PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO

Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
A.F. LISBOA - II DIVISÃO DISTRITAL - 20ª JORNADA

 


 


A 20ª jornada do Campeonato Distrital da 2ª divisão de Lisboa jogou-se no Sábado de Carnaval, com as equipas a alcançarem um total de 30 golos em nove jogos. A média de golos por jogo subiu para 3,33, em relação à jornada anterior que foi de 2,78. As equipas visitadas marcaram 18 golos, contra os 12 obtidos pelas formações visitantes.

O Futebol Clube de Ota deslocou-se até ao Furadouro e voltou a perder na condição de visitante, depois de 3 jogos consecutivos em que obteve duas vitórias e um empate (Anços, Cerca e Santiago). O clube otense manteve-se na antepenúltima posição da tabela, enquanto o Furadouro subiu para o 13º lugar.

A Sociedade Recreativa de Cheganças defrontou em casa a Pedra e não foi além de um empate a uma bola, com a agravante de ter desperdiçado uma grande penalidade já no período de compensações. A formação de Triana manteve-se na 14ª posição e a Pedra na oitava.

A U. R. D. de Atalaia visitou o pelado da Cerca e saiu derrotada pela margem mínima, continuando desta forma no último lugar da geral.

A U. D. R. de Vila Nova da Rainha recebeu o Alcainça e venceu por 5-3, tendo chegado com alguma facilidade ao 3-0, acabou depois por facilitar um pouco e viu a formação do concelho de Mafra reduzir para 3-2. Depois do susto, voltou a carregar no acelerador e acabou por vencer por números esclarecedores.

O Monte Agraço Futebol Clube continua a atravessar uma excelente fase, e ontem recebeu e bateu o Casalinhense, mantendo-se assim na quarta posição. De notar que a equipa do Sobral começou a utilizar o sintético municipal de Arruda dos Vinhos, que até ao final da época será o palco para os jogos caseiros da formação de Monte Agraço, tudo isto porque o Estádio Municipal do Sobral entrou em obras de arrelvamento sintético.

Outro facto que não passa despercebido, é o fosso que já foi cavado entre o sexto e sétimo classificado. 9 pontos separam a Cerca do Campelense fazendo com que este campeonato se divida em dois: os seis primeiros a lutarem pela promoção e os restantes doze clubes a lutarem pela melhor classificação possível.

Na luta pela subida de divisão mantiveram-se o Cheleirense, o A dos Cunhados e o Arneiros, que com maior ou menor dificuldade conquistaram os três pontos frente ao Anços, Barreiralvense e Santiago, respectivamente.

Nota final para o empate registado entre o Sobreirense e o Campelense.

A 21ª jornada volta a ser jogada ao Domingo, mais concretamente no primeiro dia de Março, com o Futebol Clube de Ota (16º) a receber o A dos Cunhados (3º). O mais natural, até atendendo à diferença pontual entre as equipas, mas principalmente pelo facto da nossa equipa jogar em casa, será a vitória da equipa do concelho de Torres Vedras, aliás nas duas épocas anteriores nunca conseguimos vencer em Ota, esta formação. Na primeira volta, o F. C. Ota saiu copiosamente derrotado de A dos Cunhados por 6-0.

A S. R. de Cheganças (14º) desloca-se até à Barreiralva, onde terá à sua espera um terreno muito difícil para a prática de futebol. O Barreiralvense vai tentar voltar ás vitórias na condição de visitado. Na primeira volta, as equipas empataram a uma bola.

A União Recreativa Desportiva de Atalaia (18º) recebe no seu pelado o Santiago (15º). Ambas as equipas estão a atravessar uma fase menos positiva no campeonato, a de Alenquer com 4 derrotas consecutivas e a de Arruda dos Vinhos com três derrotas seguidas. Espera-se uma partida equilibrada, na qual, ambas as equipas tentarão regressar ás vitórias. Na 1ª volta, 2-1 para os de Santiago.

A União Desporto e Recreio de Vila Nova da Rainha (1º) visita o terreno da Pedra (8º), e não será de todo uma partida fácil para os pupilos de Álvaro Ricardo, especialmente se estiver uma tarde ventosa. Na 1ª volta, 3-1 para o clube do concelho de Azambuja.

O Monte Agraço Futebol Clube (4º) tem uma deslocação muito complicada ao campo do Cheleirense (2º). Será sem dúvida a partida de maior cartaz desta 21ª jornada. Na 1ª volta, 1-2 para o clube de Cheleiros – Mafra.

O Arneiros (5º) recebe o Sobreirense (9º) e deverá conquistar os três pontos. Na 1ª volta, 0-2 para o Arneiros.

A Cerca Futebol Clube (6º) desloca-se ao terreno do Casalinhense (18º), trata-se, neste caso, de um derby, visto que ambas as localidades estão separadas por poucos quilómetros, e quando assim é, apesar da diferença pontual, o resultado final será sempre imprevisível. Na 1ª volta, 2-1 para a Cerca.

O Alcainça (12º) recebe o Império de Anços (10º), numa partida que se espera equilibrada, dada a posição de ambas na classificação, e que na primeira volta terminou com a vitória da equipa do concelho de Sintra, por duas bolas a uma.

O Campelense (7º) recebe o Furadouro (13º), num encontro em que o factor casa deverá ser determinante para o desfecho final. Na 1ª volta, 0-6 para o clube de Campelos – Torres Vedras



publicado por BLOGOTA às 19:47
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Fevereiro de 2009
A. C. R. D. FURADOURO 2 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 1

CAMPEONATO DISTRITAL DA II DIVISÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA 

20ª JORNADA

Foto (da esquerda para a direita): Pedro Pereira, Carlos Paiva, Rodolfo, Quaresma, Carlos Santos, José Alberto, Artur, Paulino, Flávio, Paulo Silva e Sandro.

Foto: O onze titular da Associação Cultural Recreativa Desportiva do Furadouro.

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

12 FLÁVIO FERREIRA
4 CARLOS SANTOS
5 RODOLFO LOPES
2 ARTUR DIAS
19 RICARDO QUARESMA
14 PAULO SILVA
21 SANDRO FERREIRA (Cap)
8 PEDRO PEREIRA
9 JOSÉ ALBERTO
10 SÉRGIO PAULINO
22 CARLOS PAIVA

Foto: Neste lance, aos 9 minutos, o árbitro assinalou grande penalidade contra o F. C. Ota. Fica a dúvida, tanto ao vivo, como na sequência fotográfica, sobre quem promoveu o contacto, e se esse presumivel contacto existiu mesmo.

 

Substituições:

45' - Ao intervalo saiu o Carlos Santos e entrou o HÉLDER MONTEIRO (6).

45' - Ao intervalo saiu o Carlos Paiva e entrou o DAVID LEIRÓZ (7).

45' - Ao intervalo saiu o José Alberto e entrou o NUNO NARCISO (16).

71' - Saiu o Rodolfo Lopes e entrou o JOÃO FRANCO (11).

76' - Saiu o Sérgio Paulino e entrou o JOÃO FONTE (17).

Suplentes não utilizados: Diogo e Jorge Ribeiro.

Disciplina:

Associação Cultural Recreativa Desportiva Furadouro:

Cartão Amarelo aos 90+3 minutos para o Nº 19 (por ter protestado contra uma decisão da equipa de arbitragem).

Cartão Amarelo aos 90+5 minutos para o Nº 10 (por ter cometido uma falta perigosa sobre o Hélder Monteiro).

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 43 minutos para o Ricardo Quaresma (por ter cometido uma falta dura sobre o jogador nº 13).

Cartão Amarelo aos 85 minutos para o David Leiróz (por ter cometido uma falta perigosa sobre um adversário).

Cartão Amarelo aos 90+5 minutos para o João Franco (por ter cometido uma falta dura sobre um jogador adversário).

Resultado ao Intervalo: 2-0

Foto: Lance do 2-0 para o Furadouro, no qual o nosso guardião, não ficou isento de responsabilidades.

 

MARCHA DO MARCADOR:

1-0 aos 10 minutos pelo Nº 3. O golo foi obtido na conversão de uma grande penalidade, a qual castigou uma suposta rasteira do Flávio ao jogador Nº 15 do Furadouro. Na marcação o jogador Nº 3 rematou para a esquerda do nosso guarda redes, e este lançou-se para a direita.

2-0 aos 28 minutos pelo Nº 5. Livre directo em zona frontal à baliza do F. C. Ota, ainda a uma distância razoável, um jogador dá um toque na bola, para o jogador nº 5 rematar na passada, a bola saiu forte dos pés do jogador local e o Flávio não conseguiu sustê-la, parecendo algo infeliz na forma como abordou a intercepção ao esférico.

2-1 aos 84 minutos por NUNO NARCISO. Na sequência de um canto marcado na esquerda, o Hélder saltou mais alto e cabeceou a bola em direcção à barra, no ressalto a bola veio para a cabeça do João Fonte que a endossou em direcção à baliza, mas antes dela lá chegar ainda apareceu o Nuno Narciso, também de cabeça, a desviá-la para o fundo das redes.

Foto: Logo aos 4 minutos do segundo tempo, o Nuno Narciso, em posição previligiada teve no pé esquerdo a hipótese de reduzir a desvantagem, mas a bola saiu muito por cima da barra.

 

CRÓNICA DO JOGO:

O calendário extremamente apertado que a Associação de Futebol de Lisboa elaborou, fez com que as equipas da IIª divisão distrital tivessem que jogar ao sábado de Carnaval.

A equipa de Ota fez uma viagem relativamente curta até à localidade de Furadouro, ali para os lados de Dois Portos, nas proximidades do Sobral de Monte Agraço.

Apesar das dificuldades causadas pelo facto de se jogar ao sábado, não devemos esquecer que alguns dos nossos jogadores estiveram a trabalhar até às 8 horas da manhã, outros não almoçaram para poderem estar a horas no Furadouro, a verdade é que o técnico Diogo Carvalho conseguiu levar dezoito elementos para este encontro.

Para esta partida, o Diogo Carvalho, fez algumas alterações, nomeadamente na frente de ataque, dando a titularidade ao Paulino e ao Carlos Paiva.

Assim sendo, o Flávio foi o guarda redes, o Carlos Santos o defesa direito e o Quaresma o defesa esquerdo. Devido á lesão do Márcio, o Rodolfo ocupou a posição de líbero, fazendo dupla na zona central da defesa com o Artur Dias. O Paulo Silva voltou a jogar como trinco, tendo á sua frente o duplo pivot de meio campo constituido pelo Pedro Pereira e Sandro Ferreira. No ataque jogaram o Carlos Paiva a ponta de lança, o Paulino a extremo direito e o José Alberto a extremo esquerdo.

Relativamente ao jogo, temos a afirmar que a equipa de Ota não esteve presente em campo durante os primeiros quarenta e cinco minutos. Pode parecer um pouco forte esta afirmação, mas a verdade é que a equipa não jogou absolutamente nada neste primeiro período do jogo.

A equipa da casa entrou forte, mais habituada ao excelente sintético que utilizam, e logo no primeiro minuto chegou com perigo á nossa baliza, valeu na ocasião o jogador Nº 13 ter chegado atrasado a um cruzamento efectuado na esquerda do ataque local.

Aos 7 minutos, o jogador Nº 13 rematou forte de fora da área, tendo a bola saido ao lado do poste esquerdo do Flávio.

Aos 9 minutos surgiu o lance da grande penalidade e do consequente golo inaugural para a formação do Furadouro.

A equipa de Ota só deu sinal de vida aos minutos 14 e 15 deste primeiro tempo. Na primeira ocasião foi o Paulino que de calcanhar quase surpreendia o guardião local e depois foi a vez do Pedro Pereira rematar forte para uma defesa incompleta do guarda redes do Furadouro e na recarga o Paulino rematou á barra da equipa local.

Lances perigosos da equipa de Ota no primeiro tempo resumiram-se a estes dois exemplos, sem dúvida muito pouco para uma equipa que tem aspirações a não ficar nos últimos lugares da classificação.

Aos 28 minutos a equipa do Furadouro chegou ao segundo golo, novamente de bola parada, ficando a ideia neste lance que o Flávio foi infeliz na abordagem que fez ao mesmo.

Aos 30 minutos o Sandro entrou na grande área adversária em luta com um adversário e apareceu estatelado no chão, desta vez o árbitro mandou seguir, nada assinalando.

Os últimos 15 minutos da primeira parte foram de intenso domínio da equipa visitada que poderia ter ido para as cabines com o resultado mais dilatado.

Aos 35 minutos o jogador Nº 15 rematou á entrada da área, a bola tabelou nas costas do Carlos Santos e por pouco não entrou novamente na baliza do F. C. Ota.

Aos 41 minutos, novamente o jogador Nº 15 falhou por muito pouco o golo, depois de uma bela jogada de ataque desenvolvida pelo lado esquerdo do clube local.

Aos 44 minutos, o jogador Nº 10 de livre directo rematou forte, com a bola a sair ligeiramente ao lado do poste direito do Flávio Ferreira.

O resultado ao intervalo, apesar do primeiro golo ter surgido após uma grande penalidade muito duvidosa, era mais que justo para a formação visitada.

 

Foto: Aos 59 minutos o jogador Nº 14 ia introduzindo a bola na sua baliza, depois de um cruzamento na esquerda efectuado pelo Sérgio Paulino.

 

Ao intervalo, o Diogo Carvalho deixou nos balneários o Carlos Paiva, o Carlos Santos e o José Alberto. Para os seus lugares entraram o Nuno Narciso, o Hélder Monteiro e o David Leiróz.

Assim sendo, o Quaresma passou para a direita da defesa, o Artur deslocou-se para a esquerda e o Paulo Silva recuou para defesa central. O meio campo ficou entregue ao Pedro Pereira e Sandro Ferreira e passamos a jogar com quatro homens na frente de ataque: Leiróz, Paulino, Hélder e Narciso.

Na verdade a equipa transfigurou-se como da noite para o dia e fez uma segunda parte muito positiva.

Logo aos 4 minutos o Narciso teve no pé esquerdo uma chance clara para reduzir a desvantagem, mas a bola saiu muito por cima da barra.

A equipa local, a vencer por dois golos de diferença e perante a entrada forte da equipa de Ota, recuou um pouco as suas linhas, no sentido de aproveitar os lances de contra ataque,

E foi assim o segundo tempo, sempre com oportunidades de golo em ambas as balizas, num estilo de toma lá, dá cá.

Aos 53 minutos o Nº 13 rematou forte, mas a bola saiu ao lado do poste direito do Flávio.

Aos 55 minutos foi a vez do Nº 15 estar perto do golo com um remate às malhas laterais da baliza visitante, após uma boa jogada pelo lado direito do Furadouro.

Aos 59 minutos foi a vez do F. C. Ota aproximar-se com muito perigo da baliza do Furadouro, quando o Paulino cruzou na esquerda e um defesa local quase introduzia a bola na sua baliza.

Aos 66 minutos o Narciso rematou forte de fora da área e o guarda redes local teve algumas dificuldades para segurar a bola. No minuto seguinte, naquela que foi a melhor jogada de ataque do F. C. Ota em todo o desafio, e que envolveu o Hélder, Narciso e Pedro Pereira, com este último na área a concluir para uma defesa segura do guardião local.

Entre os minutos 71 e 76 a equipa de Ota fez as duas últimas alterações com as saidas, primeiro do Rodolfo e depois do Paulino, e as entradas do João Franco e do João Fonte.

No minuto 85 a equipa do Furadouro esteve novamente muito próxima do terceiro golo, após um lance de muita confusão na nossa grande área, valeram as intervenções do Flávio, da barra da nossa baliza e finalmente o Quaresma tirou a bola da zona da baliza, quando esta se encaminhava para o fundo das redes.

Aos 84 minutos surgiu o golo do F. C. Ota, numa altura em que também já tinha feito o suficiente para merecer esse prémio.

Até ao final do encontro o Nuno Narciso ainda dispôs de uma boa oportunidade para empatar, nomeadamente aos 89 minutos, no minuto seguinte foi a vez da formação local desperdiçar uma soberana oportunidade para ampliar a vantagem, quando dois jogadores isolados, possivelmente em fora de jogo, não conseguiram introduzir a bola na nossa baliza.

Em resumo, a equipa de Ota deu 45 minutos de vantagem ao adversário desta tarde e quando correu em busca do prejuízo já foi tarde demais para evitar mais uma derrota neste campeonato.

Foto: Na sequência deste lance a equipa de Ota alcançou o tento de honra. Hélder cabeceou à barra, no ressalto a bola é cabeceada pelo João Fonte e antes de entrar na baliza do Furadouro, ainda sofreu mais um desvio de cabeça protagonizado pelo Nuno Narciso.

 

ARBITRAGEM:

O trio de árbitros nomeado para o encontro desta tarde foi composto pelo Bruno Oliveira como árbitro principal, o qual foi auxiliado pelo David Codeco e Pedro Pinto.

A equipa de arbitragem realizou um trabalho globalmente mediocre.

O lance da grande penalidade contra o F. C. Ota deixou-nos muitas dúvidas, noutros lances idênticos já temos visto o árbitro a amarelar os avançados, nomeadamente em jogos televisionados.

Aos trinta minutos do primeiro tempo o Sandro foi rasteirado na grande área. Neste caso o árbitro mandou seguir o jogo, quando nos pareceu que havia motivo para assinalar o castigo máximo.

Em termos disciplinares, a equipa de arbitragem esteve regular.

Na segunda parte o jogo foi interrompido 5 vezes, quatro para assistir jogadores locais e uma vez ao guardião de Ota, houve quatro paragens para substituições e no final o árbitro deu apenas 6 minutos de compensação.

Seis minutos até pode parecer muito, mas façam as contas a um minuto e meio cada paragem para assistência a jogadores lesionados e pelo mais um minuto para cada substituição e vejam quantos minutos o Bruno & CA ficaram a dever a este jogo. 

 



publicado por BLOGOTA às 18:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009
QUASE SEMPRE A PEDALAR

Após termos perdido irremediavelmente a época de BTT, em particular os meses de Dezembro e Janeiro, o trio de ataque de Ota decidiu começar, mais cedo que o habitual, a época 2009 de estrada.

De facto, os últimos dois meses foram muito complicados para a prática do BTT, nomeadamente devido ao frio e chuva que se fizeram sentir, particularmente ao Domingo, o único dia disponível para esta actividade física, pelo menos enquanto não muda a hora.

Assim sendo, o trio retirou as teias de aranha das máquinas de estrada, limpou o pó, encheu os pneus e pôs-se a caminho.

A primeira etapa de 2009, para não ser muito puxada, levou-nos até Alverca, com bilhete de ida e volta.

A primeira fase do percurso foi feita em bom ritmo, e em 40 minutos estávamos em Vila Franca de Xira, para ao fim de uma hora estarmos em Alverca.

Na segunda rotunda desta localidade, viramos a norte, de volta para a nossa localidade.

O trajecto de retorno foi feito com algumas paragens e variantes à estrada nacional, assim sendo a primeira paragem para abastecimento foi feita, na sempre agradável zona ribeirinha de Alhandra, depois retomamos a viagem pela nova zona pedonal e ciclovia, entre esta localidade e a cidade de Vila Franca de Xira.

Neste percurso, e atendendo ao facto de estar uma bela manhã de sol, apesar de algum vento frio de norte, cruzamo-nos com dezenas de pessoas que iam aproveitando esta benesse da meteorologia, para fazerem o seu passeio dominical.

Junto ao pavilhão do Cevadeiro, apanhamos o elevador para atravessarmos a linha de comboio.

Passamos pelo interior de Vila Franca de Xira, no sempre incomodativo calçadão, e tomamos o sentido norte, sempre em velocidade moderada.

Em Alenquer, não passamos pelo Parque Urbano da Romeira, optamos antes por atravessar a vila e subimos em direcção ao Alto da Boavista, pela antiga estrada nacional nº 1.

Pelas 11h 45m chegamos a Ota, com cerca de 58 quilómetros cumpridos. Nada mau para inicio de época.



publicado por BLOGOTA às 19:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009
SORTEIOS DE FUTEBOL DE SETE - A. F. LISBOA

No passado dia 17 de Fevereiro, decorreram nas instalações da Associação de Futebol de Lisboa, os sorteios para a 2ª fase do Campeonato Distrital de Infantis, Escolas e Escolas B, em futebol de 7.

Esta 2ª fase realiza-se a uma só volta e tem o começo marcado para o próximo dia 28 de Fevereiro.

 

Em Infantis, o Futebol Clube de Ota ficou integrado no Grupo 3 – Série 9, com as seguintes equipas: Associação Torre; Atlético; Cultural Pontinha; Trajouce e Zambujeiro.

O calendário de jogos da nossa equipa é o seguinte:

28/02/2009 – Cultural vs F. C. Ota

07/03/2009 – F. C. Ota vs Trajouce

14/03/2009 – Zambujeiro vs F. C. Ota

21/03/2009 – F. C. Ota vs Atlético

28/03/2009 – Associação Torre vs F. C. Ota

 

Em Escolas “A”, o Futebol Clube de Ota ficou colocado no Grupo 3 – Série 10, com as seguintes equipas: Casa Pia; Loures; Olivais Moscavide; Porto Salvo e Sabuguense.

O calendário de jogos da nossa equipa é o seguinte:

28/02/2009 – Olivais Moscavide vs F. C. Ota

07/03/2009 – F. C. Ota vs Porto Salvo

14/03/2009 – Casa Pia vs F. C. Ota

21/03/2009 – F. C. Ota vs Loures

28/03/2009 – Sabuguense vs F. C. Ota

 

Finalmente, na categoria de Escolas “B”, os nossos jovens ficaram integrados no Grupo 3 – Série 10, em conjunto com o Domingos Sávio; Linda Velha; Odivelas e Tenente Valdez.

O calendário de jogos é o seguinte:

28/02/2009 – Odivelas vs F. C. Ota

07/03/2009 – F. C. Ota vs Tenente Valdez

14/03/2009 – Linda Velha – F. C. Ota

21/03/2009 – F. C. Ota vs Domingos Sávio

28/03/2009 – Folga



publicado por BLOGOTA às 18:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES

Resultado em atraso da 14ª jornada: BOBADELENSE 2 - ARRUDENSE 6



publicado por BLOGOTA às 18:53
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009
VIDEOS DO JOGO DA 19ª JORNADA

Canto logo no primeiro minuto, com algum perigo para a baliza do F. C. Ota.

Livre directo contra o Sobreirense, bem defendido pelo guarda redes.

Carlos Santos remata na pequena área e guardião do Sobreirense defende por instinto.

Hélder remata forte em boa posição, mas o guarda redes visitante defende.

Contra ataque do Sobreirense, finalizado com um remate por cima da barra.

 



publicado por BLOGOTA às 19:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009
A.F. LISBOA - II DIVISÃO DISTRITAL - 19ª JORNADA

 


 


Completou-se ontem, a 19ª jornada do Campeonato Distrital da 2ª divisão, da Associação de Futebol de Lisboa, marcando-se 25 golos nas nove partidas realizadas. A média, em relação às jornadas anteriores, desceu para 2,78 golos por jogo. As equipas forasteiras foram as mais concretizadoras, com 14 golos obtidos, enquanto as visitadas obtiveram 11 tentos.

O Futebol Clube de Ota voltou a casa, depois de duas partidas fora do seu reduto, e com isso, regressaram também as derrotas, desta feita contra o Sobreirense. De facto, os jogos na condição de visitado, têm sido o verdadeiro «calcanhar de Aquiles» da nossa equipa.

A Sociedade Recreativa de Cheganças deslocou-se até ao campo do Alcainça e voltou a perder pela margem mínima. A equipa da freguesia de Triana conquistou apenas um ponto, nas últimas seis partidas realizadas.

Pior continua a ser a carreira recente da formação da União Recreativa e Desportiva da Atalaia, que ontem regressou ao seu pelado, para perder com o Monte Agraço Futebol Clube. A formação da freguesia de Ventosa foi derrotada pela terceira jornada consecutiva e nestes últimos três jogos marcou apenas por uma vez, contra catorze golos sofridos. Por sua vez, o clube do Sobral beneficiou da derrota do Arneiros, para subir ao quarto lugar da geral, a apenas seis pontos do 3º classificado.

O grande jogo da jornada opôs o 1º (U.D.R. Vila Nova da Rainha), contra o 2º (Cheleirense), em casa deste último. A marcha do marcador foi idêntica á registada quando a equipa do concelho de Azambuja se deslocou a Ota, ou seja, o Cheleirense esteve a vencer por 2-0, deixou-se empatar, voltou a assumir o comando do resultado, para, já em período de descontos, o Vila Nova da Rainha chegar ao empate. Em suma, na frente nada de novo, até porque os mais directos opositores também perderam pontos.

Nos restantes jogos, realce para a vitória fora do Cerca frente ao Arneiros e para o empate algo surpreendente do A dos Cunhados, em casa, contra o Furadouro. Com este empate a formação de Furadouro ultrapassou a equipa de Ota na tabela classificativa.

O Casalinhense voltou às vitórias frente ao Império de Anços, o Campelense recebeu e bateu o Santiago, e finalmente o Pedra foi à Barreiralva empatar com o clube local (Barreiralvense) a zero.

A próxima jornada (20ª) joga-se no sábado de Carnaval, dia 21 de Fevereiro, com o Futebol Clube de Ota (16º) a deslocar-se até ao relvado sintético do Furadouro (15º). Trata-se da primeira vez que o nosso clube jogará neste campo e com apenas um ponto a separar as equipas, espera-se uma partida equilibrada. Na primeira volta, o F.C. Ota venceu por uma bola a zero, naquela que foi, até agora, a única vitória em casa da equipa otense, para o campeonato.

A Sociedade Recreativa de Cheganças (14º) recebe no seu terreno a formação da Pedra (8º). Espera-se também uma partida equilibrada, onde a formação de Alenquer irá tentar regressar às vitórias. Na primeira volta, o Pedra venceu por uma bola a zero.

A U. R. D. de Atalaia (18º) desloca-se até ao pelado do Cerca Futebol Clube (6º), onde procurará inverter a tendência negativa de resultados registados nas últimas partidas, no entanto não afigura uma tarefa fácil, antes pelo contrário. Na primeira volta, em casa, o Atalaia perdeu contra esta formação, por quatro bolas a uma.

A U. D. R. de Vila Nova da Rainha (1º) regressa a casa, a fim de defrontar Alcainça (11º), e com maior ou menor dificuldade deverá voltar às vitórias. Na primeira volta, a formação do concelho de Azambuja, venceu por cinco bolas a zero.

O Monte Agraço Futebol Clube (4º) depois de conquistar a quarta posição na classificação, não deverá deixar fugir os três pontos na partida que disputará contra o Casalinhense (17º). Na primeira volta, registou-se um empate a 3 golos.

O Cheleirense (2º) tem uma deslocação curta, mas bastante complicada, até ao campo do Império de Anços (9º). Na primeira volta, a equipa de Cheleiros venceu a de Anços, por 4-2.

O Santiago Futebol Clube (13º) recebe a formação de Arneiros (5º). O resultado da primeira volta foi favorável aos de Torres Vedras, por duas bolas a uma.

O Sobreirense (10º) recebe o Campelense (7º), numa partida de desfecho imprevisível, e que na primeira volta foi ganha pela de Sobreiro Curvo (1-4).

Finalmente, o A dos Cunhados (3º) recebe o Barreiralvense (12º), numa partida em que tentará rectificar o resultado obtido frente ao Furadouro. Na primeira volta, as duas equipas empataram a uma bola.



publicado por BLOGOTA às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 15 de Fevereiro de 2009
FUTEBOL CLUBE DE OTA 0 - G. D. SOBREIRENSE 2

CAMPEONATO DISTRITAL DA II DIVISÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA 

19ª JORNADA

Foto (da esquerda para a direita): Sandro, Flávio, Artur, Márcio, José Alberto, Narciso, Rodolfo, Carlos Santos, Quaresma, Pedro Pereira e Leiróz.

Foto: Onze inicial do Grupo Desportivo Sobreirense.

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

12 FLÁVIO FERREIRA
4 CARLOS SANTOS
15 MÁRCIO CARVALHO
2 ARTUR DIAS
19 RICARDO QUARESMA
5 RODOLFO LOPES
21 SANDRO FERREIRA (Cap)
8 PEDRO PEREIRA
9 JOSÉ ALBERTO
16 NUNO NARCISO
17 DAVID LEIRÓZ

Foto: Márcio Carvalho teve uma tarde azarada, acabando por sair lesionado logo nos minutos iniciais do segundo tempo.

 

Substituições:

13' - Saiu o Nuno Narciso e entrou o HÉLDER MONTEIRO (6).

51' - Saiu o Márcio Carvalho e entrou o JORGE RIBEIRO (20).

66' - Saiu o José Alberto e entrou o JOÃO FONTE (18).

66' - Saiu o Carlos Santos e entrou o SÉRGIO PAULINO (10).

Suplentes não utilizados: Diogo, João Franco e Carlos Paiva.

Castigados: Reginaldo Souza.

Disciplina:

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 50 minutos para o David Leiróz (por ter protestado contra uma decisão da equipa de arbitragem).

Cartão Amarelo aos 57 minutos para o Rodolfo Lopes (por ter protestado contra uma decisão da equipa de arbitragem).

Cartão Amarelo aos 71 minutos para o Hélder Monteiro (por ter protestado contra uma decisão da equipa de arbitragem).

Grupo Desportivo Sobreirense:

Nada a assinalar.

Resultado ao Intervalo: 0-0

Foto: Lance de alguma confusão, no interior da área do F. C. Ota, que acabou resolvida pelos nossos defesas.

 

MARCHA DO MARCADOR:

0-1 aos 46 minutos pelo RICARDO QUARESMA (autogolo). Lance muito rápido do Nº 9 do Sobreirense pela esquerda do ataque visitante, com entrada na área e cruzamento para a zona da pequena área, onde na tentativa de cortar a jogada, o nosso jogador acabou por introduzir a bola na sua própria baliza.

0-2 aos 60 minutos pelo Nº 9. A jogada desenrolou-se pela direita da nossa defensiva, com o Carlos Santos a chegar mais rápido ao esférico, que um adversário e a endossá-la para o nosso guarda redes, no entanto a bola saiu curta e o avançado visitante antecipou-se ao Flávio e fez-lhe um chapéu, tecnicamente muito bem executado. 

Foto: Com o resultado em 0-1, aos 9 minutos do segundo tempo, o Leiróz teve esta soberana oportunidade, mas a bola bateu caprichosamente no poste direito da formação de Sobreiro Curvo.

 

CRÓNICA DO JOGO:

Depois de duas partidas, na condição de visitante, muito bem conseguidas pela formação de Ota, voltaram os jogos em casa e regressaram as derrotas.

Esta época, a equipa de Ota apenas venceu um jogo na condição de clube visitado, e esses três pontos já remontam ao dia 5 de Outubro de 2008, já lá vão mais de 4 (quatro) meses sem vencer em casa, naquele que, em anos anteriores era um reduto quase intransponível para os adversários.

Para esta partida, ainda sob a orientação técnica do Luis Ferreira, o onze sofreu apenas uma alteração em relação á passada jornada, com a saida do Paulo Silva, por troca com o Rodolfo Lopes.

A equipa jogou no 4x3x3, com Flávio na baliza, Carlos Santos na direita, Ricardo Quaresma na esquerda, Márcio e Artur no eixo central da defesa. No meio campo, o trinco foi o Rodolfo, acompanhado pelo Pedro Pereira e Sandro Ferreira. O ataque foi entregue ao Leiróz (avançado centro), Nuno Narciso (extremo esquerdo) e José Alberto (extremo direito).

A primeira meia hora do encontro foi dominada pela formação visitante, que logo no primeiro minuto criou uma boa oportunidade para inaugurar o marcador, quando na marcação de um canto na direita, o jogador Nº 5 apareceu a finalizar de cabeça com algum perigo para a baliza á guarda do Flávio Ferreira.

Aos 4 minutos, foi a vez do jogador Nº 10 bater um livre directo, em zona frontal á baliza do F. C. Ota, com a bola a sair perto do poste direito da baliza do Flávio.

A primeira contrariedade para a equipa de Ota aconteceu aos 13 minutos quando o Narciso teve de ceder o seu lugar ao Hélder Monteiro, devido a uma lesão na coxa esquerda.

Com esta alteração o José Alberto passou a jogar na esquerda do ataque otense, enquanto o Hélder se posicionou na direita.

Com o aproximar do final da primeira parte, a equipa de Ota começou a criar algumas oportunidades claras para inaugurar o marcador, como por exemplo aos 36 minutos, na sequência de um canto marcado na esquerda pelo Pedro Pereira, a bola saiu muito larga, para lá do segundo poste, onde apareceu o Rodolfo a cabecear para a pequena área, onde estava o Carlos Santos a receber e a rematar de pronto, mas o guarda redes defendeu por instinto com os pés, evitando assim o primeiro golo deste encontro.

Três minutos depois, aos trinta e nove, foi a vez do Pedro Pereira aplicar a sua meia distância, num remate que levava a direcção da baliza, mas que um defesa contrário conseguiu desviar para canto.

O resultado ao intervalo ajustava-se ao desenrolar dos primeiros quarenta e cinco minutos, com uma primeira fase de maior ascendente visitante e uma parte final de primeiro tempo com a equipa de Ota a dominar os acontecimentos.

  

Foto: Depois do lance infeliz que deu o primeiro golo do Sobreirense, foi a vez do Carlos Santos quase fazer outro autogolo. Valeram neste caso, os reflexos rápidos do Flávio a evitar essa situação.

 

A segunda parte começou praticamente com o golo da equipa visitante, num lance extremamente infeliz do nosso defesa esquerdo, que ao tentar evitar que a bola chegasse a um adversário, acabou por introduzi-la na sua própria baliza. 

Um lance como este, ainda por cima logo no recomeço da partida, aliado a mais uma alteração forçada pela lesão do Márcio Carvalho, acabou por afectar e muito a produção da nossa equipa.

Para o lugar do Márcio entrou o Jorge Ribeiro, que foi para trinco, por troca com o Rodolfo que recuou para o lugar de líbero.

Depois destas alterações, aos nove minutos do segundo tempo, a equipa dispôs de uma oportunidade flagrante para empatar, quando o Sandro desmarcou na área o Leiróz, e este, com o pé esquerdo rematou rasteiro, com a bola a embater na base do poste direito da baliza do Sobreirense.

Este foi, sem sombra de dúvidas, o momento chave deste encontro, porque pouco depois de não conseguir concretizar esta oportunidade, a equipa acabou por sofrer o segundo golo, em mais um erro defensivo, neste caso do nosso defesa direito.

Se o primeiro golo já tinha abalado a equipa, este segundo deixou os jogadores á beira de um ataque de nervos.

Aos 65 minutos, o Carlos Santos na tentativa de cortar um cruzamento da direita, enviou a bola em direcção á baliza, valendo neste caso a boa intervenção do Flávio a evitar o segundo autogolo da tarde.

Na última tentativa de inverter o rumo dos acontecimentos, a equipa técnica de Ota, decidiu fazer mais duas alterações, colocando no terreno de jogo dois pontas de lança (Sérgio Paulino e João Fonte), por troca com o José Alberto e o Carlos Santos.

A equipa passou a jogar em 3x3x4, com Quaresma na direita, Rodolfo na zona central da defesa e Artur Dias na esquerda. O meio campo ficou entregue ao Jorge Ribeiro, Pedro Pereira e Sandro Ferreira. O ataque foi entregue a toda a artilharia pesada do plantel, sem sucesso, diga-se em abono da verdade. Sérgio Paulino pela direita, Hélder pela esquerda, Leiróz e Fonte no eixo do ataque foram incapazes de desfeitear a defensiva contrária.

Ainda assim, a equipa criou algumas situações de perigo para a baliza do Sobreirense, nomeadamente aos 75 minutos, quando o Paulino entrou pela direita e fuzilou sem sucesso, porque a bola saiu ao lado, a baliza visitante.

Aos 77 minutos foi a vez do Sandro dispôr de um livre directo, mesmo ao seu jeito, mas a bola saiu um pouco por cima da barra.

Nos últimos minutos do encontro ambas as equipas dispuseram de oportunidades para marcar, mas a fraca pontaria, tanto do Hélder, como do Nº 16 do Sobreirense, evitaram esse cenário.

Em suma, assistimos a um fraco jogo de futebol, em que a equipa do Sobreirense soube aproveitar dois erros defensivos da nossa parte e depois defendeu o resultado com bastante segurança. O resultado não sofre contestação dada a eficácia da formação visitante, em contraponto com a da equipa da casa. 

Foto: Perto do final do encontro, na sequência de um canto apontado na esquerda, o Flávio ficou a ver a bola passar, valendo na oportunidade o Rodolfo a desviar a bola por cima da barra, tirando o pão da boca ao Nº 14.

 

ARBITRAGEM:

A equipa de arbitragem nomeada para a partida desta tarde em Ota, foi constituida pelo Fernando Dias, como árbitro principal, João Souto e Marco Matos, como árbitros auxiliares.

No cômputo geral este trio realizou um trabalho regular, não sem terem cometido alguns erros de pequena monta, que não influenciaram o resultado final deste encontro.

Em relação aos três cartões amarelos mostrados aos jogadores do F. C. Ota, todos eles foram-no na sequência de algum diálogo entre os jogadores em causa e o Fernando Dias, como é óbvio nestes casos, é-nos muito dificil ajuizar sobre a justiça destas admoestações.

  



publicado por BLOGOTA às 18:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 14 de Fevereiro de 2009
FUTEBOL CLUBE DE OTA 3 - SPORT ALENQUER E BENFICA 3

JOGO PARTICULAR (INFANTIS) FUTEBOL DE 7  

Foto: Madalena Ventura na condução do esférico.

 

Disputou-se esta manhã, no Parque de Jogos dos Linhais, uma partida de preparação para a 2ª fase do Campeonato Distrital de Infantis, entre o F. C. Ota e o S. A. e Benfica.

Foi um bom desafio, bem disputado e como não podia deixar de ser, bem competitivo, e que serviu essencialmente para que ambos os técnicos pudessem rodar jogadores que ao longo da 1ª fase foram menos utilizados.

Começou melhor a equipa da sede de concelho que facilmente chegou aos dois a zero.

A equipa de Ota reagiu muito bem e antes do intervalo conseguiu dar a volta ao marcador, com os golos a serem obtidos pelo Diogo Simões, Nuno Sousa e Diogo Cordeiro.

Na segunda parte, a partida continuou a decorrer em toada de equilibrio, acabando por ser a equipa de Alenquer a conseguir chegar à igualdade, colocando alguma justiça no resultado final deste encontro particular.

Foto: João Pedroso segura com firmeza, uma bola batida na sequência de um livre directo.



publicado por BLOGOTA às 18:38
link do post | comentar | favorito

CAMPEONATO DISTRITAL DE ESCOLAS - Futebol de Sete

VS

 

FUTEBOL CLUBE DE OTA "B" 2 - C. A. CULTURAL "B" 6

Parque de Jogos dos Linhais - Ota

1ª Fase - 15ª Jornada - Série 1

(Resultado ao intervalo: 1-3)

 

Incidências da partida:

Terminou, esta manhã, a 1ª fase do Campeonato Distrital de Escolas (equipas B), em futebol de sete, da Associação de Futebol de Lisboa.

Avisados que estavam, os homens do clube da Pontinha, trouxeram até nós uma equipa reforçada com alguns elementos da formação A.

A equipa técnica de Ota voltou a convocar dois elementos da equipa A, o João Arrais e desta vez o avançado Nuno Honrado.

A partida começou praticamente com o primeiro golo dos visitantes, depois a equipa de Ota teve algumas oportunidades para empatar, mas foi a formação da zona de Lisboa que voltou a marcar por duas vezes.

Antes do intervalo, através de um remate cruzado do Nuno Honrado, a equipa de Ota reduziu a desvantagem.

Na segunda parte, a equipa otense entrou com o objectivo de dar a volta ao marcador e ainda conseguiu reduzir para 2-3, através de um golo obtido pelo João Arrais, só que daí até ao final dos cinquenta minutos, a equipa da Pontinha voltou a marcar mais três golos, acabando por vencer justamente este encontro.

No próximo fim de semana não há campeonato e na próxima terça feira será feito o sorteio para a 2ª fase desta competição.

Foto: Lance do 2-3 para a equipa de Ota, apontado pelo João Arrais



publicado por BLOGOTA às 17:22
link do post | comentar | favorito

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

ATÉ SEMPRE...

RAINHA DAS VINDIMAS 2012 ...

EQUIPA TÉCNICA DOS TRAQUI...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

CLÁSSICA CICLISMO - ALVER...

CLÁSSICA CICLISMO: ALVERC...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

SORTEIO – JUVENIS E INICI...

1º DESAFIO BTT ADN – A DO...

EQUIPA TÉCNICA DOS INFANT...

TROFÉU BTT OURÉM – RAID T...

EQUIPA TÉCNICA DOS INICIA...

CICLISMO - CONTRA RELÓGIO...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUVENI...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUNIOR...

SORTEIO – JUNIORES – F. C...

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN – F...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

MARATONA BTT DE OTA

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN AUT...

CLÁSSICA SUBIDA À TORRE -...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

CIRCUITO DE CICLISMO DA A...

18º CIRCUITO BTT NORTE AL...

MARATONA BTT DE OTA - DOR...

PASSEIO ANUAL DA 3ª IDADE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

VIDEOS DO CIRCUITO DE CIC...

CIRCUITO DE CICLISMO DE M...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

3 HORAS RESISTÊNCIA BTT A...

PROGRAMA DA FESTA DE OTA ...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

2ª DIVISÃO DISTRITAL - A....

CIRCUITO DE CICLISMO DE S...

TREINOS DE CAPTAÇÃO - F. ...

OH MEU DEUS TRAIL BIKE SE...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim