu nesta 2ª volta de campeonato (4 vitórias e 5 empates), segue em grande recuperação na classificação, embora seja talvez já muito tarde para se chegar aos dois primeiros lugares, até porque ainda irá folgar na próxima jornada. Este domingo recebeu a Cerca e bateu-a por quatro golos sem resposta, aliás nos últimos três jogos a equipa de Frielas marcou 13 golos e sofreu 0.

O Alcainça recebeu e venceu, por quatro bolas a duas, a formação do Furadouro, numa partida equilibrada, onde a capacidade concretizadora da equipa da casa foi fundamental para a conquista dos três pontos em disputa. O Alcainça manteve-se no quinto lugar e o Furadouro no décimo segundo.

Com alguma naturalidade a equipa de Pinheiro de Loures deslocou-se à Fonte Grada e venceu por duas bolas a zero. A formação de Loures subiu ao 7º lugar, enquanto a de Torres Vedras manteve o último lugar na classificação.

Na próxima jornada, 23ª, dia 3 de Abril, temos o seguinte calendário de jogos:

O Futebol Clube de Ota (13º) recebe o Alcainça (5º), numa partida que se espera equilibrada, onde a nossa equipa tudo fará para regressar ás vitórias nesta ponta final de campeonato. Na 1ª volta, a equipa de Ota foi derrotada por uma bola a zero, em Alcainça.

A U. R. D. Atalaia (9º) recebe a Associação Murteirense (3º), numa partida em que a formação da Murteira está proibidíssima de perder pontos, esperando-se por isso um encontro bastante competitivo.

O Sobreirense (1º) desloca-se à Cerca (10º), numa curta viagem onde deverá ganhar o jogo para garantir quase de imediato a subida à 1ª divisão distrital.

O MTBA (2º) recebe a Fonte Grada (14º) e, se nada de anormal acontecer, vencerá esta partida e garantirá, quase a 100%, a subida de divisão.

O Furadouro (12º) recebe o A dos Cunhados (6º), numa partida onde já não se joga nada de significativo em termos de classificação, onde as duas equipas procurarão vencer para obter o melhor lugar possível no final desta época.

O Pinheiro de Loures (7º) recebe o Luz Fanhões (8º), num derby, onde as duas equipas estão separadas por dois pontos, com vantagem para o Pinheiro.

Nesta jornada, devido à desistência da Malveira “B”, folga a formação de Frielas. 

 

IMAGENS DO JOGO

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE - FUTEBOL CLUBE DE OTA 

https://picasaweb.google.com/ptblogota/20110327Sobreirense2FCOta0# 

    



publicado por BLOGOTA às 18:40
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 27 de Março de 2011
G. D. SOBREIRENSE 2 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 0

 CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

22ª JORNADA - ÉPOCA 2010/2011

Foto (da esquerda para a direita): Edgar Filipe, Sandro Ferreira, Rui Ferreira, Miguel Rocha, João Bacalhau, João Rodrigues, Bruno Caldeira, João Silva, Reginaldo Souza, Daniel Duarte e Pedro Grilo.  

Foto: O onze titular do Grupo Desportivo Sobreirense, do concelho de Torres Vedras, actualmente o líder isolado desta série da 2ª divisão distrital de Lisboa. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

88 DANIEL DUARTE
21 BRUNO CALDEIRA
4 JOÃO RODRIGUES
2 JOÃO SILVA
12 EDGAR FILIPE
10 REGINALDO SOUZA
22 PEDRO GRILO (Cap.)
8 SANDRO FERREIRA
27 MIGUEL ROCHA
17 RUI FERREIRA
23 JOÃO BACALHAU

 

Foto: Aos 20 minutos de jogo, o João Bacalhau arrancou pelo lado direito, livrou-se de um defesa e deu a bola de bandeja para o Miguel Rocha (27), bater com o pé direito, só com o guarda redes pela frente, por cima da barra.  

 

Substituições:

62' - Saiu o Sandro Ferreira e entrou o NUNO NARCISO (16).

72' - Saiu o Miguel Rocha e entrou o ANDRÉ FERREIRA (31).

Suplentes não utilizados: Filipe Antunes.

Não convocados: Márcio Carvalho, Ricardo Fachada, Alexander Deus, Peres, Jorge Ribeiro, Ruben Dias, Nuno Fernandes e Gonçalo Ferreira.

Castigado: Ricardo Quaresma.

Disciplina:

Grupo Desportivo Sobreirense:

Cartão Amarelo aos 20 minutos para o jogador nº 19, por ter cometido uma falta sobre o João Silva.

Cartão Amarelo aos 42 minutos para o jogador nº 2, por ter cometido uma falta sobre o Miguel Rocha.

Cartão Amarelo aos 46 minutos para o jogador nº 8, por ter demorado a repôr a bola em jogo.

Cartão Amarelo aos 77 minutos para o jogador nº 10, por ter entrado de forma dura sobre o Pedro Grilo.

Cartão Amarelo aos 82 minutos para o jogador nº 11, por ter continuado a jogar com a partida interrompida.

Cartão Amarelo aos 90+2 minutos para o jogador nº 14, por protestos contra uma decisão do árbitro.

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 18 minutos para o João Bacalhau, por ter cometido uma falta sobre um adversário.

Cartão Amarelo aos 26 minutos para o Filipe Antunes, por protestos contra a equipa de arbitragem do banco de suplentes.

Cartão Amarelo aos 27 minutos para o André Ferreira, por protestos contra a equipa de arbitragem do banco de suplentes.

Cartão Amarelo aos 35 minutos para o Pedro Grilo, por protestos contra uma decisão do árbitro.

Cartão Amarelo aos 64 minutos para o Bruno Caldeira, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 8.

Cartão Vermelho Directo aos 76 minutos para o Pedro Grilo, por ter pontapeado o jogador nº 10, depois deste lhe dar um forte pontapé, sem bola por perto.

Resultado ao intervalo: 1-0

Foto: Neste lance, aos 30 minutos, o jogador nº 10 (a tapar o Daniel) vai fazer o primeiro golo do jogo, de cabeça, num lance em que a equipa de Sobreiro Curvo deu três toques de cabeça na nossa grande área e inaugurou o marcador.  

 

MARCHA DO MARCADOR:

1-0 aos 30 minutos pelo jogador Nº 10. Na sequência de um canto batido do lado direito do ataque visitado, a bola foi cabeceada para o lado esquerdo, junto à linha de fundo, onde outro jogador local deu de cabeça para a zona frontal da nossa baliza, onde o jogador nº 10 do Sobreirense encostou de cabeça e enviou o esférico para o fundo da redes do F. C. Ota.

2-0 aos 81 minutos pelo jogador Nº 14. Na sequência de um livre a nosso favor, junto à area do Sobreirense, a bola foi cortada pela defensiva local e rapidamente sairam para o contra ataque conduzido pela esquerda através do jogador nº 8. Ao entrar na área o jogador nº 8 flectiu para o meio, ultrapassou o Rui e deu a bola de bandeja para o jogador nº 14 fazer o golo com toda a facilidade, perante o desamparado Daniel Duarte.

Foto: Ainda no primeiro tempo, a nossa equipa teve mais esta excelente oportunidade para marcar. O Edgar visou a baliza adversária, mas o defesa contrário conseguiu chegar a tempo e prensar o esférico entre os dois, com a bola depois a fugir da zona de golo.  

 

CRÓNICA DO JOGO: 

A nossa equipa sénior, este domingo, deslocou-se ao Sobreiro Curvo, no concelho de Torres Vedras, a fim de defrontar o Sobreirense, líder desta série 1, da 2ª divisão distrital de Lisboa.

Com uma temperatura amena e com alguns chuviscos durante o jogo, a nossa equipa realizou um belo jogo contra o 1º classificado, demonstrando à saciedade que ainda estamos bem vivos e preparados para dar a volta a uma época muito pobre em termos de resultados.

As lesões, num plantel curto como este, fazem-se sentir e de que maneira. Na passada semana tivemos a lesão do Gonçalo, que dificilmente jogará no decorrer desta época, a juntar a todos os outros que padecem de diversas maleitas.

Para esta partida, o técnico Luis Ferreira lançou o Daniel Duarte de inicio entre os postes. Na defesa alinharam o Caldeira (direita), o Edgar (esquerda), o João Silva e o João Rodrigues (centrais). O trinco foi o Grilo, tendo à sua frente o duplo pivot de meio campo constituido pelo Sandro e o Souza. No ataque, pela direita jogou o Miguel, pela esquerda o Rui Ferreira e na frente o João Bacalhau.

Os primeiros 20 minutos de jogo foram dominados pela equipa local, com o vento a favor e com a obrigação de não perder pontos na luta pela subida de divisão, o Sobreirense tomou conta do jogo, embora sem criar grandes situações de golo.

O Sobreirense, neste período, ganhou diversos cantos e faltas laterais que levaram pouco perigo à baliza defendida pelo Daniel.

A melhor situação de golo, para o Sobreirense, aconteceu aos 17 minutos, em dois momentos através do jogador nº 19 e nº 11, mas a nossa defesa conseguiu aliviar para canto.

A partir dos vinte minutos de jogo, a nossa equipa soltou-se e fez um final de primeiro tempo notável, desperdiçando 4 grandes situações de golo.

Aos 20 minutos, o João Bacalhau arrancou pelo lado direito, em contra ataque, já na área libertou-se de um defesa e deu para o Miguel, em zona frontal à baliza atirar por cima da barra. Esta tinha sido, à altura, a situação mais clara de golo do jogo.

Aos 22 minutos, o Sandro Ferreira bateu um canto do lado esquerdo e três jogadores de Ota falharam o encosto no esférico para o fundo da baliza adversária. Ao primeiro poste o Edgar deu um toque ligeiro na bola, ao meio o Bacalhau não conseguiu tocar na mesma e vindo de trás, ao segundo poste, o Grilo, em voo, falhou a bola e esta saiu pela linha de fundo. Mais uma enorme oportunidade de golo para a nossa equipa.

O treinador da equipa local ao ver a sua equipa a perder o domínio do jogo fez duas alterações de uma assentada, á passagem dos vinte minutos de jogo.

Aos 30 minutos, numa altura de equilibrio na partida, a equipa do Sobreirense inaugurou o marcador, numa finalização de cabeça que deixou algumas dúvidas sobre a posição legal do autor do golo.

A equipa de Ota, apesar do golo sofrido, continuou a jogar bem e aos 33 minutos ia vendo o jogador nº 3 a introduzir a bola na sua própria baliza, após um cruzamento da direita do Bruno Caldeira. Valeu na circunstância uma grande defesa do guarda redes do Sobreirense a evitar o autogolo do seu colega de equipa.

Aos 38 minutos, o Pedro Grilo bateu um livre directo, com o guarda redes local a defender com muita segurança.

Aos 43 minutos, o João Bacalhau trabalhou muito bem no interior da área e deu de costas para a zona do segundo poste, onde o Edgar esteve muito perto de fazer o golo do empate, valendo mais uma intervenção corajosa do guardião do Sobreirense a evitá-lo.

No segundo minuto de compensação deste primeiro tempo, o jogador nº 9 recebeu uma bola à entrada da área e rematou por cima da barra.

O resultado ao intervalo era tremendamente injusto para a equipa de Ota. 

Foto: Aos 43 minutos, neste lance, o Edgar Filipe esteve muito perto de introduzir a bola na baliza adversária, mas uma intervenção corajosa do guarda redes do Sobreirense evitou essa situação. 

 

Na segunda parte a partida acalmou e não se registaram tantas oportunidades de golo como as que ocorreram no primeiro tempo. Ainda assim a partida teve alguns bons momentos de futebol, com ambas as equipas em busca do golo.

Aos 54 minutos, o jogador nº 8 rematou de fora da área, para uma grande defesa do Daniel Duarte.

Aos 56 minutos, o João Bacalhau rodou sobre um adversário, à entrada da área, ganhou espaço para rematar e fê-lo de forma forte, com a bola a passar por cima da barra.

Aos 59 minutos, o jogador nº 14 rematou de fora da área, para uma defesa com os punhos do Daniel Duarte.

Aos 62 minutos, o Sandro Ferreira foi substituido pelo Nuno Narciso, que assim regressou à competição depois de uma arreliadora lesão.

A partida continuou equilibrada, embora sem grandes situações de golo.

Aos 72 minutos foi a vez do André Ferreira entrar em jogo, por troca com o Miguel Rocha.

Aos 76 minutos, numa disputa de bola a meio campo, o Pedro Grilo sofreu uma entrada violenta e, no chão, tentou pontapear o seu adversário.

A decisão salomónica do árbitro foi a de expulsar o nosso jogador com o vermelho directo e mostrou o amarelo ao jogador que originou esta jogada mais violenta.

A jogar com dez, e já muito desgastada, a nossa equipa tentou o tudo por tudo para chegar à mais que justa igualdade neste encontro.

O jogo ficou partido e a nossa equipa cada vez arriscou mais no ataque em busca do golo. Numa dessas jogadas, mais concretamente na sequência de um livre a nosso favor, a equipa local lançou um rápido contra ataque, que os nossos jogadores não foram capazes de suster, e o jogador nº 14 fez o segundo golo do jogo.

Com pouco tempo para jogar e com menos uma unidade a nossa equipa perdeu todas as hipóteses de construir um resultado positivo nesta deslocação.

Ainda assim, aos 90+2 minutos, o Nuno Narciso trabalhou muito bem na área adversária e rematou com o pé esquerdo, para mais uma grande defesa do guarda redes do Sobreirense.

Em jeito de conclusão, afirmamos convictamente que o resultado é enganador e muito injusto para a equipa de Ota. No mínimo, para não dizermos que a vitória seria mais adequada à nossa equipa, o empate seria o resultado mais ajustado ao desenrolar destes noventa minutos de jogo.

Foto: Neste lance, aos 56 minutos, o João Bacalhau rodou sobre um adversário, ganhou posição e rematou muito forte, com a bola a passar por cima da barra da baliza do Sobreirense. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de árbitros nomeado para este jogo, entre o Sobreirense e o F. C. Ota, foi composto pelo Ricardo Macedo (árbitro principal), Joel Macedo e Vitor Pires (árbitros assistentes).

Dos três nomeados apareceram dois, o árbitro principal e um dos auxiliares. Por sorteio calhou à equipa de Ota designar um elemento para fazer de árbitro auxiliar. O Luis Santos, massagista do F. C. Ota, aceitou o desafio com grande coragem e desempenhou de forma isenta o papel de árbitro auxiliar.

Aliás, podemos mesmo afirmar que, pese embora tenham existido algumas dúvidas no lance do primeiro golo, o Luis Santos foi o melhor elemento do trio de árbitros que dirigiu este jogo.

Os árbitros, que supostamente seriam ainda mais isentos que o nosso massagista, realizaram um trabalho fraquinho, com algum proteccionismo à equipa da casa.

Muita dualidade de critérios em lances técnicos e disciplinares, sempre em desfavor da equipa visitante.

No lance da expulsão do Grilo foi notória a protecção ao jogador que tinha entrado violentamente sobre o nosso jogador, mostrando-lhe apenas o cartão amarelo, enquanto o nosso viu o vermelho directo, apenas porque respondeu à agressão primária que o jogador nº 10 aplicou sobre o nosso trinco. 

     



publicado por BLOGOTA às 20:22
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Novembro de 2010
VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA 1 - SOBREIRENSE 2
 

Contra ataque finalizado pelo André Ferreira. 

0-1 para o Sobreirense, apontado de penalty pelo jogador nº 10. 

1-1 para o FC Ota, apontado de penalty pelo Sandro Ferreira.

 

 João Bacalhau tentou o golo num livre directo perigoso.  

Lance de muito perigo junto à baliza do Sobreirense.   



publicado por BLOGOTA às 18:56
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Novembro de 2010
FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - G. D. SOBREIRENSE 2

CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

9ª JORNADA - ÉPOCA 2010/2011

Foto (da esquerda para a direita): Sandro Ferreira, Daniel Duarte, João Rodrigues, Bruno Caldeira, Edgar Filipe, Peres, Miguel Rocha, Quaresma, Narciso, Rui Ferreira e João Bacalhau.   

Foto: Onze inicial do Grupo Desportivo Sobreirense, do concelho de Torres Vedras. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

70 DANIEL DUARTE
19 RICARDO QUARESMA
21 BRUNO CALDEIRA
4 JOÃO RODRIGUES
12 EDGAR FILIPE
6 PERES
8 SANDRO FERREIRA (Cap)
17 RUI FERREIRA
27 MIGUEL ROCHA
16 NUNO NARCISO
23 JOÃO BACALHAU

 

Foto: No primeiro minuto do segundo tempo, após um lançamento de linha lateral, o Rui Ferreira deu um toque na bola, fazendo-a passar ligeiramente por cima da barra, naquela que foi a melhor oportunidade de golo em todo o jogo até esse momento. 

 

Substituições:

09' - Saiu o Nuno Narciso e entrou o ANDRÉ FERREIRA (31).

62' - Saiu o Miguel Rocha e entrou o GONÇALO FERREIRA (55).

75' - Saiu o João Rodrigues e entrou o REGINALDO SOUZA (10).

75' - Saiu o Sandro Ferreira e entrou o ALEXANDER DEUS (30).

A partir dos 75 minutos a braçadeira de capitão passou para o Bruno Caldeira.

Suplentes não utilizados: Ruben Dias, João Silva e Nuno Fernandes.

Não convocados: Márcio Carvalho, Pedro Grilo, Jorge Ribeiro, Filipe Antunes e Ricardo Fachada.

Disciplina:

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 30 minutos para o Peres, por ter cometido uma falta dura sobre o jogador nº 8.

Cartão Amarelo aos 49 minutos para o André Ferreira, por ter cometido uma falta perigosa sobre o jogador nº 6.

Cartão Amarelo aos 53 minutos para o Bruno Caldeira, por ter agarrado o jogador nº 9 no interior da grande área.

Cartão Amarelo aos 55 minutos para o Edgar Filipe, por protestos contra uma decisão da equipa de arbitragem.

Cartão Amarelo aos 59 minutos para o Sandro Ferreira, por desentendimentos com um adversário.

Cartão Amarelo aos 81 minutos para o Ricardo Quaresma, por se ter desentendido com o jogador nº 13.

Cartão Amarelo aos 90+3 minutos para o Gonçalo Ferreira, por protestos.

Cartão Vermelho Directo aos 90+7 minutos para o Reginaldo Souza, por ter agredido um adversário. 

Grupo Desportivo Sobreirense:

Cartão Amarelo aos 64 minutos para o jogador Nº 10, por ter cometido uma falta dura sobre o Sandro Ferreira.

Cartão Amarelo aos 65 minutos para o jogador Nº 4, por protestos.

Cartão Amarelo aos 70 minutos para o jogador Nº 7, por protestos.

Cartão Amarelo aos 80 minutos para o jogador Nº 14, por protestos.

Cartão Amarelo aos 81 minutos para o jogador Nº 13, por se ter desentendido com o Ricardo Quaresma.

Resultado ao intervalo: 0-0

Foto: Neste lance, aos 53 minutos, o Bruno Caldeira agarrou um adversário no interior da área, e o árbitro assinalou grande penalidade, que foi convertida pelo jogador nº 10. 

 

MARCHA DO MARCADOR:

0-1 aos 54 minutos pelo jogador Nº 10 (penalty). A bola foi metida na área e o Bruno Caldeira pendurou os seus braços sobre o jogador nº 9 que ao sentir-se preso caiu no chão e o árbitro assinalou grande penalidade. Na marcação da penalidade o jogador nº 10 bateu a bola para o seu lado esquerdo, enquanto o Daniel lançou-se para o lado contrário.

1-1 aos 59 minutos por SANDRO FERREIRA (penalty). Lance em tudo idêntico ao que ocorreu minutos antes na grande área do F.C. Ota, desta feita foi um defesa do Sobreirense que agarrou o João Bacalhau e o árbitro assinalou o castigo máximo. Na marcação, o Sandro bateu o esférico para o seu lado esquerdo e o guarda redes lançou-se para o lado oposto.

1-2 aos 69 minutos pelo jogador Nº 10. Na sequência de um livre directo, descaido para o lado direito do ataque visitante, o jogador nº 10 bateu com o pé direito, forte e rasteiro, com a bola a entrar junto ao poste direito da baliza à guarda do Daniel Duarte.  

Foto: Neste lance, a assistência reclamou contra o facto do guarda redes socar a bola fora da grande área. Como podemos ver isso não se verificou, porque o guardião visitante socou o esférico no interior da área. 

 

CRÓNICA DO JOGO: 

Pela primeira vez esta época, a equipa sénior do Futebol Clube de Ota jogou na condição de visitada, no caso em Cheganças, em partida a contar para a nona jornada frente ao Sobreirense, o actual líder desta série 1.

A equipa do concelho de Torres Vedras não foi sensível ao nosso pedido para inverter a ordem dos jogos, fazendo algumas exigências, às quais a nossa direcção não pôde dar garantias, nomeadamente de se jogar em campo sintético na 2ª volta do campeonato, por isso o jogo realizou-se em Cheganças.

Para este jogo, o técnico Luis Ferreira teve o plantel todo ao seu dispôr, exceptuando os lesionados Márcio Carvalho e Pedro Grilo, e colocou a jogar o Daniel na baliza, acompanhado na defesa pelo Quaresma (direita), Edgar (esquerda), Caldeira e João Rodrigues (centrais). O trinco foi o Peres, tendo à sua frente o duplo pivot de meio campo composto pelo Sandro e o Rui Ferreira. No ataque, pela direita jogou o Miguel, pela esquerda o Narciso e na frente o João Bacalhau.

Os primeiros minutos de jogo ficaram marcados pela lesão do Nuno Narciso que teve de ceder o seu lugar ao André Ferreira aos 9 minutos.

Esta primeira parte não teve praticamente nenhum motivo de interesse, as oportunidades claras de golo não existiram porque ambas as defesas superiorizaram-se aos ataques.

A equipa de Sobreiro Curvo bateu-se bem, nomeadamente na defesa e meio campo, mas não efectuou um remate enquadrado à nossa baliza nestes primeiros quarenta e cinco minutos de jogo.

A equipa de Ota fez dois ou três remates enquadrados à baliza adversária mas todos sem grande perigo.

Registamos aos 33 minutos, na sequência de um canto do lado direito, batido à maneira curta pelo Edgar, para o Rui, que devolveu ao nosso defesa esquerdo para rematar fraco e à figura do guardião visitante.

Aos 42 minutos, o jogador nº 7 fez uma boa jogada individual pelo lado esquerdo, mas a bola acabou por ser aliviada por um defesa local, quando se aproximou com algum perigo da nossa baliza.

O resultado ao intervalo só podia ser um nulo, dada a inoperância atacante de ambas as formações.

Foto: Neste lance, aos 59 minutos, o Sandro fez a igualdade ao apontar esta grande penalidade. 

 

Na segunda parte tudo se alterou em relação ao ocorrido no primeiro tempo, visto que as duas equipas se empenharam mais nas aproximações com perigo às duas balizas. Logo no primeiro minuto, na sequência de um lançamento de linha lateral do lado esquerdo, a bola foi cair à entrada da pequena área, onde o Rui Ferreira deu um pequeno toque que fez a bola passar por cima do guarda redes, mas também ligeiramente por cima da barra, naquela que foi a primeira grande oportunidade de golo do jogo.

Aos 53 minutos, numa disputa de bola no interior da área otense, o Caldeira agarrou um adversário e o árbitro assinalou a grande penalidade, que o jogador nº 10 converteu em golo para a sua equipa, inaugurando o marcador no primeiro remate enquadrado do Sobreirense à baliza do F. C. Ota.

A vantagem da equipa visitante durou pouco tempo, mais concretamente cerca de seis minutos, porque num lance idêntico ao que ocorreu na área contrária, ou seja um agarrão de um defesa, neste caso ao João Bacalhau, o árbitro assinalou o castigo máximo contra o Sobreirense. Na marcação da penalidade o Sandro não perdoou e restabeleceu a igualdade, colocando toda a  justiça no marcador.

A partir desta altura o jogo abriu e, então sim, ocorreram algumas situações para golo junto das duas balizas. A equipa do Sobreirense reagiu de pronto ao golo da igualdade e aos 61 minutos, numa boa triangulação entre o jogador nº 9 e o nº 7, com este último a entrar na área, descaído para o lado direito, e perante a saida do Daniel desviou a bola do seu corpo, acabando a mesma por sair para fora, ao lado do poste esquerdo da baliza visitada.

Aos 62 minutos, o técnico Luis Ferreira fez a segunda alteração no onze, com a saida do Miguel Rocha, por troca com o Gonçalo Ferreira, com o objectivo de refrescar a luta pela posse de bola na zona intermediária.

Aos 66 minutos aconteceu uma situação algo caricata, mas que poderia ter dado o golo para a equipa de Ota, quando o guarda redes do Sobreirense repôs uma bola em jogo e a bola bateu no Bacalhau e encaminhou-se para a baliza, no entanto não levava nem a força nem a direcção necessária para entrar na baliza, mas não deixou de ser uma situação perigosa para as redes visitantes.

Aos 69 minutos, na sequência de um livre directo, descaído para o lado direito, o jogador nº 10 do Sobreirense fez o segundo golo, após efectuar um remate muito forte, que levou a bola a tomar muito efeito e a entrar junto ao poste direito da baliza do Daniel Duarte, que não foi capaz de suster este potente pontapé.

Após apanhar-se em vantagem pela segunda vez no jogo, a equipa de Sobreiro Curvo adoptou uma estragégia defensiva que resultou em pleno até ao apito final do árbitro.

A equipa de Ota tudo tentou para alterar o rumo dos acontecimentos, nomeadamente bombeando bolas para a área adversária em busca de conseguir, pelo menos o golo da igualdade.

Aos 75 minutos, registaram-se as últimas alterações na equipa, com as saidas do João Rodrigues e Sandro, por troca com o Reginaldo Souza e Alexander Deus, este último a estrear-se oficialmente com as cores do F. C. Ota.

A parte final do encontro foi muito quezilenta, com o árbitro a ver-se forçado a mostrar muitos amarelos, o que só beneficiou a equipa visitante que em vantagem no marcador, aproveitava todos estes momentos de sururu para fazer passar o tempo.

Ainda assim, num último suspiro a equipa de Ota, aos 90+3 minutos teve uma soberana oportunidade para empatar de novo o jogo, quando na sequência de um livre batido do lado direito pelo Quaresma, com a bola a cair ao segundo poste, onde o Edgar cabeceou para a zona frontal da baliza, sem que ninguém da nossa equipa empurrasse o esférico para o fundo das redes, quando este andou ali a saltitar perto da linha de golo.

Aos 90+7 minutos, na sequência de mais um livre batido para a área do Sobreirense a equipa de Ota chegou mesmo a fazer o golo, mas o jogo já estava interrompido porque o árbitro viu uma agressão do Souza a um adversário e expulsou-o da partida.

Em jeito de conclusão, num mau espectáculo de futebol, em que nenhuma equipa se superiorizou técnica e tacticamente em relação à outra, o resultado deveria ter sido uma igualdade. A equipa visitante acabou por vencer porque foi mais forte nos lances de bola parada. 

 

 

Foto: Aos 69 minutos, neste lance, o jogador nº 10 do Sobreirense fez o segundo para a sua equipa, o segundo da sua conta pessoal neste jogo. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para este jogo foi composto pelo Flávio Dias (árbitro principal), Nuno Pinto e Nuno Silva (árbitros assistentes).

Foi um jogo muito complicado de dirigir, mas apesar de um ou outro erro a equipa de arbitragem esteve em bom plano.

Nos lances mais polémicos ajuizaram bem, nomeadamente nas duas grandes penalidades não houve dualidade de critérios porque como os lances foram idênticos e eles assinalaram ambas, acabaram por decidir acertadamente.

No lance que deu o livre directo que originou o golo da vitória para o Sobreirense pareceu-nos que não existiu falta. Num outro lance que envolveu o Edgar e um avançado contrário, à entrada da nossa grande área, pareceu-nos falta do nosso defesa, mas o árbitro entendeu que foi carga de ombro. Enfim, um ou outro pormenor que não manchou a boa prestação deste trio de arbitragem, voltamos a repetir num jogo de elevado grau de dificuldade.

No capítulo disciplinar o árbitro recorreu muitas vezes à amostragem do cartão amarelo, no entanto só por uma vez ele me pareceu totalmente despropositado, quando o Sandro viu o cartão após marcar o golo e ir buscar a bola para a colocar no meio campo, para o recomeço do jogo, e foi impedido duas vezes do fazer de livre vontade, a primeira pelo guarda redes e a outra por um defesa, estes sim deveriam ter visto a cartão amarelo.

O cartão vermelho directo ao Reginaldo Souza foi bem mostrado, porque efectivamente o nosso jogador agrediu um jogador do Sobreirense e o árbitro, bem colocado, não deixou passar em claro.

     



publicado por BLOGOTA às 19:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010
ÉPOCA 2010/2010 - PERSPECTIVAS

Está prestes a começar mais uma época desportiva para o Futebol Clube de Ota. No próximo domingo, dia 19 de Setembro, arranca a série 1, da 2ª divisão distrital de Lisboa, com o clube de Ota nela integrado.

Pelo quinto ano consecutivo, a equipa sénior do F. C. Ota, participa nesta competição organizada pela Associação de Futebol de Lisboa.

Esta época, o clube de Ota, vê-se impossibilitado de utilizar o seu Parque de Jogos, que aguarda pela implementação de um relvado sintético. Deste modo, a equipa, fará os jogos da 1ª volta do campeonato na condição de visitante, até que o seu campo esteja pronto para receber jogos de futebol.

Esta situação torna ainda mais difícil a vida ao clube de Ota, embora os objectivos estejam apontados para fazer uma boa 1ª volta, que nos permita estar na metade de cima da tabela classificativa, para que depois, possivelmente já no nosso sintético, possamos fazer uma 2ª volta de grande nível, que nos aproxime da luta pela subida de divisão.

Dos 14 clubes inscritos nesta série 1, parece-nos, tendo em conta épocas anteriores e o historial dos clubes, que os grandes favoritos à subida de divisão são o A dos Cunhados e o MTBA. Ambos desceram da 1ª divisão e, previsivelmente, acarretam esperanças sustentadas de lá regressar imediatamente.

Englobamos, também, nos claros candidatos à subida, o Furadouro, equipa que tem vindo a crescer ao longo das últimas épocas, ao ponto de ficar em 4º lugar na passada temporada. Caso tenham mantido os principais jogadores do ano passado, são uma formação a ter muito em conta na luta pelo acesso à divisão superior.

Depois, num patamar ligeiramente inferior, incluímos três equipas com algumas potencialidades para lutar pelos dois primeiros lugares desta série, são elas a Cerca, o Sobreirense e o F. C. Ota.

Num outro patamar, temos cinco equipas que habitualmente não conseguem lutar pelos primeiros lugares, mas como tantas vezes o cântaro vai à fonte, até quebrar, pode ser que desta vez consigam estar entre os primeiros. São elas, a Atalaia, o Pinheiro Loures, o Frielas, a Alcainça e a Associação Murteirense.

Finalmente, temos três equipas que são verdadeiras incógnitas por diferentes factores, a saber: o Luz Fanhões é um clube criado recentemente, nascido após a extinção do S. Lisboa e Fanhões, não se sabendo quais as potencialidades desta nova colectividade. O Fonte Grada, após duas épocas sem equipa sénior, regressa esta temporada, sendo outra perfeita incógnita quanto ao seu valor desportivo. Por último, o Malveira “B”, criado e integrado nesta série já após o sorteio efectuado será, pelo menos nas primeiras jornadas, outra incerteza quanto ao seu valor como equipa de futebol. Em relação a esta equipa “B”, da Malveira, temos sempre que esperar pelas primeiras jornadas para avaliar o seu valor, até porque já tivemos o exemplo do Torreense “B”, em 2006/2007, que foi um equipa poderosa, que dominou de fio a pavio a série 1 dessa época, com grande prejuízo para o Futebol Clube de Ota.



publicado por BLOGOTA às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sexta-feira, 10 de Setembro de 2010
HISTÓRICO DAS EQUIPAS - SÉRIE 1 - ÉPOCA 2010/2011 (3/3)

 

GRUPO UNIÃO RECREATIVO DESPORTIVO MTBA

Magoito – São João das Lampas – Sintra

Campo António Forjaz

(Relva Sintética)

 

2009/2010

Na passada época, a equipa do MTBA, disputou o campeonato distrital da 1ª divisão, série 1, onde se classificou em 15º lugar (penúltimo). Realizou 30 jogos, com 7 vitórias, 5 empates e 18 derrotas. Marcou 29 golos e sofreu 64.

 

2008/2009

Nesta temporada, o MTBA, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 2, onde se classificou em 1º lugar. Efectuou 34 jogos, com 22 vitórias, 6 empates e 6 derrotas. Marcou 75 golos e sofreu 31.

 

2007/2008

Nesta época, a equipa do concelho de Sintra, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 2, classificando-se em 5º lugar. Disputaram 28 jogos, com 16 vitórias, 6 empates e 6 derrotas. Marcaram 54 golos e sofreram 30.

 

 

SPORTING CLUBE PINHEIRO DE LOURES

Loures

Campo Major Rosa Bastos

(Relva Sintética)

 

2009/2010

Na passada temporada, a formação de Pinheiro de Loures, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 2, classificando-se em 10º lugar (penúltimo). Em 20 jogos, a equipa venceu 5, empatou 1 e perdeu 14. Marcaram 22 golos e sofreram 45.

 

2008/2009

Nesta temporada, voltaram a disputar o campeonato distrital da 2ª divisão, série 2, onde se classificaram em 18º lugar (último). Realizaram 34 jogos, com 5 vitórias, 8 empates e 21 derrotas. Marcaram 30 golos e sofreram 81.

 

2007/2008

De novo, esta equipa do concelho de Loures, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 2, classificando-se em 15º lugar (último). Fizeram 28 jogos, com 1 vitória, 7 empates e 20 derrotas. Marcaram 20 golos e sofreram 66.

 

 

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRENSE

Sobreiro Curvo – Torres Vedras

Campo Luis P. Sarreira

(Relva Sintética)

 

2009/2010

Na época passada, a equipa do Sobreirense, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, onde se classificou em 5º lugar. Realizou 22 jogos, com 10 vitórias, 3 empates e 9 derrotas. Marcou 29 golos e sofreu 30.

Nos encontros com a equipa de Ota, os resultados foram os seguintes: Sobreirense 2 – F. C. Ota 1 (1ª volta) e F. C. Ota 2 – Sobreirense 0 (2ª volta).

 

2008/2009

Há duas épocas atrás, a formação de Sobreiro Curvo, voltou a disputar o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, classificando-se em 15º lugar. Efectuaram 34 jogos, com 9 vitórias, 7 empates e 18 derrotas. Marcaram 40 golos e sofreram 50.

Nos confrontos com o F. C. Ota, os resultados foram estes: Sobreirense 1 – F. C. Ota 0 (1ª volta) e F. C. Ota 0 – Sobreirense 2 (2ª volta).

 

2007/2008

Nesta temporada, a equipa de Torres Vedras, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, ficando em 7º lugar. Efectuaram 30 jogos, com 13 vitórias, 5 empates e 12 derrotas. Marcaram 41 golos e sofreram 38.

Nas partidas com a equipa de Ota, registaram-se os seguintes resultados: F. C. Ota 4 – Sobreirense 1 (1ª volta) e Sobreirense 2 – F. C. Ota 2 (2ª volta).

 

2006/2007

Nesta época, de novo na 2ª divisão distrital, série 1, a equipa do Sobreirense ficou em 10º lugar. Em 26 jogos, ganharam 8, empataram 7 e perderam 11. Marcaram 39 golos e sofreram 48.

Com a equipa de Ota, os resultados foram estes: F. C. Ota 4 – Sobreirense 4 (1ª volta) e Sobreirense 1 – F. C. Ota 3 (2ª volta).

 

 

UNIÃO RECREATIVA DESPORTIVA ATALAIA

Ventosa – Alenquer

Campo do Atalaia

(Terra Batida)

 

2009/2010

Na pretérita temporada, a Atalaia, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, onde se classificou em 11º lugar (penúltimo). Em 22 jogos, venceram 3, empataram 2 e perderam 17. A equipa marcou 15 golos e sofreu 48.

Contra a equipa de Ota, os resultados foram os seguintes: F. C. Ota 0 – Atalaia 1 (1ª volta) e Atalaia 1 – F. C. Ota 2 (2ª volta).

 

2008/2009

Nesta temporada, a formação do concelho de Alenquer, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, classificando-se em 18º lugar (último). A equipa disputou 34 jogos, venceu 6, empatou 6 e perdeu 22. Os jogadores da Atalaia marcaram 32 golos e sofreram 73.

Nos jogos disputados com a equipa de Ota, foram estes os resultados: F. C. Ota 2 _ Atalaia 2 (1ª volta) e Atalaia 1 – F. C. Ota 3 (2ª volta).

 

2007/2008

Nesta época, a equipa da Atalaia, voltou a disputar o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, ficando em 10º lugar. Em 30 jogos realizados, venceu 13, empatou 3 e perdeu 14. Marcou 37 golos e sofreu 54.

Nas partidas com o F. C. Ota, os resultados foram estes: F. C. Ota 1 – Atalaia 1 (1ª volta) e Atalaia 0 – F. C. Ota 2 (2ª volta).

 

2006/2007

Neste ano desportivo, a equipa da Atalaia, disputou o campeonato distrital da 2ª divisão, série 1, onde terminou em 14º lugar (último). O clube fez 26 jogos, com 3 vitórias, 5 empates e 18 derrotas. Marcaram 31 golos e sofreram 71.

Com o F. C. Ota, os resultados foram os seguintes: Atalaia 0 – F. C. Ota 0 (1ª volta) e F. C. Ota 2 – Atalaia 0 (2ª volta).

 

 

ATLÉTICO CLUBE MALVEIRA “B”

Malveira – Mafra

Campo do Marco (Livramento)

(Relva Sintética)

 

A equipa “B” do Atlético Clube da Malveira foi formada para esta época, tendo sido integrada na série 1, já após o sorteio efectuado. Como tal, não existem registos históricos desta formação.



publicado por BLOGOTA às 20:13
link do post | comentar | favorito
|

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

VIDEOS DO JOGO: SOBREIREN...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

G. D. SOBREIRENSE 2 - FUT...

VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 1 - ...

ÉPOCA 2010/2010 - PERSPEC...

HISTÓRICO DAS EQUIPAS - S...

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

4º TORNEIO DA PÁSCOA - CL...

VIDEOS DO JOGO: F. C. OTA...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 2 - ...

VIDEOS DO JOGO: G. D. SOB...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

GRUPO DESPORTIVO SOBREIRE...

DESPORTO NA REGIÃO

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

VIDEOS DO JOGO DA 19ª JOR...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 0 - ...

VIDEOS DO JOGO DA 2ª JORN...

G. D. SOBREIRENSE 1 - FUT...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
Google
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim