PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO

Segunda-feira, 9 de Julho de 2007
HISTÓRIA DA REGIÃO DE OTA

SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DA REGIÃO DA OTA 

 

PRIMEIRO DOCUMENTO - OTA

(2ª de 3 partes)

 

 

Satisfazendo aos interrogatórios digo: que esta terra de Ota está situada em terriplano baixo junto a uma fragosa mata chamada a Mata de Ota, que tem meia légua de comprido e outra meia de largura, cujos arrabaldes se não podem cultivar por serem muito ásperos, e de muita pedra, só serve para os pastos de gados, grosso e miúdo.

 

Esta mata principia junto de outro lugar, que fica por cima deste meia légua, chamado Atouguia das Cabras da freguesia de Nossa Senhora da Graça; para a parte do Norte nela se juntam três rios: um vem da parte de Norte da raiz da Serra do Montejunto, outro da parte do Ocidente, de distância cada um de mais de légua e meia. O outro vem donde chamam o Vale Longo da parte do Nascente distante de uma légua. Vêm mais dois regatos (enquanto chove) de dois vales, fragosos, que principiam da parte do Ocidente do pé de terras de um lugar chamado o Bairro, distante daqui meia légua.

 

Um destes vales, que fica mais acima, para a parte de Norte se chama Vale da Mata e o que fica para a parte do Sul se chama Vale de Moinho, o qual divide a dita Mata de uma Serra, que discorre de Norte a Sul de mais de légua de comprido, e mais de meia de largo do Nascente para o Ocidente.

 

Esta mata em algum tempo se compunha de grossos matos silvestres, e bastantes loureiros e figueiras, que os antigos enxertaram de várias castas, e hoje se acha só com os penedos e penhascos de grande altura, nos quais se criavam várias aves a saber: corvos, bufos, guinchos, que são umas aves tão grandes e fortes que levam nos pés para os filhos quando os criam: perus, cabritos, coelhos, lebres e raposas. E nas raízes destes penhascos se criavam em covas muito lobo, raposas, texugos que faziam muita perda nestes lugares circunvizinhos assim nos gados como nos frutos; e esta foi a razão de se lhe queimarem os matos.

 

Este lugar Ota tem vinte e três fogos. Trinta e sete homens, e trinta e duas mulheres. Tem a igreja dentro do lugar, cujo orago é do Divino Espírito Santo; tem sacrário e é templo pequeno. Tem três altares com suas tribunas, e só a do altar-mor está dourada, e as duas em tosco. No altar-mor está a imagem de Nossa Senhora da Conceição, e nas peanhas da tribuna está de uma parte a imagem de Santo António e da outra a de Nossa Senhora da Piedade. Tem esta freguesia outro lugar chamado Aldeia em distância de meio quarto de légua, que tem dezoito fogos; homens vinte e quatro, e mulheres vinte e três.

 

Tem mais esta freguesia quatro quintas. Uma junto a Ota, que é hoje de D. Vasco da Câmara, outra defronte da Aldeia, que é de Gonçalo Thomaz Peixoto, chamada a quinta da Torre, são as melhores, que lavram muito pão, vinho e azeite e muita hortaliça e as outras duas são mais inferiores. Uma é dos religiosos de S. Paulo, e outra do Duque de Lafões, chamada a Quinta do Archino, que fica daqui em distância de meia légua. Tem esta freguesia cinquenta e nove fogos. Homens são noventa, e mulheres setenta e oito. Governa-se esta pequena República pela justiça da vila de Alenquer, que fica daqui distante mais de uma légua, e de Lisboa nove léguas. Não tem correio. È estrada real para várias partes deste Reino. Tem três estalagens, e uma venda de pão, vinho e várias especiarias comestivas.

 

Tem um grande olho de água, que nasce na raiz da serra acima referida, chamada a fonte grande, da parte do Ocidente, e do Oriente saem vários canos de água dentre os penedos dos fins da dita mata, que fazem um rio com que moem nesta ribeira sete moinhos, e dois lagares de azeite, e se regam hortas, e milhos nas terras com muita facilidade. Trás bastante peixe miúdo, a saber: barbos, bogas, bordalos, e algumas irozes. Não tem proibição alguma para se pescar quem quizer em todo o tempo do ano.

 

É esta terra abundante de vinho, azeite, e pão, hortaliça, e frutas; é alegre e deleitável; porém muito sujeita a sezões, e muitas pessoas põem a culpa às águas, eu digo: que as águas são excelentes, e os ares nocivos; porque os cavaleiros donos destas quintas quando aqui vem passar alguns tempos com a sua família, mandam vir água para beberem de outras terras, aonde lhes parece melhor; porém (quando menos olvidam) se acham todos inficionados das ditas sezões e se vão retirando das tais quintas para suas casas com toda a pressa.

 

Não tem esta terra médico, cirurgião, nem barbeiro, cujo vem de outra terra vizinha, aqui, fazer as barbas, e sangrar os enfermos e só o pároco aqui atura, principalmente no tempo de Inverno, cuja apresentação é dos fregueses, e lhe fazem de selário: cem alqueires de trigo, e uma pipa de vinho, e três cântaros de azeite e tudo mal pago.

 

Os rios acima referidos não chegam a este, mais que no Inverno e primavera, e neste tempo causa muitas inundações e não corre muito arrebatado por passar por terra de vargem direita para a parte do nascente, e daqui meia légua, junto a um paul, que é do Conde castelo Melhor, discorre para o Sul e se vai recolher no Tejo, junto a Vila Nova da Rainha, tinha duas pontes de pedra de cantaria, na passagem real, cujas estão demolidas há bastantes anos com bastante prejuízo dos passageiros, e algumas desgraças.

 

Há outra ponte de pedra mais abaixo desta passagem um quarto de légua, a qual tão bem se cobre parte dela quando ai a inundação é grande, e é muito difícil de invadir. Concedeu a Senhora Rainha D. Marianna, que Deus haja em glória, por petição que lhe fez o vigário desta freguesia que então era (no tempo em que passava por esta terra para as Caldas) duas feiras francas de três dias cada uma. E uma pelo Espírito Santo, outra por Nossa Senhora das Neves; para o terrado delas vender para Igreja; gastou-se bastante dinheiro da mesma, tirou-se provisão, para afixar editais, e na primeira feira que se fez até de Castela vieram contratadores; porém aturaram mais de dois anos; porque os contratadores das cizas, e portagens da vila de Alenquer os fizeram afugentar (com os exorbitantes tributos, que lhe levavam) até hoje, e tudo a pobre Igreja ficou perdendo; pois não tem outra renda mais que de uma courela de vinha que um Pároco desta freguesia lhe deixou para ajuda da cera para o SSmº

 

Isto é o que posso dizer em resposta dos interrogatórios em respeito desta terra, Serra, e Rio na Serra se tiram algumas cantarias para portais de portas, e janelas de pedra lioz para a parte do Bairro, que fica daqui a menos de meia légua, e muita pedra para cal; trazia em algum tempo bastante capa, hoje está de todo nua de matos, donde se não pode criar coelho, nem perdiz.

 

Do Padre Cura de Otta

a)     António Pereira Moura

 

Maio de 1758.

 

TEXTO DE FRANCISCO DE ALMEIDA NUNES.


temas: ,

publicado por BLOGOTA às 19:43
link do post | comentar | favorito

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

ATÉ SEMPRE...

RAINHA DAS VINDIMAS 2012 ...

EQUIPA TÉCNICA DOS TRAQUI...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

CLÁSSICA CICLISMO - ALVER...

CLÁSSICA CICLISMO: ALVERC...

EQUIPA TÉCNICA DOS BENJAM...

SORTEIO – JUVENIS E INICI...

1º DESAFIO BTT ADN – A DO...

EQUIPA TÉCNICA DOS INFANT...

TROFÉU BTT OURÉM – RAID T...

EQUIPA TÉCNICA DOS INICIA...

CICLISMO - CONTRA RELÓGIO...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUVENI...

EQUIPA TÉCNICA DOS JUNIOR...

SORTEIO – JUNIORES – F. C...

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN – F...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

VIDEOS DA MARATONA BTT DE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

MARATONA BTT DE OTA

15º PRÉMIO VOLKSWAGEN AUT...

CLÁSSICA SUBIDA À TORRE -...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

CIRCUITO DE CICLISMO DA A...

18º CIRCUITO BTT NORTE AL...

MARATONA BTT DE OTA - DOR...

PASSEIO ANUAL DA 3ª IDADE...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

F.C. OTA - ESTATÍSTICA 20...

VIDEOS DO CIRCUITO DE CIC...

CIRCUITO DE CICLISMO DE M...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

3 HORAS RESISTÊNCIA BTT A...

PROGRAMA DA FESTA DE OTA ...

REGIONAL DE MARATONAS BTT...

2ª DIVISÃO DISTRITAL - A....

CIRCUITO DE CICLISMO DE S...

TREINOS DE CAPTAÇÃO - F. ...

OH MEU DEUS TRAIL BIKE SE...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim