PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO


Domingo, 24 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - CLASSIFICAÇÕES FINAIS

Foto: Algumas equipas lusas, onde se destaca a do CSRD Ota / Carb Boom / Extrusal. 

 

 

Durante uma semana, aqui no BLOGOTA, seguimos a edição 2011 do Craft Bike Transalp, em BTT, prova constituida por 8 etapas, que se disputaram pela zona dos Alpes, entre a Alemanha e Itália, com passagem pela Aústria. Foram mais de 600 quilómetros, com mais de 21.000 mts de acumulados de subidas, onde os atletas tiveram que ultrapassar, para além das dificuldades naturais das montanhas, também muita chuva, frio e neve.

Em representação da equipa do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, participaram o David Ventura e o Marco Alegre. Para além destes dois atletas, deslocaram-se outros dois elementos, o também nosso atleta Pedro Batista, mais o Joel Gonçalves, para o apoio técnico e logístico, tarefa que desempenharam com grande qualidade, ajudando também a equipa da R Bikes, com o Hélder Carvalho e o Nuno Coelho.

Para além destas duas duplas portuguesas, participaram mais três sob nacionalidade lusa, nomeadamente a equipa da Garmin / Goldnutrition, com o Vítor Gamito e o José Silva, a equipa da Spiuk Team, com o Nuno Campos e o Francisco Rosas, e ainda, a formação dos Foguetões, com o Ricardo Melo e o Luis Gomes.

As equipas do C.S.R.D. Ota / Carb Boom / Extrusal, da Garmin / Goldnutrition e da Spiuk Team, participaram na categoria de Elites masculinas.

As equipas dos Foguetões e da R Bikes participaram na categoria de Masters. 

 

Foto: Os vencedores na geral e em elites masculinas. 

 

Na categoria rainha, em elites masculinas, os grandes vencedores, que também ganharam na geral, foram o Urs Huber e o Kenny Looser, da Team Stockli, com o tempo total de 27h. 02m. 36s. Em 2º lugar ficaram o Karl Platt e o Thomas Diestch, da Team Bulls I, com 27h. 11m. 17s. Em 3º lugar terminaram o Massimo de Bertolis e o Johann Pallhuber, da Silmax Autopolar Cannondale, com 27h. 21m. 47s. 

 

Foto: O pódio final, com as três melhores equipas da edição 2011 do Transalp. 

 

A melhor equipa portuguesa, em todas as etapas, foi a da Garmin / Goldnutrition, com o Vítor Gamito e o José Silva, a terminarem na 24ª posição, em elites masculinas, e no 33º lugar na geral, com o tempo total de 32h. 14m. 14s.

A segunda melhor formação lusa, foi a da Spiuk Team, com o Nuno Campos e o Francisco Rosas, a ficarem na 54ª posição, em elites masculinas, e no 80º lugar na geral, com o tempo de 35h. 44m. 34s.

A nossa dupla, com o Marco Alegre e o David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, terminou na 83ª posição, em elites masculinas, e na 133º lugar na geral, com o tempo de 38h. 25m. 00s.

Nesta categoria, de elites masculinas, terminaram 188 duplas, com o Andras Csiz e o Istvan Bartha, da equipa Bartstein & The Cheez, a serem os últimos, com 60h. 12m. 26s. 

 

Foto: Os vencedores na categoria de Masters. 

 

Na categoria de Masters, com duas equipas lusas, a vitória coube á formação da Factory Team Cube 1, com Silvio Wieltschnig e Heinz Zorweg, a fazerem o tempo total de 29h. 22m. 34s. Na geral, esta dupla austriaca ficou no 10º lugar.

Em 2º lugar ficou o Udo Bolts e o Andreas Strobel, da Centurion-Vaude, com 29h. 27m. 51s. Na geral, esta dupla germânica, ficou no 12º lugar.

Em 3º lugar terminou o Claudio Segata e o Claudio Pellegrini, da Team Trento III, com o tempo de 30h. 36m. 20s. Na geral, esta dupla italiana, ficou no 20º lugar.

A dupla portuguesa dos Foguetões, com o Ricardo Melo e o Luis Gomes, finalizaram na 20ª posição nesta categoria, com o tempo total de 36h. 37m. 40s. Na geral terminaram no 102º lugar.

A outra dupla lusa, da R Bikes, com o Hélder Carvalho e o Nuno Coelho, terminaram em masters, na 123ª posição, com o tempo total de 50h. 28m. 49s. Na geral ficaram no 376º lugar.

Em masters, no final das oito etapas, classificaram-se 150 equipas, com a última a ser a da Die Strampler, com Mathias Roth e Axel Gemborys, a fazerem o tempo total de 65h. 51m. 44s.

 

Foto: Os vencedores na categoria de Senior Masters 

 

Em Senior Masters, a vitória coube á equipa da Trient-Sudtirol, com Silvano Janes e Walter Platzgummer, a fazerem o tempo total de 29h. 48m. 39s. Na geral, esta dupla italiana, ficou no 16º lugar.

Em 2º lugar ficou a dupla Erich Pross e Erwin Dietrich, da Zweirad Janger Simplon, com 32h. 06m. 48s. Na geral, esta dupla austriaca, ficou no 30º lugar.

Os 3ºs, nesta categoria, foram o Walter Perkmann e Georg Niddl, da Craft and Friends, com 33h. 57m. 37s. Na geral, ficaram no 57º posto.

Nesta categoria, classificaram-se 37 equipas, sendo que a última foi a da Kayak4all, com Ido Merfeld e Izik Gabbay, de Israel, a fazerem o tempo total de 62h. 14m. 49s.

 

Foto: Os vencedores na categoria Mixed.

 

Na categoria Mixed, ou uma dupla composta por um atleta do sexo masculino e outro do feminino, foi ganha pela equipa Craft-Rocky Mountain 2, com Carsten Bresser e Pia Sundstedt, a fazerem o tempo total de 31h. 03m. 01s. Na geral, esta dupla germânico/finlandesa, ficou no 22º lugar.

Em 2º lugar, ficou a dupla da Centurion-Vaude, com Milena Landtwing e Martin Kiechle, a fazerem o tempo de 31h. 38m. 02s.

Em 3º lugar, terminou a dupla da Mountain Heroes 1, com Daniel Jung e Kristina Weber, a fazerem o tempo de 33h. 23m. 27s.

Nesta categoria, terminaram 62 equipas, com o último posto a ser ocupado pela equipa da Haus Seegarten Schliersee, com Rene Baart e Rita Baart, a fazerem o tempo total de 63h. 22m. 33s. 

 

Foto: As vencedoras na categoria feminina. 

 

Na categoria feminina, a vitória foi para a equipa da Mountain Heroes 2, com Katrin Neumann e Martina Miessgang, a fazerem o tempo de 36h. 29m. 48s. Na geral, esta dupla, ficou no 99º lugar.

Em 2º lugar ficou a dupla da Felt Otztal X-Bionic / Rotwild, com Natascha Binder e Daniele Troesch, a fazerem o tempo de 36h. 41m. 23s. Na geral ficaram no 103º lugar.

Em 3º lugar terminaram a Manuela Jenny e Susanne Tanner, da Velorado Racing Team, com o tempo de 38h. 40m. 38s. Na geral, esta dupla suiça, ficou no 137º lugar.

Nesta categoria terminaram apenas 10 duplas, com a Valentina Vallinotto e Chiara Mandeli, da Bike & More 1, a fazerem o tempo de 44h. 38m. 53s.   

Para o próximo ano há mais Transalp, vamos a ver se com alguma dupla da nossa equipa. 



publicado por BLOGOTA às 18:50
link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 8 - BTT

 

Finalmente, correu-se este sábado, a 8ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, disputada entre Trento e Riva del Garda, em Itália, numa distância de 75 quilómetros, com 2.162 mts de acumulado de subidas. O acumulado de descidas foi de 2.290 mts. O ponto mais baixo da etapa situou-se aos 68 mts, e o mais alto aos 1.076 mts.

Nesta última etapa, os atletas quase nunca ultrapassar os mil metros de altitude, em contraste claro com todas as outras etapas disputadas desde o passado sábado.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, composta pelo Marco Alegre e o David Ventura baixou trinta e um lugares, em relação á classificação da etapa anterior, finalizando na 105ª posição em Elites masculinas, com o tempo de 4h. 21m. 47s., á média de 15,75 km/h.

Este foi o segundo pior resultado alcançado pela nossa equipa no decurso desta edição do Transalp 2011, mas o que interessava era terminar em segurança esta edição da competição alpina.

A equipa portuguesa da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva, melhorou um lugar em relação ao dia anterior, ao finalizar na 18ª posição, em elites masculinas, com 3h. 24m. 40s., á média de 20,15 km/h.

A equipa da Spiuk Team, com Nuno Campos e Francisco Rosas, piorou em relação ao dia de sexta-feira em cerca de 34 lugares, finalizando em elites masculinas na 86ª posição, com o tempo de 4h. 03m. 45s., á média de 16,92 km/h.

Em elites, nesta 8ª, e última, etapa a vitória coube á formação Team Full Dynamix, com Mike Felderer e Johnny Cattaneo, a fazerem o tempo de 3h. 00m. 12s., á média de 22,88 km/h.

Na categoria de masters, a dupla portuguesa da equipa Foguetões, composta pelo Ricardo Melo e Luis Gomes, fez, nesta última etapa, a sua melhor classificação, ao terminar na 15ª posição, com 3h. 53m. 16s., á média de 17,67 km/h. Em relação ao dia anterior melhoraram três lugares.

Ainda em masters, tivemos a dupla da R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, a terminarem na 103ª posição, melhorando trinta e um lugares em relação à etapa de ontem, com o tempo de 5h. 10m. 48s., á média de 13,26 km/h.

Em masters, a vitória, nesta 8ª etapa coube, de novo, à equipa Centurion-Vaude, com Udo Bolts e Andreas Strobel, a fazerem o tempo de 3h. 14m. 50s., á média de 21,16 km/h.

 

 

Após a conclusão da 8ª e última etapa, a nossa dupla, com Marco Alegre e David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, ficou na 83ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 38h. 25m. 00s. Na geral, o nosso duo, terminou na 133ª posição.

A melhor dupla lusitana foi a da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva a ficarem na 24ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 32h. 14m. 14s. Na geral, esta dupla, ficou no 33º lugar.

O Nuno Campos e o Francisco Rosas, da Spiuk Team, após a última etapa ficou no 54º lugar em Elites, e no 80ª posto na geral, com 35h. 44m. 34s.

Em elites e na geral os grandes vencedores deste Transalp 2011 foi dupla da Team Stockli, composta pelo Urs Huber e Kenny Looser, com 27h. 02m. 36s.

Na categoria de Masters, tivemos uma grande prestação da equipa Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes a ficarem na 20ª posição, com 36h. 37m. 40s. Na geral, a dupla portuguesa, terminou na 102ª posição.

A dupla da R Bikes, também em masters, terminou na 123ª posição, e na 376ª posição na geral, com 50h. 28m. 49s.

 



publicado por BLOGOTA às 20:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 7 - BTT

 

Correu-se hoje, dia 22 de Julho, a 7ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, disputada entre San Martino di Castrozza e Trento, em Itália, numa distância de 122 quilómetros, com 2.433 mts de acumulado de subidas. O acumulado de descidas foi de 3.712 mts. O ponto mais baixo da etapa situou-se aos 192 mts, e o mais alto aos 2.017 mts.

Esta foi a penúltima etapa do Transalp 2011, onde se nota que os participantes começaram a descer da montanha para níveis de altitude mais próximos dos normais.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, composta pelo Marco Alegre e o David Ventura melhorou vinte lugares, em relação ao resultado obtido na etapa anterior, finalizando na 74ª posição em Elites masculinas, com o tempo de 5h. 15m. 53s., á média de 13,05 km/h.

Este foi o melhor resultado alcançado pela nossa equipa no decurso desta edição do Transalp 2011.

A equipa portuguesa da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva, fez também a sua melhor classificação desta edição do Transalp, ao finalizar na 19ª posição, em elites masculinas, com 4h. 36m. 38s., á média de 14,90 km/h. Em relação á etapa anterior subiram dezassete lugares.

A equipa da Spiuk Team, com Nuno Campos e Francisco Rosas, melhorou também em relação ao dia de ontem, em dois degraus, finalizando em elites masculinas na 52ª posição, com o tempo de 5h. 04m. 282s., á média de 13,55 km/h.

Em elites, nesta 7ª etapa a vitória coube á formação Team Bulls 1, com Karl Platt e Thomas Dietsch, a fazerem o tempo de 4h. 00m. 40s., á média de 17,13 km/h.

Na categoria de masters, a dupla portuguesa da equipa Foguetões, composta pelo Ricardo Melo e Luis Gomes, fez mais uma excelente prova finalizando esta etapa no 18º lugar, com 5h. 09m. 05s., á média de 13,34 km/h. Em relação ao dia anterior terminaram um lugar acima.

Ainda em masters, tivemos a dupla da R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, a terminarem na 134ª posição, caíram 21 lugares em relação à etapa de ontem, com o tempo de 7h. 40m. 22s., á média de 8,95 km/h.

Em masters, a vitória, nesta 7ª etapa coube à equipa Centurion-Vaude, com Udo Bolts e Andreas Strobel, a fazerem o tempo de 4h. 15m. 43s., á média de 16,12 km/h.

 

 

Na categoria, e após a conclusão da 7ª etapa, temos a nossa dupla, com Marco Alegre e David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, a ocupar a 83ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 34h. 03m. 12s. Na geral, o nosso duo, ocupa agora a 132ª posição.

A melhor dupla lusitana continua a ser a da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva a ocuparam agora a 27ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 28h. 49m. 33s. Na geral, esta dupla, está no 36º lugar.

O Nuno Campos e o Francisco Rosas, da Spiuk Team, após a 7ª etapa ocupam o 53º lugar em Elites e o 80ª posto na geral, com 31h. 40m. 49s.

Em elites e na geral comanda este Transalp 2011 a dupla da Team Stockli, com 24h. 02m. 20s.

Passando à categoria de Masters, temos a equipa Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes a subirem á 20ª posição na sua categoria, após a 7ª etapa, com 32h. 44m. 23s. Na geral a dupla portuguesa ocupa a 106ª posição.

A dupla da R Bikes, também em masters, ocupa agora a 123ª posição, na sua categoria e a 387ª posição na geral, com 45h. 18m. 01s.

A última etapa disputa-se amanhã, sábado, dia 23 de Julho, entre Trento e Riva del Garda, com 75 quilómetros de extensão.

 



publicado por BLOGOTA às 18:33
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 21 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 6 - BTT

 

Depois de no dia anterior, no decurso da 5ª etapa, o organização da prova ter anulado a parte final da etapa, devido a uma tempestade de neve na última montanha do dia, tivemos hoje, a 6ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, disputada, ainda, na região dos dolomitas, nos Alpes italianos, entre Alleghe e San Martino di Castrozza, corrida na integra, numa distância de 72,39 quilómetros, com 3.156 mts de acumulado de subidas. O acumulado de descidas foi de 2.641 mts. O ponto mais baixo da etapa estava ao 814 mts, e o mais alto aos 2.183 mts.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, composta pelo Marco Alegre e o David Ventura manteve a regularidade classificativa, que a vem caracterizando nesta edição do Transalp, finalizando na 94ª posição em Elites masculinas, com o tempo de 5h. 22m. 27s., á média de 12,79 km/h.

Esta etapa, rivalizava em termos de dificuldades com a 4ª etapa, mas os nossos atletas, apesar de muito desgastados e extremamente cansados, conseguiram superar as montanhas e ainda melhoraram a classificação em relação às etapas anteriores.

Mais uma vez, para não fugir á regra, a dupla lusa da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva, foi a melhor representante do nosso pais, finalizando na 36ª posição, em elites masculinas, com 4h. 35m. 55s., á média de 14,94 km/h. Em relação á etapa anterior finalizaram 4 lugares abaixo, mas continuam a fazer uma grande prova.

A equipa da Spiuk Team, com Nuno Campos e Francisco Rosas, fez uma grandiosa 6ª etapa, eles que vinham a cair na classificação, e terminaram na 54ª posição, também em elites masculinas, com o tempo de 4h. 54m. 28s., á média de 14,00 km/h. Em relação à etapa anterior acabaram 53 lugares acima.

Em elites, nesta 6ª etapa a vitória coube á formação Team Stockli, com Urs Uber e Konny Looser, a fazerem o tempo de 3h. 33m. 48s., á média de 19,29 km/h.

Na categoria de masters tivemos uma brilhante prestação da dupla portuguesa da equipa Foguetões, composta pelo Ricardo Melo e Luis Gomes, que finalizaram esta etapa no 19º lugar, com 5h. 12m. 47s., á média de 13,18 km/h. Em relação ao dia anterior terminaram 12 lugares acima.

Ainda em masters, tivemos a dupla da R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, a melhorarem a classificação de ontem, em 4 lugares, ao finalizarem na 113ª posição, com o tempo de 6h. 50m. 54s., á média de 10,03 km/h.

Em masters, a vitória, nesta 6ª etapa coube à equipa Centurion-Vaude, com Udo Bolts e Andreas Strobel, a fazerem o tempo de 3h. 57m. 45S., á média de 17,34 km/h.

Em relação à 5ª etapa, com excepção da equipa da Garmin / Goldnutriotion, todas as duplas portuguesas melhoraram o seu registo classificativo nesta 6ª etapa.

 

 

No final desta 6ª etapa, todas as duplas lusas melhoraram as suas posições nas respectivas tabelas classificativas, nalguns casos em mais de uma dezena de lugares. Em relação á equipa de Ota, com Marco Alegre e David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, subiram nove lugares, para a 86ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 28h. 47m. 18s. Na geral, o nosso duo, ocupa agora a 138ª posição, subindo dezassete degraus na classificação.

A dupla da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva mantiveram a 30ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 24h. 12m. 55s. Na geral, esta dupla, está no 40º lugar, subindo, neste caso, um lugar nesta classificação.

‎O Nuno Campos e o Francisco Rosas, da Spiuk Team, subiram bastante nas duas classificações, sendo que após a 6ª etapa passaram a ocupar o 54º lugar em Elites, com subida de seis lugares, e o 82º posto na geral, subindo treze lugares em relação ao dia anterior.

Na categoria de Elites masculinas e na Geral, a classificação é comandada pela Team Stockli, com Urs Huber e Konny Looser, com o tempo total de 20h. 01m. 38s.

Na categoria de Masters, tivemos uma subida importante da equipa Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes, na classificação. Em masters subiram três lugares e ocupam agora a 23ª posição, com 27h. 35m. 17s. Na geral subiram nove postos, para a 110ª posição.

Quem continua a subir muitos degraus na classificação é a dupla da R Bikes, também em masters, os quais ocupam agora a 124ª posição, na sua categoria, onde subiram treze postos, e a 388ª posição na geral, subindo, nesta classificação, nada mais, nada menos, que trinta e quatro lugares.

A etapa de sexta-feira, penúltima da competição é menos dura, em termos de altitude, mas será a mais longa de todas, numa altura em que o final desta competição está quase a chegar. A 7ª etapa faz a ligação entre San Martino di Castrozza e Trento, numa distância de 122,7 quilómetros, com mais de 2.598 mts de acumulados de subidas.

 



publicado por BLOGOTA às 18:32
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 20 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 5 - BTT

 

 

A 5ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, disputada na região dos dolomitas, nos Alpes italianos, foi corrida entre St. Vigil e Alleghe, teria uma distância de 73,59 quilómetros, com 2.618 mts de acumulado de subidas. O acumulado de descidas seria de 2.834 mts. O ponto mais baixo da etapa estava ao 968mts, e o mais alto aos 2.417 mts.

Esta etapa foi corrida quase sempre acima dos 1.000 mts de altitude e as primeiras equipas a chegar á meta fizeram médias impressionantes, superiores a 30 km/h.

A etapa de hoje, devido ao muito frio, chuva e neve, foi encurtada e nos últimos quilómetros os atletas fizeram a ligação por estradas asfaltadas.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, composta pelo Marco Alegre e o David Ventura também fez uma etapa com uma média muito superior às anteriores etapas. Em termos classificativos, a nossa dupla, tem primado pela regularidade, com excepção da 2ª etapa, única em que ficaram fora do Top 100 em Elites, e nesta 5ª etapa conquistaram a mesma posição da etapa anterior. 96º lugar em Elites masculinas, com o tempo de 3h. 10m. 10s., á média de 21,68 km/h.

A novidade em relação ás etapas anteriores, é que pela primeira vez a nossa dupla ficou á frente da dupla da Spiuk Team, a qual tem vindo a cair na tabela classificativa.

Em relação á dupla portuguesa da Garmin / Goldnutrition, composta pelo Vítor Gamito e José Silva, a sua posição no final desta 5ª etapa foi o 32º lugar, com o tempo de 2h. 39m. 11s., á média de 25,90 km/h. Nas cinco etapas disputadas, esta dupla, foi sempre a mais rápida, com clara vantagem sobre todas as outras equipas lusas.

A dupla Nuno Campos / Francisco Rosas, da Spiuk Team, tem vindo a quebrar significativamente na classificação e nesta 5ª etapa ficaram pela primeira vez atrás da equipa de Ota, ao finalizarem na 107ª posição, pela primeira vez fora dos cem primeiros, com o tempo de 3h. 15m. 21s., á média de 21,12 km/h.

Em elites, nesta 5ª etapa a vitória coube á formação Team Stockli, com Urs Uber e Konny Looser, a fazerem o tempo de 2h. 17m. 17S, á impressionante média de 30,04 km/h.

Na categoria de masters tivemos mais uma boa prestação da dupla portuguesa da equipa Foguetões, composta pelo Ricardo Melo e Luis Gomes, que finalizaram esta etapa no 31º lugar, menos 5 lugares que na etapa anterior, com 3h. 07m. 32s., á média de 21,99 km/h.

Ainda em masters, tivemos a dupla da R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, a fazerem a melhor classificação até á data, ao finalizarem na 117ª posição, com o tempo de 3h. 56m. 04s., á média de 17,47 km/h.

Em suma, o que se infere da etapa cinco do Transalp 2011 é que foi uma corrida muito rápida, com a equipa da R Bikes, em masters, a ser a única a melhorar a classificação final em relação à etapa anterior. A dupla do C.S.R.D. Ota / Carb Boom / Extrusal manteve a mesmo registo que na etapa quatro e as outras três duplas lusas pioraram a classificação em relação ao dia de terça – feira.

 

 

Na categoria, e após a conclusão da 5ª etapa, temos a nossa dupla, com Marco Alegre e David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, a ocupar a 95ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 23h. 24m. 51s. Na geral, o nosso duo, ocupa agora a 155ª posição. Em relação à etapa anterior, a nossa equipa continua a melhorar, sendo que em Elites subiu 4 lugares e na geral ganhou dez posições.

A melhor dupla lusitana continua a ser a da Garmin / Goldnutrition, com Vítor Gamito e José Silva a ocuparam agora a 30ª posição, em Elites masculinas, com o tempo total de 19h. 37m. 00s. Na geral, esta dupla, está no 41º lugar. Em relação à etapa anterior subiram 4 lugares na sua categoria e 5 na geral.

Em elites e na geral comanda este Transalp 2011 a dupla da Team Stockli, com 16h. 27m. 50s.

O Nuno Campos e o Francisco Rosas, da Spiuk Team, têm vindo a cair na classificação, sendo que após a 5ª etapa ocupam o 60º lugar em Elites e o 95ª posto na geral. Em relação ao dia anterior desceram 2 lugares na sua categoria e 7 degraus na geral.

Passando à categoria de Masters, temos a assinalar a regularidade muito positiva da equipa Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes a manterem a 26ª posição na sua categoria, após a 5ª etapa, com 22h. 22m. 29s. Na geral subiram dois postos, para a 119ª posição.

Quem continua a fazer uma recuperação brilhante é a dupla da R Bikes, também em masters, os quais ocupam agora a 137ª posição, na sua categoria e a 422ª posição na geral. Na sua categoria, a dupla da loja de bicicletas de Ota, subiu 4 lugares e na geral escalaram 21 posições.

A etapa de quinta-feira, antepenúltima da competição promete ser dura e decisiva para os lugares da frente, e não só, porque em principio as duas últimas etapas serão menos duras que a próxima. A 6ª etapa faz a ligação de Alleghe para San Martino di Castrozza, numa distância de 73 quilómetros, com mais de 3.000 mts de acumulados de subidas.

 



publicado por BLOGOTA às 18:24
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 4 - BTT

 

 

A 4ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, considerada a etapa-rainha da edição deste ano, foi corrida entre Brixen e St. Vigil, numa distância de 70 quilómetros, com 3,454 mts de acumulado de subidas. O acumulado de descidas foi de 2.890 mts. O ponto mais baixo da etapa estava ao 557 mts, e o mais alto aos 2.134 mts.

A nossa equipa esteve à altura do desafio e fez uma prova regular, sem grandes problemas, a não ser, claro, subir estas enormes montanhas dos alpes, coisa que o Marco Alegre e o David Ventura, do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal já estão a fazer com grande mestria e sabedoria.

A nossa dupla terminou na 96ª posição, da categoria de elites masculinas, com o tempo de 5h. 35m. 21s., á média de 12,29 km/h. A nossa equipa fez menos oito lugares que na etapa anterior, mas manteve-se dentro do 100 primeiros da sua categoria, onde terminou três das quatro etapas até agora realizadas. Apenas na 2ª etapa, disputada no domingo, a nossa equipa ficou fora do Top 100 em elites masculinas.

Esta 4ª etapa ficou marcada por uma excelente prova da dupla portuguesa da Garmin / Goldnutrition, composta pelo Vítor Gamito e José Silva, a qual finalizou na 23ª posição, em elites masculinas, com o tempo de 4h. 30m. 53s., á média de 15,22 km/h. Esta dupla tem vindo a melhorar de dia para dia e aproxima-se dos lugares da frente nesta categoria.

Ainda na categoria de elites masculinas, tivemos mais uma boa prestação da dupla Nuno Campos / Francisco Rosas, da Spiuk Team, que finalizaram esta 4ª etapa no 75º lugar, com 5h. 16m. 44s., á média de 13, 02 km/h.

Em elites masculinas, nesta etapa 4, a vitória foi para a dupla Team Stockli, com Urs Huber e Konny Looser, a fazerem o tempo de 3h. 41m. 01s., á média de 18,65 km/h.

Na categoria de masters tivemos mais uma boa classificação da dupla portuguesa da equipa Foguetões, composta pelo Ricardo Melo e Luis Gomes, que finalizaram esta etapa no 26º lugar, com 5h. 19m. 03S, á média de 12,92 km/h.

A equipa R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, terminou na 135ª posição, na categoria de masters, com o tempo de 7h. 18m. 52s., á média de 9,39 km/h.

Nesta categoria, a vitória coube à formação da Factory Team Cube 1, com Silvio Wieltschnig e Heinz Zorweg, com o tempo de 4h. 10m. 54s., á média de 16,43 km/h.

 

 

Ao fim de 4 etapas, das oito que compõem a edição 2011 do Transalp, a dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, com Marco Alegre e David Ventura, ocupa a 99ª posição, com 20h. 14m. 40s., na classificação da categoria de elites. Na geral, a nossa equipa, ocupa a 165ª posição. Em elites, a nossa equipa subiu 7 lugares na tabela classificativa, e na geral subiram 11 degraus. Temos, portanto, a nossa dupla a recuperar, paulatinamente, alguns dos postos perdidos na 2ª etapa.

A melhor dupla portuguesa no Transalp 2011 continua a ser a da Garmin / Goldnutrition, com José Silva e Vítor Gamito na 34ª posição em Elites, com o tempo total de 16h. 57m. 48s. Na geral ocupam o 46º lugar.

Ainda em elites, temos a dupla da Spiuk Team, com Nuno Campos e Francisco Rosas, na 58ª posição, com 18h. 26m. 36s. Na geral estão no 88º lugar.

Em elites e na geral, a classificação é agora comandada pela formação da Team Stockli, com Urs Huber e Konny Looser, com 14h. 10m. 33s.

Na categoria de masters, a dupla dos Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes, colocaram-se na 26ª posição, com 19h. 14m. 57s. Na geral estão posicionados na 121ª posição.

Finalmente, também em masters, temos a dupla da R Bikes, com Hélder Carvalho e Nuno Coelho, no 141º lugar, com 26h. 50m. 39s. Na geral estão na 443ª posição.

Em masters a classificação é liderada pela Factory Team Cube 1, com Silvio Wieltschnig e Heinz Zorweg, com o tempo total de 15h. 07m. 49s.

Após a 4ª etapa, todas as equipas lusas subiram alguns lugares nas respectivas classificações, com excepção da Spiuk Team, que desceu muito ligeiramente na sua categoria e na geral.

A 5ª etapa faz a ligação entre St. Vigil e Alleghe, com cerca de 74 quilómetros de extensão.      

 



publicado por BLOGOTA às 22:23
link do post | comentar | favorito

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 3 - BTT

 

Foto: Partida para a 3ª etapa com chuva. 

 

A 3ª etapa da Craft Bike Transalp 2011m em BTT, correu-se esta segunda feira, dia 18 de Julho, entre Mayrhofen e Brixen, com 94 quilómetros de extensão. O acumulado de subidas foi de 2.154 mts e de descidas 2.235 mts. O ponto mais baixo do dia foi aos 559 mts e o mais alto aos 2.232 mts.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, composta pelo Marco Alegre e David Ventura fez uma boa etapa, melhorando consideravelmente em relação à classificação obtida na etapa anterior. Esta terceira etapa tinha apenas uma enorme montanha para ultrapassar, onde o principal adversário foi o frio (no alto da montanha registou-se -3 graus), e uma manada de vacas que teimosamente se atravessou à frente dos betetistas. Foi um dia positivo para a nossa equipa, com a confiança e motivação a subir para níveis agradáveis. Nos próximos dias, a nossa dupla vai procurar subir alguns lugares na tabela classificativa.

Nesta 3ª etapa, o Marco Alegre e o David Ventura ficaram na 88ª posição, em elites, com o tempo total de 4h. 37m. 21s. A média desta 3ª etapa, para a nossa dupla, foi de 14,87 km/h.

Graças a esta boa prestação, a nossa equipa subiu 7 lugares na classificação de Elites, passando agora a estar 106ª posição, com o tempo total de 14h. 39m. 19s.

Na classificação geral também subiram umas posições, mais concretamente 21 lugares, ocupando agora a 176ª posição.

Depois de uma etapa menos conseguida no domingo, temos a nossa dupla a subir na tabela classificativa, sendo que amanhã terão uma etapa muito complicada, provavelmente a mais dificil deste ano, onde esperamos que confirmem o bom resultado desta 3ª etapa.

 

Foto: A dupla de Ota também teve que se desviar das vacas no topo da montanha do dia. 

 

A dupla portuguesa da Garmin / Goldnutrition, composta com o Vítor Gamito e José Silva fez uma extraordinária 3ª etapa, terminando na 36ª posição, em elites, com o tempo de 4h. 09m. 47s, com uma média de 16,51 km/h. Na classificação da categoria de elites, a dupla portuguesa, posicionou-se na 42ª posição, com o tempo total de 12h. 26m. 55s. Na geral a equipa da Garmin está agora no 58º lugar. Esta é, de longe, a mais rápida dupla lusa a participar na edição 2011 do Transalp.

Ainda em elites, tivemos mais uma boa prestação da Spiuk Team, com Nuno Campos e Francisco Rosas, a terminarem na 65ª posição, com 4h. 27m. 28s, com uma média de 15,41 km/h. Em elites, esta dupla, está agora classificada na 56ª posição, e na geral colocaram-se na 86ª posição.

Os vencedores do dia foram a dupla da equipa Multivam Merida Biking Team, composta pelo Hannes Genze e Andreas Kluger, com 3h. 40m. 39s., com uma média de 18,69 km/h.

Apesar desta vitória, a equipa da Silmax Autopolar Cannondale, com Massimo de Bertolis e Johann Pallhuber, manteve a liderança em elites e na geral, embora com escassa vantagem para mais três equipas que a perseguem com menos de um minuto de diferença.

 

Foto: As magníficas paisagens por onde a nossa equipa passou. 

 

Em relação à categoria de Masters, onde temos duas duplas portuguesas, temos a salientar mais uma boa prestação da equipa Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes a ficarem em 37º lugar, com o tempo de 4h. 48m. 09s., á média de 14,31 km/h. Nesta categoria, a dupla portuguesa subiu uma posição, para a 26ª, com o tempo total de 13h. 55m. 54s. Na geral desceram alguns lugares, ocupando agora a 126ª posição.

O outra dupla de masters, da R Bikes, com o Hélder Carvalho e Nuno Coelho terminaram na 141ª posição, com 6h. 08m. 06s., á média de 11,20 km/h. Na categoria de masters, a dupla da R Bikes, loja de bicicletas de Ota, está na 150ª posição, com o tempo total de 19h. 31m. 46s. Em relação à etapa anterior, esta dupla, subiu 7 lugares na sua categoria. Na geral colocaram-se, após a 3ª etapa, na 460ª posição, e neste caso subiram 16 lugares nesta classificação geral.

Em suma, tratou-se de uma boa prestação para todas as duplas lusas nesta 3ª etapa do Transalp.

Para a 4ª etapa, no dia 19 de Julho, temos a mais dura da competição, com 70 quilómetros de extensão e cerca de 3.500 mts de acumulado de subidas.

Vamos esperar que corra tudo bem e que a nossa equipa, e as restantes duplas portuguesas, continuem a subir na tabela classificativa. 

 



publicado por BLOGOTA às 08:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Julho de 2011
CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 2 - BTT

 Foto: A partida para a 2ª etapa.

 

Este domingo, dia 17 de Julho, disputou-se a 2ª etapa da Craft Bike Transalp 2011, em BTT, com a presença da dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal, Marco Alegre e David Ventura.

Esta 2ª etapa correu-se entre Weerberg e Mayrhofen, na Aústria, com 68 kms de extensão. O total de acumulado de subidas foi de 2.911 mts, e o acumulado de descidas foi de 2.587 mts. O ponto mais baixo por onde os atletas passaram foi aos 586 mts e o mais alto aos 2.296 mts.

Foi uma etapa muito complicada de ultrapassar pela nossa dupla, que em relação à 1ª etapa cairam bastantes lugares na classificação de elites, e por consequência na geral. A etapa, apesar de curta, teve três problemáticas subidas, com cerca de 10 kms cada, com inclinações entre os 13% e 15%, onde a nossa dupla sentiu muitas dificuldades para as ultrapassar.

No final da etapa, a nossa dupla ficou na 134ª posição, em elites, com 5h. 20m. 09s., á média de 12,88 km/h. Na categoria de elites, o Marco Alegre e o David Ventura, ao fim de duas etapas, estão na 113ª posição, com 10h. 01m. 57s. Na geral ficaram posicionados na 197ª posição.

De facto, não estar a ser o melhor dos começos para a nossa dupla, mas estamos convictos que melhores dias virão e a recuperação na tabela classificativa será uma realidade para breve.

Mais uma vez, a melhor dupla portuguesa foi a da Garmin / Gold Nutrition, Vítor Gamito e José Silva, que ficaram em 41º lugar, com 4h. 05m. 33s, á média de 16,79 km/h. Ao fim de duas etapas a dupla portuguesa da Garmin está na 44ª posição, com 8h. 17m. 07s. Na geral estão classificados no 60º posto.

A equipa da Spiuk Team, composta pelo Nuno Campos e Francisco Rosas, ficou no 52º lugar, nesta 2ª etapa, com 4h. 16m. 04s, á média de 16,10 km/h. Na classificação de Elites, esta dupla encontra-se na 54ª posição, com 8h. 42m. 23s. Na geral ficaram colocados no 79º lugar.

Na categoria de Elites, a dupla vencedora, que venceu também na geral e assumiu a liderança desta prova é a da Silmax Autopolar Cannondale, com os italianos Massimo de Bertolis e Johann Pallhuber a fazerem 3h. 13m. 11s, á média de 21,34 km/h. Esta dupla lidera com 6h. 48m. 04s, e tem 44 segundos de vantagem sobre a dupla segunda classificada, da Team Stockli, com Urs Huber e Konny Looser.

Em masters, a dupla portuguesa dos Foguetões, com o Ricardo Melo e Luis Gomes, terminaram esta 2ª etapa na 27ª posição, com 4h. 38m. 27s., á média de 14,81 km/h. Na sua categoria, de masters, esta dupla está na 27ª posição, com 9h. 07m. 45s. Na geral posicionaram-se na 117ª posição.

Por último, a dupla da R Bikes, com o Hélder Carvalho e Nuno Coelho, ficaram na 153ª posição, em masters, com o tempo de 6h. 42m. 03s., á média de 10,25 km/h. Em masters, esta dupla, está classificada na 157ª posição, com 13h. 23m. 40s. Na geral estão colocados no 476º posto.

Nesta categoria, a vitória sorriu de novo à dupla da Factory Team Cube 1, com Silvio Wieltschnig e Heinz Zorweg a fazerem o tempo de 3h. 25m. 06s e a manterem o 1º lugar nesta categoria com o total de 7h. 10m. 01s.

A 3ª etapa, corre-se esta segunda-feira, dia 18 de Julho, entre Mayrhofen e Brixen, com 94 quilómetros de extensão.  

 

Foto: A chegada em Mayrhofen 

 

 Foto: O perfil da 2ª etapa  



publicado por BLOGOTA às 21:38
link do post | comentar | favorito

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 - ETAPA 1 - BTT

 

A edição 2011 da Craft Bike Transalp, em BTT, começou este sábado, com a presença de 5 duplas portuguesas, entre cerca de 550 duplas de 37 paises diferentes.

A dupla do Centro Social Recreativo e Desportivo de Ota / Carb Boom / Extrusal é constituida pelo David Ventura e Marco Alegre.

A 1ª etapa, com cerca de 95 kms, foi corrida entre Mittenwald e Weerberg. O acumulado de subidas foi de 2.336 mts e o de descidas foi de 2.357 mts. O ponto mais baixo situou-se nos 528 mts e o mais alto nos 1.803 mts.

A nossa dupla terminou no 81º lugar da sua categoria (elites), com 4h. 41m. 48s, na geral posicionaram-se na 142ª posição. Segundo apuramos tratou-se de uma primeira etapa feita com todas as cautelas, onde a nossa dupla evitou quedas e não teve problemas mecânicos. Foi a primeira de muitas etapas complicadas de ultrapassar nos Alpes, até ao próximo sábado, e os dois atletas da nossa equipa de BTT estão satisfeitos com a prestação na 1ª etapa desta duríssima prova de «Mountain Bike».

A melhor dupla portuguesa foi a composta pelo Vitor Gamito e José Silva, da Garmin / Gold Nutrition, que ficaram em 42º lugar, em elites, com 4h. 11m. 33s.. Na geral ficaram em 58º lugar.

A dupla Nuno Campos / Francisco Rosas, da Spiuk Team, ficaram em 62º lugar, em elites, com 4h. 26m. 19s.. Na geral posicionaram-se na 93ª posição.

Nesta categoria (elites), a 1ª classificada foi a equipa da Team Stockli, com Urs Huber e Konny Looser, que fizeram o tempo de 3h. 34m. 51s. Esta dupla está na frente em elites e na geral.

Na categoria de masters temos duas duplas portuguesas, com a melhor a ser a dos Foguetões, com Ricardo Melo e Luis Gomes, que terminaram na 22ª posição, com 4h. 29m. 17s. Na geral, esta dupla, posicionou-se na 105ª posição.

A dupla constituida por Hélder Carvalho e Nuno Coelho, da R Bikes Ota, também em masters, ficou na 160ª posição, com 6h. 41m. 36s. Na geral, esta dupla, está na 490º lugar.

Em masters, a vitória foi para a dupla Factory Team Cube 1, com Silvio Wieltschnig e Heinz Zorneg a fazerem 3h. 44m. 54s. Na geral ficaram em 10º lugar.

Este domingo, dia 17 de Julho, corre-se a 2ª etapa entre Weerberg e Mayrhofen, com cerca de 70 kms de extensão.

 



publicado por BLOGOTA às 11:23
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Março de 2011
BTT - TOUR TRANSALP - 2011

 

Entre 26 de Junho e 2 de Julho de 2011 vai-se disputar a nona edição do Transalp, prova de BTT por etapas, que se corre entre a Alemanha, Áustria e Itália na zona dos Alpes. Para a edição de 2011, denominada de SCHWALBE – TOUR – TRANSALP powered by Sigma, participam cerca de 1.200 atletas integrados em duplas de 600 equipas. Entre essas equipas encontram-se duas ligadas à freguesia de Ota, designadas de R BIKES. As duplas são constituídas por MIGUEL PANCADARES / NUNO LUZ e DAVID VENTURA / MARCO ALEGRE. Estas duas duplas portuguesas irão contar com o apoio logístico de Pedro Batista e outro elemento, que os acompanharão nesta aventura pelos Alpes.

O Tour Transalp terá sete etapas em sete dias, com 936 quilómetros de percursos e 20.126 metros de diferenças de altitude.

A ideia do Transalp é a de ultrapassar enormes dificuldades, na maior barreira natural que separa o norte do sul da Europa, com um grande espírito de sacrifício, mas também com uma grande dose de aventuras para contar aos amigos e familiares.

A prova começa no domingo, dia 26 de Junho e termina no sábado, dia 2 de Julho, com a realização de sete etapas, divididas da seguinte forma:

1ª Etapa – SONTHOFEN / IMST – 121 kms (2.447 uphill – 2.409 downhill – altura máxima: 1.894 metros.

2ª Etapa – IMST – ISCHGL – 148,66 kms (2.794 uphill – 2.219 downhill – altura máxima: 2.204 metros.

3ª Etapa – ISCHGL – NATURNS – 159,54 kms (2.662 uphill – 3.478 downhill – altura máxima: 1.623 metros.

4ª Etapa – NATURNS – LIVIGNO – 118,37 kms (3.573 uphill – 2.242 downhill – altura máxima: 2.753 metros.

5ª Etapa – LIVIGNO – PONTE DI LEGNO – 130,39 kms (3.319 uphill – 3.310 downhill – altura máxima: 2.315 metros.

6ª Etapa – PONTE DI LEGNO – KALTERN – 140,77 kms (3.093 uphill – 3.933 downhill – altura máxima: 1.880 metros.

7ª Etapa – KALTERN – ARCO – 117,39 kms (2.239 uphill – 2.552 downhill – altura máxima: 1.363 metros.

O BLOGOTA, como não podia deixar de ser, tudo irá fazer para acompanhar diariamente as etapas dos nossos atletas e deixar-lhes aqui todos os detalhes da participação das duas duplas de Ota.



publicado por BLOGOTA às 19:58
link do post | comentar | favorito

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

CRAFT BIKE TRANSALP 2011 ...

BTT - TOUR TRANSALP - 201...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim