PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO

Quarta-feira, 12 de Julho de 2006
esquizofrenias&taradices.com

Autor: Outsider

Amor e Poesia em tempo de crise . . .   

 

           

Amor com sexo! Sexo sem amor! Amor sem sexo! Sem sexo e sem amor!

 

As variações são imensas e complexas. Sabemos que o amor é algo que se constrói e não algo que se impõe; já em relação ao sexo não se pode dizer o mesmo!

 

She lives in the dark

Breathing in

Breathing out

It is wild

It is real

It is good

Take away that hurting feeling.

 

            Como me apaixonei por ela? Não sei. Tinha apenas 11 anos e estava apaixonado por uma menina de Abrigada. Imaculada e doce, com um cheiro a perfume caro que me fazia sonhar enquanto adormecia.

           

Se acordo contigo

Se estou a teu lado

É doce o caminho.

           

A coisa não podia correr bem. O primeiro amor, a primeira paixão. Durou vários anos. Uma coisa platónica, genuína, demasiado pura quando hoje penso no assunto. Sem sexo, sem nada que justificasse o assombramento que vivi durante demasiado tempo. Era o início de uma série de curvas e contracurvas, de pequenos desastres amorosos, de pequenos tremores de terra que marcaram as minhas “ralações amorosas”.

 

 

Ela veio, ela chegou

Veio trazer encanto ao meu mundo.

 

Quando o meu peito for o teu mirante

Hei-de prender-te num só voo.

 

            Quando dei por mim tinham passado alguns anos da minha vida púbere, mas fui descoberto a tempo por uma adolescente de Ribafria. Local escondido do concelho de Alenquer, onde vivia a minha sereia, o meu presente libidinoso, o meu encantamento límbico, a minha primeira vez.

 

Fixou-me um instante e de repente saltou-me para o pescoço, fechando os braços, dependurada ficou, infantil, risonha e traquina, cobrindo-me todo o corpo de beijos . . .  peguei nela ao colo, levei-a para cima de uma pele de carneiro que cobria parte do chão da sala, ao lado de uma lareira, cheia do brasido da lenha, de onde subiam grandes chamas que alumiavam o aposento, deixando uma parte em completa obscuridade. . . ajoelhei-me e comecei lentamente a despi-la  . . . não há palavras que descrevam as maravilhas do seu corpo, a sua carne rosada e firme desmaiando nas curvas; o ventre polido e retraído, nascendo das coxas roliças; os meus lábios cobriam sofregamente a carne que aparecia enquanto as mãos teciam em volta do seu corpo uma apertadíssima rede de carícias . . . ela tudo aceitava para que eu a adorasse na plenitude da sua formosura. Naquela atmosfera candente, senti as labaredas lamberem-me a carne, penetrei-a demoradamente, num tal espasmo de gozo que ainda hoje o recordo como uma inconfundível fulguração dolorosa das entranhas.

           

Não! Não foi bem assim. Tal, era o que eu sempre sonhara. A culpa é dos filmes, porque a realidade e a ficção são coisas bem distintas.

            Senti-me triste, após a minha primeira vez. Perguntei a mim próprio se aquilo que todo e qualquer rapaz de 16 anos deseja, termina num suplício de roupa interior suja, de uma descoordenação motora que nos faz parecer um epiléptico e de um desajuste emocional tão forte que nos faz parecer o pior amante do mundo.

Abrigada e Ribafria foram só o começo de inúmeros desassossegos relacionais.

 

 

 

 

Há sempre entre mim e o mundo

Uma névoa que às vezes me ataca

Que às vezes me faz refém

De uma solidão tão fria

Que não me dá trégua.

 

            Vários anos passados sobre as minhas primeiras aventuras amorosas, olho para elas como experiências marcantes na minha vida, cujo rumo amoroso ainda está por assentar.

Sou um péssimo amante, há que dizê-lo com toda a frontalidade. Com o tempo, tinha esperança em melhorar o meu desempenho sexual. Não, nada disso. Cada vez mais penso que não nasci para ser fustigado com os prazeres carnais. Em pleno acto, nunca sei o que fazer às mãos, aos joelhos, já para não falar do resto! Não sei se hei-de beijar atrás ou à frente, em cima ou em baixo, dentro ou fora! Quanto tempo é que devo estar nos preliminares? Estarei a suar demasiado? Será que ela não está a gemer demais? Fingida! Será que ela acha que isto devia crescer mais? Não! São perguntas a mais para o meu ego. Não consigo, desisto.

Por outro lado, se os outros conseguem proezas maravilhosas, por que é que eu não hei-de conseguir?

 

Eu gosto de ficar sozinho

Mas gosto mais de estar contigo

Eu gosto da luz do sol

Mas tem chovido insistentemente.

 

Nesta época das novas tecnologias dou por mim a escrever mensagens para possíveis blind dates. Vou deixar-vos algumas das mensagens com que atropelo o chat on-line todos os dias.

           

Sou um partido livre, se és daquelas que diz que os bons partidos já estão todos ocupados, vem conhecer o homem dos teus sonhos. Arrisca-te a ser a mulher mais feliz do mundo.

           

Já passei dos 30, apresentável, livre, simpático, meigo, bem formado, situação razoável, vivendo só. Procuro carochinha compatível e que preencha o vazio que há em mim.

 

Alguma vez na vida temos de arriscar alguma coisa que valha mesmo a pena, porque existe esperança para aqueles que arriscam poder acreditar em algo. Porquê querer sempre tornar tudo mais difícil do que na realidade é? Procuro a sublimação das coisas e das pessoas. Não queiras passar os serões a ouvir os pelos da alcatifa a crescer.

 

Pode a água continuar a cair, encharcando a Estremadura, que o meu coração continuará a arder em chama de desejo para te conhecer. Possivelmente só outra chama poderá apaziguar a dor do fogo que me consome.

 

Pretendo aniquilar a angustiante solidão que vive em meu redor. Se és mulher com todas as letras, genuína e verdadeira, também me procuras, mas não sabes que eu existo.

 

            Com mais ou menos filosofia, com mais ou menos costela poética, com mais ou menos mentira, isto não vai lá. Hoje, decidi ser eu próprio, independentemente, de todos os riscos que uma decisão destas pode acarretar. Não tenho nada a perder. Eis a mensagem que acabei de enviar:

 

Se procuras um homem incapaz de te dar prazer, encontraste-o. Se queres alguém que te faça parecer um fardo em cima da cama, inábil, incompetente e inapto para fins prazeirosos, contacta-me:

 

therealoutsider@iol.pt

 

Há palavras que nos beijam

E nos humedecem a alma.

 

A tua boca, o eco dos teus passos

E o meu coração que tu não sentes.

 

Com a idade que tenho, já ninguém me quer gratuitamente. Ultimamente, tenho recorrido a uma rede de prostituição de meninas de leste que existe numa serra perto da minha casa. No final do “acto” acabo por pagar o dobro do acordado inicialmente. Nenhuma profissional merece levar com um trambolho, com um trangalho em cima. Ainda lhes posso causar danos irreversíveis! Sei lá. Uma enfermidade profissional, uma perturbação de competência técnica. Por isso é melhor, com o dinheiro extra que lhes dou, fazerem um seguro de acidentes pessoais, até mesmo um seguro de vida, que cubra todo o aparelho sexual bem como a zona fronteiriça. Até conheço o rapaz indicado para lhes fazer os ditos seguros, com desconto e tudo.

Nunca vi uma coisa assim! Quando chego à dita serra, parecem umas cabras a fugir pela colina acima, e só com muita insistência da minha parte, acaba uma por disponibilizar-se para o sacrifício, para o tormento. Descobri que fizeram uma escala de serviço para me atenderem!

 

 

Eu não quis achar o céu

Nas esquinas do teu corpo

Fui feliz em me perder

No desassossego do teu amor

 

O meu amor não vai emudecer

O tempo vai dizer-te

A minha vida sem ti

Pode não dar em nada

 

Numa carícia imensa, ardente e louca

Refrescaste a minha boca um só instante

Duvidaste quando chorei

Talvez ainda te ame.

 

 

A lembrar loucamente o que nos esquecemos …

 

 

 

Referências bibliográficas:

Outsider (2006). O meu cérebro alucinado. 1ª ed. Blogota: Ota.


temas:

publicado por BLOGOTA às 13:00
link do post | comentar | favorito

15 comentários:
De a envergonhada a 12 de Julho de 2006 às 13:48
Que ordinário que este tipo é!!!Está-se a revelar uma tremenda falta de bom gosto este blog.Vou ter que proibir o meu filho de rondar este espaço!!pena é que ele também se interesse pela OTA


De Pedro Maia a 12 de Julho de 2006 às 14:40
Só pode estar a brincar!

Palavras de bom gosto. Gostei bastante


De a desenvergonhada a 13 de Julho de 2006 às 09:28
Bravo. A minha colega envergonhada deve ser daquelas que o faz às escuras e de combinação vestida. Pobre marido.


De Maria a 13 de Julho de 2006 às 11:47
este outsider parece o 3º mistério de fátima. toda a gente sabe quem ele é mas ninguiém o diz. Gostei muito. não pares de escrever.


De Anónimo a 13 de Julho de 2006 às 13:09
Conversa há muita. Nomes aqui em directo ninguém os diz. Porque será?


De NM a 14 de Julho de 2006 às 02:28
Já tinha lido alguns textos deste tal Outsider aqui no blog. Mas nenhum me prendeu até ao fim! Este sim...


De Anónimo a 14 de Julho de 2006 às 09:38
o mail que está na história existe mesmo? podemos enviar msg?


De sonia a 14 de Julho de 2006 às 11:43
Pois é, mais uma vez nos prendeste a este ecrã com uma história assim!!! Vá lá não desanimes porque normalmente os sonhos ou pesadelos só duram uma noite, ou talvez não!
Continua, pois és sempre bem vindo, ao menos aqui neste espaço acredito que se faça "bicha" para ler a tua crónica e não uma escala para decidir quem vai ou não ler!


De Luis Santos II a 14 de Julho de 2006 às 13:06
Palavras sábias as tuas.


De blind date a 14 de Julho de 2006 às 19:02
Quero encontrar-me contigo. Vou enviar-te um E-mail. Arrisca. Eu não fujo pela serra acima.


De E-Nygma a 16 de Julho de 2006 às 17:08
Há muito tempo que não entrava aqui.E vi-me surpreendido com a qualidade do Outsider.Sim senhor.Gostei e apreciei o trabalho e a imaginação.Já não se (nos) massacra com teorias de drogas e que é um radical do psicadelismo.Agora mostra-se de uma complexidade extraordinariamente bela!Parabéns!


Comentar post

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

ATÉ SEMPRE...

RAINHA DAS VINDIMAS 2012 ...

EQUIPA TÉCNICA DOS TRAQUI...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

CLÁSSICA CICLISMO - ALVER...

CLÁSSICA CICLISMO: ALVERC...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

SORTEIO – JUVENIS E INICI...

1º DESAFIO BTT ADN – A DO...

EQUIPA TÉCNICA DOS INFANT...

TROFÉU BTT OURÉM – RAID T...

EQUIPA TÉCNICA DOS INICIA...

CICLISMO - CONTRA RELÓGIO...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUVENI...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUNIOR...

SORTEIO – JUNIORES – F. C...

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN – F...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

MARATONA BTT DE OTA

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN AUT...

CLÁSSICA SUBIDA À TORRE -...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

CIRCUITO DE CICLISMO DA A...

18º CIRCUITO BTT NORTE AL...

MARATONA BTT DE OTA - DOR...

PASSEIO ANUAL DA 3ª IDADE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

VIDEOS DO CIRCUITO DE CIC...

CIRCUITO DE CICLISMO DE M...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

3 HORAS RESISTÊNCIA BTT A...

PROGRAMA DA FESTA DE OTA ...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

2ª DIVISÃO DISTRITAL - A....

CIRCUITO DE CICLISMO DE S...

TREINOS DE CAPTAÇÃO - F. ...

OH MEU DEUS TRAIL BIKE SE...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim