PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO

Quinta-feira, 6 de Julho de 2006
O Tempo não passa...VOA!

A partir de hoje e com a periodicidade que o autor do blog conseguir imprimir, damos início a uma nova rúbrica denominada "O Tempo não passa...VOA!

Objectivo: Como todos temos episódios engraçados, importantes e marcantes nas nossas vidas, aqui vão alguns do autor deste blog, sem qualquer ordem cronológica.

Ao observarem esta imagem pensarão os amigos leitores que vos vou falar sobre as qualidades gastronómicas deste restaurante. Enganam-se, porque na verdade nunca lá entrei.

Então porquê esta imagem para dar início a esta nova rubrica?

Porque foi em frente a este restaurante situado na marginal da Nazaré que eu passei, nos finais dos anos 80, excelentes férias de verão. Durante cinco anos, na 2ª quinzena de Agosto o pessoal juntava-se neste local a apanhar sol e a ir a banhos, entre outras coisas.

E quem era esse pessoal?

Muita gente de Ota e Abrigada, entre outros amigos que íamos conquistando ao longo das férias, do Porto, de Lisboa e da própria Nazaré, etc. Chegamos a ser, sem exageros, mais de cinquenta na praia, precisamente em frente ao restaurante O Tamanco, o tal da foto.

Muitas aventuras e desventuras se passaram neste areal, havia pessoas completamente estranhas a todos nós que ao fim de semana iam para aquela zona, porque sabiam que iriam assistir a belos momentos de confraternização. Fazíamos tudo e mais alguma coisa para nos entretermos e entreter os outros, com especial destaque para um rapaz de Ota, que actualmente está emigrado em Inglaterra, que era o principal animador do grupo.

Podia desbobinar uma série de peripécias que se passaram naquele local, mas vou-me centrar numa que foi absolutamente fabulosa.

A certa altura das férias decidimos todos dividirmo-nos em grupos de dois ou três gajos e ir passear pela praia em busca de companhia feminina para trazer para a nossa área na praia, obviamente que quem não conseguisse trazer companhia estaria a contas á noite com as canecas do Santo (cervejaria/marisqueira), que era o ponto de encontro nocturno após o jantar.

Certo dia, dois indivíduos do grupo, um de Ota e o outro de Coruche ou da Chamusca, já não me recordo bem, apareceram ao final da tarde na praia extremamente entusiasmados porque tinham conhecido duas miúdas e tinham estado com elas no Porto de abrigo da Nazaré, a comer e a beber no iate de uma delas. Perante o cepticismo da maior parte do pessoal, ficou toda a gente convidada a aparecer no Santo a seguir ao jantar, porque elas iriam lá estar para nos convidar a todos a visitar o iate.

Uns acreditaram…outros nem por isso!

Mas a verdade é que conforme combinado lá estavam elas com os nossos dois colegas no Santo. Conversa puxa conversa, e logo ali se combinou um passeio de iate no dia seguinte.

Parece que estou a ver a cena.

Éramos mais de vinte, e elas a fazerem contas aos litros de imperial e aos quilos de gambas que eram precisos para o passeio. O entusiasmo era geral, elas ali junto de nós, donas de um iate e ainda por cima ofereciam tudo.

Que tipo de passeio haveríamos de fazer?

Problema resolvido logo de imediato por elas. “Vamos dar um passeio até ás Berlengas”, parece que estou a ouvi-las. Mas outro problema se colocava, como não podíamos entrar todos ao mesmo tempo no iate, porque os Pais dela não autorizavam muita gente a passear ao mesmo tempo no barco, tínhamos de encontrar uma solução.

Mais uma vez arranjou-se uma solução peregrina, que passaria pelos nossos dois colegas o tal de Ota e outro já não me lembro de onde, que iriam ter com elas de manhã para ajudar a carregar a logística no iate e depois por volta do meio-dia sairiam do Porto de Abrigo em direcção à costa da Nazaré. O barco parava em frente ao restaurante O Tamanco e quem quisesse ir ás Berlengas nadaria até ao iate e seguiria viagem.

Tudo muito bonito, mas logo outro problema se pôs e este afectava-me directamente.

E quem não fosse propriamente um nadador? E quem fosse mais ou menos como o prego?

No Problem. O iate tinha um pequeno bote que podia vir buscar à costa os menos afoitos em matérias de água acima do pescoço.

Entretanto a noite foi passando, as canecas foram-se despejando e o entusiasmo era contagiante.

Eu que ainda era um jovem, olhava para os mais velhos e via-os tão entusiasmados que apesar de achar tudo aquilo muito estranho, acabei também por me deixar levar por esse clima.

No dia seguinte por volta das onze horas lá fui eu para a praia, onde já estavam muitos de nós à espera do iate. O rapaz de Ota e o outro de Coruche ou da Chamusca já tinham ido para o Porto de Abrigo conforme combinado. Ao meio-dia, um espírito mais bem-humorado gritou alto e bom som em direcção à saída do Porto da Nazaré:

OLHÓ IATE!

Toda a gente se levantou… mas… falso alarme, era apenas um barco de pescadores.

A ansiedade e a impaciência iam-se apoderando daqueles que tinham depositado mais confiança naquele passeio de iate.

Por volta do Meio-dia e meio, a mesma voz gritou novamente:

OLHÓ IATE!

Olhamos todos para o local…e nada, alguns já riam, outros quase choravam e outros resmungavam.

Convém aqui referir que nesta altura não havia telemóveis, portanto não fazíamos a mínima ideia daquilo que se estava a passar com os nossos colegas o tal de Ota (que ainda hoje gosta muito de cerveja) e o outro que já não me lembro de onde era.

E também ninguém queria ir ao Porto de Abrigo descobrir o que se passava, não fosse entretanto o iate aparecer e ficar em terra.

Entretanto chegou a uma da tarde e alguns foram almoçar, já perfeitamente desalentados.

No entanto houve quem não almoçasse, convencidos que estavam que ainda iriam despejar uns barris de imperial e chupar umas gambas.

Por volta das duas da tarde lá voltei eu à praia e lá estavam meia dúzia deles ainda esperançados em realizar o passeio, os olhos vidraram-se na saída do Porto da Abrigo da Nazaré e….

…de vez em quando ouvia-se uma voz do grupo:

OLHÓ IATE!

Mas qual iate qual quê!

Ainda lá estávamos hoje à espera.

Moral da história: Levamos todos um grande gozo de duas tipas que deviam provavelmente fazer a limpeza do iate, e por isso tinham as chaves do mesmo em seu poder.

Relativamente ao gajo de Ota e ao outro de Coruche ou da Chamusca, obviamente não apareceram nesse dia na praia, havia que já lhes tivesse jurado tirar a pele.

Eles só foram vistos à noite e afirmaram que o iate lá estava no mesmo sítio onde eles tinham estado no dia anterior, só que as gajas nunca apareceram.

 

Ainda há pouco tempo recordei este momento com o indivíduo de Ota que esteve envolvido directamente nesta história e voltou-me a confirmar que esteve mesmo no interior do iate e que tinha mesmo ficado convencido que o barco era delas.

 

Uns mais que outros, mas fomos mesmos todos “comidos” por duas aldrabonas, que devem ter feito isto a muito mais gente e ainda hoje se devem rir de nós… se forem vivas, porque nunca mais ninguém as viu.


sinto-me: na Nazaré
temas:

publicado por BLOGOTA às 21:29
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Primo Marco a 7 de Julho de 2006 às 11:04
Caro amigo,
serve este comentário para duas coisas. Primeiro, já adicionei aos meus favoritos o endereço do teu blog, cuja qualidade me espantou. Parabéns. Segundo, como um dos actores da história que acabaste de relatar, senti a necessidade de corroborar toda a tua história e dizer que tenho saudades daqueles tempos. Já lá vão pelo menos 20 anos.


Comentar post

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

ATÉ SEMPRE...

RAINHA DAS VINDIMAS 2012 ...

EQUIPA TÉCNICA DOS TRAQUI...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

CLÁSSICA CICLISMO - ALVER...

CLÁSSICA CICLISMO: ALVERC...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

SORTEIO – JUVENIS E INICI...

1º DESAFIO BTT ADN – A DO...

EQUIPA TÉCNICA DOS INFANT...

TROFÉU BTT OURÉM – RAID T...

EQUIPA TÉCNICA DOS INICIA...

CICLISMO - CONTRA RELÓGIO...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUVENI...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUNIOR...

SORTEIO – JUNIORES – F. C...

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN – F...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

MARATONA BTT DE OTA

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN AUT...

CLÁSSICA SUBIDA À TORRE -...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

CIRCUITO DE CICLISMO DA A...

18º CIRCUITO BTT NORTE AL...

MARATONA BTT DE OTA - DOR...

PASSEIO ANUAL DA 3ª IDADE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

VIDEOS DO CIRCUITO DE CIC...

CIRCUITO DE CICLISMO DE M...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

3 HORAS RESISTÊNCIA BTT A...

PROGRAMA DA FESTA DE OTA ...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

2ª DIVISÃO DISTRITAL - A....

CIRCUITO DE CICLISMO DE S...

TREINOS DE CAPTAÇÃO - F. ...

OH MEU DEUS TRAIL BIKE SE...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim