PÁGINA PESSOAL DE RUI BRANCO


Domingo, 24 de Junho de 2012
IIª DIVISÃO DISTRITAL - SÉRIE 1 - A. F. LISBOA

ANÁLISE BLOGOTA – ÉPOCA 2011/2012

 

2ª PARTE

 

 

F. C. OTA

 

Após um excelente início de época, com três vitórias e um empate nas primeiras quatro jornadas, comandando a série 1 nesta fase, seguiram-se três derrotas consecutivas que relegaram a equipa para fora dos dois primeiros lugares da classificação. Neste período a equipa registou as suas únicas derrotas em casa, esta época, frente à Igreja Nova e ao Luz e Fanhões. Pelo meio a equipa sofreu a derrota mais pesada da época, cinco a zero, contra o São Pedro. Depois seguiram-se duas vitórias, mais duas derrotas e mais duas vitórias. Na fase crucial da época, nomeadamente durante o mês de Janeiro, a formação precisava de vencer para se chegar aos lugares de subida, mas apenas conquistou dois empates em quatro jogos. Nos últimos jogos voltou a estar bem, conquistando três vitórias consecutivas, o que fez com que a equipa ficasse em 5º lugar com o mesmo número de pontos do Jeromelo e o Luz Fanhões. Em 20 jogos, conquistaram 10 vitórias, 3 empates e 7 derrotas, para um acumulado de 33 pontos. Marcaram 35 golos e sofreram 33.

 

 

CERCA

 

Uma das grandes desilusões da época foi a formação da Cerca, isto porque em anos anteriores sempre nos habituou a melhores performances na competição. Logo de inicio deixou a ideia que a época não seria famosa, porque nas cinco primeiras jornadas apenas conquistou um ponto, e que ponto, no terreno da Igreja Nova. Depois pautou o resto da época pela enorme irregularidade em termos de resultados. Ainda assim, das quatro equipas que cavaram um fosso enorme para a sete da frente, foi a mais consistente e acabou com 5 pontos de avanço sobre o seu mais directo perseguidor. Em 20 jogos, conquistou 5 vitórias, 4 empates e 11 derrotas, para 19 pontos acumulados. Marcaram 40 golos e sofreram 58. Esteve envolvida num dos três jogos com mais golos marcados, na vitória por 6-2 contra a Praia de Santa Cruz. Foi a quinta equipa mais goleadora de entre as onze que compunham esta série 1. Nas partidas com o F. C. Ota perdeu ambas, em casa por 2-4 e em Ota por 3-2.

 

 

FONTE GRADA

 

A formação da Fonte Grada, com um plantel muito jovem e aguerrido, até começou bem a competição, com uma vitória em casa e um empate em Pinheiro de Loures. Depois, até ao final da 1ª volta, registou sete derrotas e apenas uma vitória. Na 2ª volta fez o mesmo número de pontos da primeira, com destaque para uma vitória em casa frente ao São Pedro totalmente inesperada dada a diferença pontual entre ambas as formações do concelho de Torres Vedras. Ainda tentou ultrapassar a Cerca na classificação, mas uma derrota em casa contra este adversário, a cinco jornadas do fim, deixou-a com escassas hipóteses de alcançar esse objectivo. Nos 20 jogos disputados conquistou 4 vitórias, 2 empates e 14 derrotas, com 14 pontos registados. Marcaram 22 golos e sofreram 65. Nos jogos com o F. C. Ota perdeu ambos, em Ota por 4-0 e em casa por 1-2.

 

 

PRAIA DE SANTA CRUZ

 

Esta formação surgiu de surpresa nesta época e desde cedo se percebeu que iria sentir muitas dificuldades para fugir ao último lugar desta série 1. Nas primeiras quatro jornadas não registou qualquer ponto. A primeira vitória surgiu à 5ª jornada contra a União Atalaia e foi esse facto que a trouxe sempre fora do último posto desta tabela classificativa. A outra vitória na competição aconteceu à 11ª jornada frente à Fonte Grada. Na 2ª volta do campeonato, o melhor que fez foi conquistar três empates, dois deles nas últimas duas jornadas. Nos 20 jogos feitos, registou apenas 2 vitórias, 4 empates e 14 derrotas, com 10 pontos conquistados. Marcaram 22 golos e sofreram 66. Foi a piro defesa do campeonato. Marcou presença em dois dos três jogos com mais golos nesta edição da competição, ao ser derrotada por 7-1 pelo Frielas e 6-2 pela Cerca. Utilizou o campo da Cerca na condição de equipa visitada em toda a época. Nos encontros com o F. C. Ota perdeu ambos, em casa por 0-1 e nos Linhais por 5-1.

 

 

UNIÃO ATALAIA

 

A outra formação do concelho de Alenquer foi a grande desilusão desta série 1 do campeonato distrital da 2ª divisão de Lisboa. Em 20 jogos disputados, a equipa da Atalaia não conseguiu conquistar qualquer vitória. O melhor que fez, em toda a competição foi empatar em seis jogos, sendo que cinco deles foram no seu pelado. Curiosamente, o único ponto conquistado fora do seu reduto foi em Frielas, no outro campo pelado desta série 1. À partida, tendo em consideração o plantel à disposição do clube, não seria de esperar um tão mau campeonato, mas à medida que as jornadas foram passando essa situação foi-se tornando irremediável. Em 20 jogos, tiveram 0 vitórias, 6 empates e 14 derrotas, com 6 pontos acumulados. Marcaram 15 golos e sofreram 56. Foi o pior ataque da competição e participou num dos três jogos com mais golos, ao ser derrotada por 7-1 pelo Luz e Fanhões. Contra o F. C. Ota perdeu os dois jogos, em Ota por 3-1 e na Atalaia por 0-2.   



publicado por BLOGOTA às 08:33
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
VIDEOS DO JOGO: OTA 5 - SANTA CRUZ 1

3-1 para o Santa Cruz, apontado pelo jogador nº 3. 

Diogo Ribeiro muito perto do golo. 

Diogo Ribeiro, de novo, muito perto do golo. 

4-1 para o FC Ota, apontado pelo Diogo Ribeiro. 

          João Bacalhau apontou um livre direto perigoso.          



publicado por BLOGOTA às 18:32
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 13ª JORNADA


Este domingo, dia 11 de Dezembro, no distrito de Lisboa, disputou-se a 13ª jornada da série 1, do Campeonato Distrital da 2ª divisão, onde nos 5 jogos disputados se marcaram 19 golos, o que fez a média de 3,80 tentos por partida. As equipas visitadas fizeram 8 golos e as visitantes 11. Registaram duas vitórias caseiras e três forasteiras. Não houve empates.

O Futebol Clube de Ota regressou ao seu terreno e em boa hora o fez, porque depois de duas derrotas consecutivas como visitante, recebeu e goleou o Santa Cruz por cinco bolas a uma, subindo dois lugares na tabela classificativa.

A Igreja Nova continuou a passear a sua indiscutível superioridade e deslocou-se á Cerca, tendo goleado a equipa local por cinco bolas a zero. Ambas as equipas mantiveram a sua posição na classificação.

O Jeromelo manteve o segundo lugar, a 8 pontos do primeiro, depois de receber e bater a formação da União Atalaia, por três bolas a uma.

O Pinheiro de Loures deslocou-se á Fonte Grada e venceu por três bolas a zero, conservando assim o terceiro lugar na classificação.

O São Pedro, depois de alguns resultados menos conseguidos, deslocou-se ao relvado do Luz Fanhões e venceu pela margem mínima, mantendo-se na luta pelo acesso á 1ª divisão distrital. A formação de Fanhões desceu para o sétimo lugar.

O Sport Clube de Frielas folgou nesta jornada e, por isso, desceu um lugar na tabela classificativa, para o sexto posto.

No próximo domingo disputa-se a 14ª jornada, que será a última deste ano civil, seguindo-se depois um período de pausa competitiva para as comemorações do Natal e passagem de ano, com os seguintes jogos agendados:

UNIÃO ATALAIA (11º) – F. C. OTA (5º): Mais um derby do concelho de Alenquer, numa partida de resultado sempre imprevisível, embora a equipa de Ota tenha a obrigação de vencer para se manter na luta pelo acesso á divisão superior. A formação da Atalaia vai tentar vencer para conquistar a primeira vitória da época. Na 1ª volta o F. C. Ota venceu por 3-1.

SÃO PEDRO (4º) – CERCA (8º): Outro derby, neste caso do concelho de Torres Vedras, onde o claro favorito é a equipa de São Pedro da Cadeira, que não pode tropeçar mais nenhuma vez para se manter na luta pela subida de divisão. Na 1ª volta o São Pedro venceu por três bolas a zero.

IGREJA NOVA (1º) – FONTE GRADA (9º): O líder não deverá ter grandes problemas para ultrapassar este adversário e assim se manter na liderança com uma enorme vantagem pontual. Na 1ª volta a equipa de Mafra venceu por sete bolas a zero.

PINHEIRO LOURES (3º) – JEROMELO (2º): Este será o grande jogo da jornada, entre duas equipas que estão a atravessar uma excelente fase em termos de resultados e exibições. Espera-se um jogo equilibrado, onde o empate poderá ser o resultado final. Na 1ª volta registou-se um empate a uma bola.

SANTA CRUZ (10º) – FRIELAS (6º): A equipa do concelho de Loures deverá conquistar os três pontos nesta deslocação ao campo do Santa Cruz. Na 1ª volta o Frielas venceu por 7-1.

Nesta 14ª jornada folga o Sport Luz e Fanhões (7º).

 

FOTOS DO JOGO: 

      



publicado por BLOGOTA às 20:26
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Dezembro de 2011
FUTEBOL CLUBE DE OTA 5 - A. R. C. D. PRAIA SANTA CRUZ 1
CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

13ª JORNADA - ÉPOCA 2011/2012

Foto (em pé, da esquerda para a direita): Gonçalo, Narciso, Bacalhau, João Silva, Rui Ferreira, Diogo e Filipe. Em baixo, da esquerda para a direita: Yuriy, Edgar, Luis Carica e André Lopes. O Futebol Clube de Ota estreou o equipamento alternativo neste jogo. 

Foto: O onze titular da Associação Recreativa, Cultural e Desportiva Praia de Santa Cruz, equipa do concelho de Torres Vedras. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

90 FILIPE ANTUNES
13 LUIS CARICA
27 DIOGO RIBEIRO
4 JOÃO SILVA
12 EDGAR FILIPE
21 YURIY TKACHOV
6 GONÇALO FERREIRA
10 RUI FERREIRA
16 NUNO NARCISO (Cap.)
7 ANDRÉ LOPES
23 JOÃO BACALHAU

 

Foto: Aos 18 minutos, o João Bacalhau (23) teve esta oportunidade para inaugurar o marcador mas, já de ângulo apertado, rematou cruzado para uma defesa com os pés do guarda redes visitante. 

 

Substituições:

67' - Saiu o Nuno Narciso e entrou o MIGUEL ROCHA (9).

75' - Saiu o Yuriy Tkachov e entrou o JORGE FARIA (5).

75' - Saiu o André Lopes e entrou o NUNO LUZ (15).

Aos 67 minutos a braçadeira de capitão passou para o João Bacalhau.

Suplentes não utilizados: Frederico Gomes (júnior), José Alberto, Sandro Ferreira e Miguel Lopes.

Não convocados: Pedro Franco, Alexander Deus, João Rodrigues e Daniel Duarte.

Castigado: Ricardo Quaresma.

Disciplina:

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 70 minutos para o Yuriy Tkachov, por ter cometido uma falta sobre um adversário.

Cartão Vermelho Directo aos 54 minutos para o Miguel Lopes, por ter discordado de uma decisão do árbitro assistente, quando estava a fazer exercícios de aquecimento, junto ao mesmo.

Associação Recreativa, Cultural e Desportiva da Praia Santa Cruz:

Cartão Amarelo aos 36 minutos para o jogador nº 7, por ter cometido uma falta dura sobre o João Bacalhau.

Cartão Amarelo aos 84 minutos para o jogador nº 10, por ter cometido uma falta dura sobre o Diogo Ribeiro.

Cartão Amarelo aos 86 minutos para o jogador nº 15, por ter cometido grande penalidade sobre o Edgar Filipe.

Cartão Amarelo aos 90+1 minutos para o jogador nº 8, por ter cometido uma falta perigosa sobre o João Bacalhau.

Cartão Amarelo aos 90+5 minutos para o jogador nº 19, por ter cometido uma falta dura sobre o Luis Carica.

Resultado ao intervalo: 2-0

 

Foto: Lance que deu o golo inaugural desta partida, para o Futebol Clube de Ota, apontado de cabeça pelo João Bacalhau, aos 32 minutos de jogo. 

 

MARCHA DO MARCADOR:

1-0 aos 32 minutos por JOÃO BACALHAU. O André Lopes trabalhou bem na esquerda do ataque, do interior da área deu a bola para fora, para o Edgar Filipe efectuar um cruzamento com conta, peso e medida, para um forte cabeceamento do João Bacalhau, que não deu hipótese de defesa ao guardião adversário.

2-0 aos 36 minutos por NUNO NARCISO. Jogada de contra ataque, a bola foi lançada para a direita, para o Nuno Narciso correr em direcção à baliza, fintar o guarda redes e introduzir a bola com toda a facilidade na baliza deserta.

3-0 aos 59 minutos por ANDRÉ LOPES. Boa jogada de envolvimento atacante do F. C. Ota, com o Rui Ferreira a desmarcar o André, que entrou isolado na grande área e bateu facilmente o desamparado guardião da Praia de Santa Cruz.

3-1 aos 63 minutos pelo jogador nº 3. Na sequência de um livre directo, em zona frontal á baliza do F. C. Ota, o jogador nº 3 aplicou um forte pontapé na bola, que só parou no fundo das redes locais.

4-1 aos 88 minutos por DIOGO RIBEIRO (penalty). Na sequência de uma falta, no interior da área, cometida sobre o Edgar Filipe, o árbitro assinalou grande penalidade. Na conversão do castigo máximo, o Diogo Ribeiro fez o quarto golo da sua equipa, com um remate rasteiro e bem colocado, para o lado direito do guarda redes, que se lançou para esse lado, mas não teve capacidade para suster o remate do jogador local.

5-1 aos 90+3 minutos por RUI FERREIRA. Para o fim estava guardado o melhor momento da tarde, com um grande remate de fora da área, do Rui Ferreira, que levou o esférico a entrar junto ao ângulo superior direito da baliza visitante.

 

Foto: Aos 36 minutos, o Nuno Narciso (16) isolou-se, pela direita, fintou o guarda redes e fez o segundo golo para a sua equipa e foi festejar para junto da bandeirola de canto.   

 

CRÓNICA DO JOGO:

De regresso ao Parque de Jogos dos Linhais, quase um mês depois, a equipa sénior do Futebol Clube de Ota defrontou o penúltimo classificado, mais concretamente a formação da Praia de Santa Cruz.

O tempo apresentou-se ensolarado, pontuado com algumas nuvens no céu, mas com uma boa temperatura para a prática de futebol.

Para esta partida, e devido á ausência do técnico principal por motivos pessoais, a equipa foi liderada desde o banco pelo capitão Sandro Ferreira, com o apoio do treinador dos iniciados, Luis Ramos, que fez o favor de se sentar no banco para que o clube não fosse multado por falta de técnico qualificado.

Assim sendo, antes de se ausentar, o treinador Nuno Jacinto fez alinhar o seguinte onze inicial: Filipe na baliza, Carica na direita da defesa e Edgar na esquerda. Os centrais foram o Diogo e o João Silva. O tridente de meio campo foi composto pelo Gonçalo, Yuriy e Rui Ferreira. Na frente, pela direita alinhou o Nuno Narciso, pela esquerda o André Lopes e no eixo de ataque o João Bacalhau.

Entrou muito bem a equipa de Ota e logo aos 30 segundos podia ter-se adiantado no marcador, após um bom cruzamento da esquerda efectuado pelo André, com o Bacalhau e o Narciso, na área, a estarem muito perto de inaugurar o marcador.

Seguiu-se um período equilibrado no jogo, com ambas as equipas a disputarem muitas bolas na zona intermediária, sem acutilância atacante.

Aos 18 minutos, o João Bacalhau arrancou em velocidade para a área adversária, descaído para o lado esquerdo, entrou na mesma e já de ângulo apertado rematou para a baliza da Praia de Santa Cruz, com o guarda redes visitante a defender com os pés, afastando a bola da zona de perigo.

Aos 23 minutos, na sequência de um livre directo, a equipa visitante levou a bola á baliza local, com o Filipe a defender a dois tempos.

Aos 24 minutos, o Nuno Narciso entrou na área pelo lado direito, rematou cruzado, com a bola a sair rente ao poste direito.

Aos 32 minutos, após uma excelente jogada de ataque desenvolvida pelo lado esquerdo, entre o André Lopes e o Edgar Filipe, a bola foi cruzada por este último, para um cabeceamento fulminante do João Bacalhau que inaugurou o marcador deste jogo.

O mais dificil estava feito, que era quebrar a resistência defensiva da equipa visitante e logo depois, aos 35 minutos, o Rui Ferreira, de cabeça, levou a bola a beijar a barra da baliza visitante, após um passe do João Bacalhau.

Aos 36 minutos chegou o dois a zero, num contra ataque rápido, desenvolvido e finalizado pelo Nuno Narciso.

Até ao intervalo não houve mais situações de perigo junto a qualquer uma das balizas, com o Futebol Clube de Ota a gerir a vantagem acumulada num excelente período de jogo da equipa local.

O resultado ao intervalo ajustava-se ao desenrolar dos primeiros quarenta e cinco minutos de jogo.

 

Foto: 3-0 para o Futebol Clube de Ota, apontado nesta finalização pelo André Lopes, após um passe, que foi meio golo, efectuado pelo Rui Ferreira, aos 59 minutos de jogo. 

 

No segundo tempo o jogo começou muito morno, com a equipa de Ota a gerir o resultado e a posse de bola, perante a passividade da equipa visitante que não saía do seu meio campo, satisfeita que estava por só estar a perder por dois golos de diferença.

Com esta atitude, ou seja pouca acutilância atacante da equipa de Ota e ainda menos luta pela recuperação da posse de bola da equipa visitante, o jogo foi algo enfadonho durante os primeiros minutos da etapa complementar.

Nesse período, o único facto digno de registo foi a expulsão do Miguel Lopes, que estava a aquecer junto ao assistente e terá dito qualquer coisa que desagradou ao Sr. Nuno Rocha, que chamou o árbitro para dar ordem de expulsão ao jogador do F. C. Ota.

Aos 56 minutos, o jogador nº 15 rematou o esférico, com o Filipe a efectuar uma boa defesa.

Aos 58 minutos, na sequência de um livre o Filipe defendeu por instinto e na recarga o jogador visitante ia fazendo o golo, valendo um grande corte o Diogo a evitar o golo visitante.

Como dissemos, o jogo seguia algo enfadonho, com a equipa de Ota a não atacar com assertividade, até que o André gritou lá do lado esquerdo para lhe endossarem o esférico. Aos 59 minutos, o Rui Ferreira fez-lhe a vontade, e o André não se fez rogado e ampliou a vantagem para três a zero.

Aos 61 minutos, o Gonçalo endossou o esférico ao Bacalhau e este, descaído para o lado direito, á entrada da área, rematou de primeira para uma boa defesa do guardião visitante.

Aos 63 minutos, na sequência de um livre directo, o jogador nº 3 fez o golo para a sua equipa, reduzindo a desvantagem para dois golos de diferença.

Aos 67 minutos saiu do terreno de jogo o Nuno Narciso, entrando para o seu lugar o Miguel Rocha.

Depois da equipa visitante reduzir a desvantagem, ganhou um novo ânimo e causou alguns problemas á equipa de Ota que se manteve serena e concentrada na defesa da vantagem acumulada até aí.

Aos 72 minutos, na sequência de um livre directo o jogador nº 10 levou algum perigo á baliza do F. C. Ota, mas a bola saiu ao lado do poste direito.

Aos 75 minutos, sairam do campo o Yuriy e o André Lopes, por troca com o Jorge Faria e o Nuno Luz. Com estas alterações, o Diogo Ribeiro foi para a posição de trinco, com o Faria a ocupar o eixo da defesa ao lado do João Silva. O Nuno Luz foi para médio direito e o Miguel Rocha para médio esquerdo.

Aos 79 minutos, o Edgar bateu um canto do lado direito, com a bola a ir para o segundo poste, onde o Diogo tocou para a baliza, valendo na circunstância um defesa a desviar o esférico pela linha de fundo.

Aos 81 minutos, o Miguel Rocha bateu um canto na esquerda, com o Rui a dar um pequeno toque ao primeiro poste, passando o esférico em frente á baliza adversária sem ninguém a tocá-la para o fundo das redes.

Aos 85 minutos, o João Bacalhau bateu um livre directo, muito forte, mas também de muito longe, com a bola a passar por cima da barra.

Aos 86 minutos o Edgar entrou na área e, já junto à linha de fundo, foi rasteirado pelo jogador nº 15, com o árbitro a assinalar a respectiva grande penalidade.

Aos 88 minutos, o Diogo Ribeiro, chamado á marcação da grande penalidade, não perdoou e fez o quarto golo para a sua equipa.

Aos 90+2 minutos, o João Bacalhau bateu um livre directo, para uma grande defesa do guarda redes de Santa Cruz.

A coroar a excelente ponta final da equipa de Ota, o Rui Ferreira fez um grande golo, com um remate forte e colocado, de fora da área, com o esférico a entrar bem junto ao ângulo superior direito.

Em suma, foi uma vitória justa para a equipa de Ota, numa partida em que não teve grande complicações para ultrapassar um adversário batalhador, mas com poucos recursos técnicos e logísticos para fazer melhor.

 

Foto: Aos 90+3 minutos, o Rui Ferreira (10) fez um grande golo para finalizar em glória uma boa partida de futebol, com os colegas a festejarem efusivamente. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para o jogo desta 13ª jornada, em Ota, foi composto pelo Tiago Barreira (árbitro principal), Fernando Oliveira e Nuno Rocha (árbitros assistentes). Em boa verdade, o árbitro que estava nomeado era o Hernâni Patrão que por motivos de lesão não pôde comparecer ao jogo. Em sua substituição veio o Nuno Rocha como árbitro assistente.

Foi um jogo fácil de apitar para o trio de arbitragem, o qual não teve qualquer influência no resultado final do jogo, ainda assim ficam-nos muitas dúvidas sobre a expulsão do Miguel Lopes. O responsável pela expulsão deste jogador foi o assistente Nuno Rocha que não terá gostado de umas palavras dirigidas a si, pelo Miguel Lopes, que estava a aquecer, e recebeu ordem de expulsão. Ao que parece, o Miguel Lopes terá se dirigido ao assistente Nuno Rocha tratando-o por tu, sem ofensas de qualquer tipo, e o assistente achou-se desautorizado e desrespeitado expulsando-o ainda antes de entrar em campo. Enfim, preciosismos e sensibilidades sem qualquer sentido, ou seja, perfeitamente evitável a expulsão do Miguel Lopes se o assistente não fosse tão rigoroso.

De resto, em termos técnicos e disciplinares, os outros dois elementos do trio de arbitragem estiveram bem.

    


publicado por BLOGOTA às 19:51
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Setembro de 2011
VIDEOS DO JOGO: SANTA CRUZ 0 - OTA 1

Miguel Lopes reclama penalty, que parece não existir. 

Cabeceamento perigoso para a baliza do F. C. Ota. 

 Bacalhau de cabeça, com perigo para o adversário.

 0-1 para o FC Ota, apontado de penalty pelo Bacalhau.

       Sandro, de livre direto, para grande defesa do GR.        



publicado por BLOGOTA às 16:52
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011
A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO DISTRITAL - 2ª JORNADA


No passado domingo tivemos a realização da 2ª jornada, da série 1, do Campeonato Distrital da 2ª Divisão de Lisboa, onde se marcaram 13 golos nos 5 jogos disputados. A média foi de 2,60 golos por jogo, com as equipas visitadas a fazerem 7 golos, contra 6 das visitantes. Verificou-se, apenas, 1 vitória caseira, contra 2 forasteiras. Registaram-se, ainda, 2 empates.

Após esta jornada, apenas três equipas continuam 100% vitoriosas, concretamente a de Ota, a de Jeromelo e a de São Pedro, que começou o campeonato, depois de folgar na 1ª jornada, com uma esmagadora vitória.

O Futebol Clube de Ota assumiu o comando desta série 1, pela primeira vez desde que compete neste campeonato, ao visitar o campo da Cerca e derrotar a equipa da Praia de Santa Cruz, por uma bola a zero. A equipa de Ota soma dois jogos, duas vitórias, enquanto a de Santa Cruz averbou a segunda derrota consecutiva.

A outra equipa do concelho de Alenquer, a U. R. D. Atalaia, foi derrotada em casa, pelo Jeromelo, que também somou a segunda vitória consecutiva e lidera esta série, em igualdade pontual com a equipa de Ota. A formação de Atalaia somou a segunda derrota consecutiva.

Quem entrou muito bem no campeonato, depois de folgar na 1ª jornada, foi a equipa de São Pedro, que recebeu e goleou a de Luz Fanhões, por quatro bolas a uma. A equipa de Fanhões tem dois jogos e duas derrotas, num muito fraco pecúlio para quem se assumiu como sério candidato à subida de divisão.

O Pinheiro de Loures empatou em casa com a Fonte Grada, a uma bola, num resultado algo surpreendente, porque a equipa da casa era claramente favorita à conquista dos três pontos.

A Igreja Nova recebeu e empatou com a Cerca a dois golos, num resultado também pouco esperado, isto depois da equipa de Mafra ter derrotado em casa a formação de Fanhões, enquanto a Cerca perdia, em casa, com o Pinheiro de Loures.

A formação do Sport Clube de Frielas folgou nesta 2ª jornada.

Para a próxima jornada, a disputar no domingo, dia 2 de Outubro, pelas 15 horas, temos os seguintes jogos agendados:

F. C. Ota (1º) – Atalaia (9º): Trata-se do primeiro derby do concelho de Alenquer na corrente época. Como habitualmente os derbys são de resultado imprevisível, embora o favoritismo recaia sobre a equipa de Ota, concretamente porque joga em casa e tem duas vitórias consecutivas, contra duas derrotas seguidas do seu adversário, neste campeonato.

Frielas (8º) – Santa Cruz (10º): Este jogo, coloca frente a frente duas equipas que ainda não pontuaram, embora a de Frielas ainda só tenha disputado um jogo. O factor casa deverá ser determinante para que a equipa de Frielas conquiste a primeira vitória na competição.

Jeromelo (2º) – Pinheiro Loures (3º): Boa partida em perspectiva, entre duas equipas que estão na luta pela subida de divisão. A repartição de pontos poderá ser o caminho mais viável para o desfecho deste jogo.

Fonte Grada (5º) – Igreja Nova (4º): Duas equipas com um bom começo de campeonato, que tudo vão fazer para continuar a somar pontos. O empate poderá ser o resultado final deste jogo.

Cerca (7º) – São Pedro (6º): Um derby do concelho de Torres Vedras, com a equipa de São Pedro a parecer muito forte no primeiro jogo disputado. Aparentemente será o favorito para vencer este jogo, até porque a Cerca dá-se melhor fora de casa, do que no seu reduto.

Nesta 3ª jornada quem folga é a formação do Sport Luz e Fanhões (11º).

 

FOTOS DO JOGO: 

        



publicado por BLOGOTA às 19:45
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Setembro de 2011
A. R. C. D. PRAIA SANTA CRUZ 0 - FUTEBOL CLUBE DE OTA 1

CAMPEONATO DISTRITAL IIª DIVISÃO - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL LISBOA

2ª JORNADA - ÉPOCA 2011/2012

Foto (da esquerda para a direita): Bacalhau, Miguel Lopes, Gonçalo, André Lopes, Luis Carica, Edgar Filipe, João Silva, Diogo Ribeiro, José Alberto, Daniel Duarte e Sandro Ferreira. 

Foto: O onze titular da Associação Recreativa Cultural e Desportiva da Praia de Santa Cruz, no concelho de Torres Vedras. 

 

O Futebol Clube de Ota iniciou a partida com o seguinte onze:

 

88 DANIEL DUARTE
14 JOSÉ ALBERTO
27 DIOGO RIBEIRO
3 JOÃO SILVA
13 LUIS CARICA
6 GONÇALO FERREIRA
8 SANDRO FERREIRA (Cap)
2 MIGUEL LOPES
7 ANDRÉ LOPES
12 EDGAR FILIPE
23 JOÃO BACALHAU

 

Foto: Aos 32 minutos, o João Bacalhau (23) apanhou uma nesga de terreno livre à entrada da grande área e rematou, em arco, à baliza da Praia de Santa Cruz, mas o esférico saiu longe do alvo. 

 

Substituições:

66' - Saiu o Luis Carica e entrou o NUNO NARCISO (16).

66' - Saiu o André Lopes e entrou o MIGUEL ROCHA (9).

74' - Saiu o Sandro Ferreira e entrou o RICARDO QUARESMA (19).

74' - Saiu o Miguel Lopes e entrou o YURIY TKACHOV (20).

Aos 74 minutos, a braçadeira de capitão, passou para o braço do Gonçalo Ferreira.

Suplentes não utilizados: Alexander Deus e Jorge Faria.

Não convocados: João Rodrigues, Rui Ferreira, Pedro Franco e Nuno Luz.

Castigado: Filipe Antunes.

Disciplina:

A. R. C. D. Praia de Santa Cruz:

Cartão Amarelo aos 31 minutos para o jogador nº 10, por ter cometido uma falta sobre o João Bacalhau.

Cartão Amarelo aos 46 minutos para o jogador nº 8, por ter cortado um lance com a mão.

Cartão Amarelo aos 59 minutos para o jogador nº 19, por ter rasteirado o Miguel Lopes no interior da área.

Cartão Amarelo aos 71 minutos para o jogador nº 17, por ter cometido uma falta sobre o Gonçalo Ferreira.

Cartão Amarelo aos 83 minutos para o jogador nº 7, por ter protestado contra uma decisão do árbitro.

Cartão Amarelo aos 90+2 minutos para o jogador nº 10, por protestos.

Cartão Vermelho por acumulação de amarelos, aos 90+2 minutos, para o jogador nº 10.

Futebol Clube de Ota:

Cartão Amarelo aos 40 minutos para o Luis Carica, por ter cometido uma falta sobre o jogador nº 16.

Cartão Amarelo aos 85 minutos para o Ricardo Quaresma, por ter cometido uma falta dura sobre um adversário.

Resultado ao intervalo: 0-0

 

Foto: Aos 35 minutos, o Miguel Lopes em contra ataque, lancou o irmão André, e este, só com o guarda redes pela frente não conseguiu finalizar com êxito, acabando a bola por sair à figura do nº 1 local. 

 

MARCHA DO MARCADOR:

0-1 aos 60 minutos por JOÃO BACALHAU (penalty). Boa jogada de ataque, pelo lado direito da equipa visitante, o Miguel Lopes entrou em drible na grande área, fletiu da linha de fundo para a zona de baliza e foi rasteirado pelo jogador nº 19 da Praia de Santa Cruz, num lance que não deixou dúvidas a ninguém sobre a acção faltosa do jogador local. Na marcação da grande penalidade o João Bacalhau bateu o esférico de forma indefensável para o guardião local, qua ainda por cima se lançou para o lado contrário ao do trajecto do disparo do nosso ponta de lança.

 

Foto: Momentos após ter sofrido a falta, o Miguel Lopes, no chão, foi confortado pelos colegas Edgar Filipe (12) e José Alberto (14), enquanto o Bacalhau se preparava para inaugurar o marcador. 

 

CRÓNICA DO JOGO:

Na primeira deslocação, como visitante, a equipa sénior do Futebol Clube de Ota deslocou-se ao sintético da Cerca, em Torres Vedras, onde jogou contra a equipa da Praia de Santa Cruz, que utiliza este terreno na condição de equipa visitada.

A formação de Santa Cruz é a novidade nesta série 1, da 2ª divisão distrital, sendo que se trata de uma equipa que em épocas anteriores competia no campeonato distrital de futsal.

O horário do jogo foi ás 15 horas, numa altura em que ainda se fazia, e fez, sentir as altas temperaturas deste outono bastante quente. O encontro teve uma assistência muito reduzida, não mais de 30 pessoas, e assistiu-se a um encontro bem disputado e bastante equilibrado.

O treinador Nuno Jacinto fez duas alterações em relação ao onze titular da passada jornada, com as entradas do Luis Carica e André Lopes, por troca com o Nuno Narciso e o Miguel Rocha. 

Daniel Duarte foi o guarda redes, o José Alberto alinhou na direita da defesa, com o Luis Carica no lado oposto. O Diogo Ribeiro e o João Silva foram os centrais de serviço. No meio campo alinharam o Gonçalo, o Sandro e o Miguel Lopes. Na direita do ataque jogou o André Lopes, na esquerda o Edgar Filipe e na frente alinhou o Bacalhau.

Nos primeiros lances do jogo as duas equipas apareceram determinadas em chegar depressa ás balizas, com ambas as dispararem dois tiros longe dos respectivos alvos.

Depois entrou-se numa toada morna, talvez efeitos do forte calor que se fez sentir, com as equipas a disputarem muitos lances na zona intermediária, sem chegarem com perigo ás balizas.

A partir do 20 minutos de jogo a equipa de Ota tomou conta das operações e encostou o seu adversário ao respectivo meio campo. Neste período, concretamente aos 25 minutos, o Miguel Lopes dispôs de uma fabulosa oportunidade para inaugurar o marcador, depois de ter sido isolado pelo André Lopes, o Miguel fez um chapéu perfeito ao guarda redes da Praia de Santa Cruz, mas a bola, caprichosamente, foi embater na base do poste esquerdo, perdendo-se desta forma a primeira situação clara de golo.

Aos 32 minutos o João Bacalhau ganhou espaço à entrada da área e efectuou um remate em arco que saiu demasiado largo. Aos 38 minutos foi a vez do Miguel Lopes lançar o André Lopes em contra ataque. O André ficou em boa posição para finalizar, mas o seu remate saiu à figura do guardião local.

Nos últimos 10 minutos da 1ª parte, a equipa de Ota perdeu o domínio da partida e viu a equipa local criar duas boas situações para marcar. Aos 36 minutos, após um erro defensivo, o jogador nº 17 ficou isolado, já no interior da área, mas o seu remate saiu ao lado do poste direito do Daniel, que se saiu bem e fez uma mancha complicada de ultrapassar pelo jogador local. Aos 41 minutos, na sequência de um livre batido do lado direito do ataque visitado, a bola foi metida na área, onde um jogador local saltou mais alto e cabeceou o esférico ao lado do poste direito da baliza visitante.

No final dos primeiros quarenta e cinco minutos o empate aceita-se, embora a equipa de Ota, com excepção dos últimos 10 minutos, tenha dominado e partida e desperdiçado duas claríssimas situações de golo, contra uma da equipa da casa.

 

Foto: Aos 63 minutos, o Miguel Lopes teve esta grande oportunidade para fazer o 0-2, mas um defesa local impediu com o corpo que a bola chegasse à sua baliza, após uma boa jogada pela direita do João Bacalhau. 

 

Para o segundo tempo não houve alterações na equipa de Ota e a formação entrou determinada e conseguir chegar à vantagem o mais cedo possivel.

Aos 53 minutos, após um livre batido pelo Sandro Ferreira, o João Bacalhau cabeceou o esférico ao lado da baliza da Praia de Santa Cruz.

Aos 59 minutos, após uma boa jogada individual do Miguel Lopes, só anulada com uma falta, no interior da área, pelo jogador nº 19, surgiu o momento do jogo, ao ser assinalada grande penalidade contra a equipa local.

Na marcação do respectivo penalty, o João Bacalhau não deu hipóteses de defesa ao guardião local e inaugurou o marcador, numa altura em que a equipa de Ota já justificava a vantagem no marcador.

Três minutos depois do golo, aos 63 minutos, o Bacalhau entrou na área pelo lado direito, ultrapassou vários adversários e deu para a entrada da pequena área, onde o Miguel Lopes finalizou com a bola a embater num defesa que se lançou em desespero de causa, entretanto a bola sobrou para o André que deu para a entrada da área, onde o Gonçalo apareceu a bater o esférico com força, mas por cima da barra.

Aos 65 minutos, o jogador nº 4 isolou-se e rematou o esférico por cima da barra da baliza do F. C. Ota.

No minuto seguinte, aos 66 minutos, a equipa técnica de Ota fez duas alterações de uma assentada, com as saidas do André Lopes e Luis Carica, por troca com o Nuno Narciso e o Miguel Rocha. Com estas alterações o Edgar passou para lateral esquerdo.

Aos 67 minutos, o jogador nº 16 da Praia de Santa Cruz entrou na área e rematou cruzado, com a bola a passar rente ao poste direito da baliza visitante.

Aos 70 minutos, o Sandro Ferreira, na marcação de um livre directo, obrigou o guardião visitado a uma excelente intervenção para evitar o segundo golo da equipa de Ota.

Aos 74 minutos, registou-se a segunda paragem no jogo para trocas nos atletas da equipa de Ota, com as saidas do Miguel Lopes e Sandro Ferreira, por troca com o Ricardo Quaresma e o Yuriy Tkachov.

Aos 75 minutos, o jogador nº 14 aplicou um grande remate, ao qual o Daniel Duarte correspondeu com uma excelente defesa.

No minuto seguinte, num livre directo, a equipa local voltou a criar perigo junto da baliza do F. C. Ota, mas mais uma vez o Daniel demonstrou segurança e concentração.

Aos 83 minutos, o jogador nº 7 rematou o esférico bem colocado, mas saiu ligeiramente ao lado do poste esquerdo do F. C. Ota.

Aos 86 minutos, mais uma boa chance para marcar para a equipa local, mas o remate do jogador nº 9 saiu ao lado da baliza à guarda do Daniel Duarte.

No tempo de compensação, a equipa de Ota sacudiu a pressão do adversário, que estava a ser dificil de gerir e ainda conseguiu criar uma boa situação para marcar, após uma boa jogada pela esquerda desenvolvida pelo Nuno Narciso, que deu para trás para o Miguel, que solicitou à entrada da área o pontapé do Quaresma, que saiu forte, mas ligeiramente por cima da barra.

Em suma, a equipa de Ota conquistou a segunda vitória consecutiva para o campeonato, a quarta se contarmos as duas últimas jornadas da temporada passada, e segue na frente desta série 1. O jogo desta 2ª jornada foi complicado, mas no fim venceu a equipa que mais fez por isso, apesar da forte e boa réplica do adversário. 

 

Foto: Gonçalo Ferreira, aos 63 minutos, rematou forte, à entrada da grande área, após um passe do André Lopes, mas o esférico saiu ligeiramente por cima da barra da baliza adversária. 

 

ARBITRAGEM:

O trio de arbitragem nomeado para o jogo desta 2ª jornada, na Cerca- Torres Vedras, foi composto pelo Joel Macedo (árbitro principal), Luis Nunes e Nuno Baleiza (árbitros assistentes).

Este trio de árbitros realizou um trabalho regular.

Em geral estiveram sempre em cima dos lances, ajuizando quase sempre bem. Cometeram alguns erros de avaliação em determinados lances, sem com isso ter influência determinante no resultado final.

A decisão de assinalar a grande penalidade foi absolutamente inequivoca, porque a falta cometida sobre o Miguel Lopes foi tão evidente que só um cego não veria.

Em termos disciplinares também estiveram bem, pese embora terem deixado os jogadores cometer algumas infrações linguisticas que deveriam ter sido admoestadas.

     


publicado por BLOGOTA às 19:34
link do post | comentar | favorito

links
arquivos

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

posts recentes

IIª DIVISÃO DISTRITAL - S...

VIDEOS DO JOGO: OTA 5 - S...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

FUTEBOL CLUBE DE OTA 5 - ...

VIDEOS DO JOGO: SANTA CRU...

A. F. LISBOA - 2ª DIVISÃO...

A. R. C. D. PRAIA SANTA C...

favoritos

CAMPEONATO DISTRITAL DE B...

CAMPEONATO DISTRITAL DE I...

RESCALDO DA 1ª PROVA RESI...

VIDEOS DA 1ª PROVA RESIST...

RESCALDO - T. P. MARATONA...

FOTO DA ASSINATURA DO CON...

S. C. PINHEIRO LOURES 3 -...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

CAMPEONATO NACIONAL DE RA...

RESCALDO DA MARATONA BTT ...

temas

2008/2009

2009/2010

2010

2010/2011

2011

2011/2012

2012

7 maravilhas

aeroporto de ota

afl

alenquer

alentejo

alhandra

amador

analises

anipura

arneiros

arrudense

atalaia

atletismo

benfica

benjamins

btt

c.s.r.d. de ota

campeonato

carb boom

cerca

charneca de ota

cheganças

ciclismo

classificação

comentarios

corrida do mirante

cronicas

cross country

desporto

diversos

elites

escolas

estatistica

eventos

extrusal

f.c. ota

f.c. ota benjamins

f.c. ota escolas

f.c. ota infantis

f.c. ota iniciados

f.c. ota juniores

f.c. ota juvenis

festa

frases

furadouro

futebol

futebol de sete

golos

humor

imagens

infantis

iniciados

jogador

juniores

juvenis

lfo

Liga Fantástica de Ota

linhais

lisboa

maratona

memorias

monte agraço

monte redondo

montejunto

música

nacional

ota

ota videos

passeios

pelado

pinheiro loures

portugal

raid

rbikes

relvado

rescaldo

resultados

rio de ota

seniores

serra de ota

sintético

sobreirense

sorteio

sub-23

taça

torneio

treino

varanda da ota

vencedor

veteranos

videos

xcm

xco

todas as tags

últ. comentários
Sem grandes comentarios. obrigado Rui. Fica aqui m...
Até no fim se manifesta a enorme qualidade e dedic...
a deresao do futebol clube agradece todo o que o b...
Caro Rui Branco,Os meus Parabéns pelo teu trabalho...
Foi um óptimo trabalho feito ao estilo de O...
Caro Rui Branco,Obrigado pelo trabalho pioneiro qu...
RuiCertamente que para tomares esta decisão, pensa...
Caro Rui, É com muita tristeza que leio a notícia ...
Caro RuiÉ com tristeza que vejo esta noticia.Assim...
OS COMENTÁRIOS NESTE BLOG ESTÃO TEMPORARIAMENTE SU...
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds
mais sobre mim